Mundo Família imunizada é o retrato do bom desempenho da vacinação em Ibirité

04:25  14 abril  2021
04:25  14 abril  2021 Fonte:   em.com.br

Agências cobram de R$ 8 mil a R$ 20 mil por viagem com vacinação na Rússia

  Agências cobram de R$ 8 mil a R$ 20 mil por viagem com vacinação na Rússia Sputnik V não foi aprovada pela EMA. 55 países já o aprovaram, diz Putin. País pode atrair europeusOs preços dos pacotes de vacinação contra o coronavírus na Rússia custam de 1.400 a 3.500 dólares (de R$ 8 mil a R$ 20 mil), embora os clientes não sejam cobrados até receberem oficialmente um visto russo.

Na família do senhor José André dos Reis, só o netinho Luan não foi vacinado © Marcos Vinícius de Mendonça/Divulgação Na família do senhor José André dos Reis, só o netinho Luan não foi vacinado

Em meio à mais grave situação da pandemia do novo coronavírus, com altas taxas de ocupação dos leitos hospitalares, recordes de mortes e falta de medicamentos para pacientes intubados, ter a família toda vacinada contra a COVID-19 em uma mesma casa é, sim, sinal de sorte para alguns.

Na casa do senhor José André dos Reis, de 74 anos, foi assim. Ele, a esposa, Maria da Penha Costa dos Reis, de 69, e a filha, Fernanda Costa dos Reis, de 38, moradores do Bairro Bosque, em Ibirité, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), já foram vacinados.

SUS começa a imunizar contra a gripe nesta segunda-feira, 12; veja quem pode ser vacinado

  SUS começa a imunizar contra a gripe nesta segunda-feira, 12; veja quem pode ser vacinado Cronograma será composto por três etapas; veja perguntas e respostas sobre a campanha na rede pública e privadaEm meio à pandemia de coronavírus e com parte da atenção voltada para a imunização contra a covid-19, a campanha nacional de vacinação contra o vírus influenza, da gripe, começará no dia 12 de abril por meio do Sistema único de Saúde (SUS). A meta do Ministério da Saúde é imunizar 79,7 milhões de pessoas que fazem parte dos grupos prioritários até 9 de julho.

Com eles, vive também o netinho Luan Henrique de Paula Reis, de 5 anos, que não pode ser vacinado. O senhor José está contando os dias para a segunda dose, agendada para o dia 20 de abril.

“Estou quietinho em casa. Se saio pra ir à padaria, coloco máscara. Estou aguardando a segunda dose com muita ansiedade. A espera foi grande. Eu não tive nenhum efeito colateral, tive nada. Eu vou fazer 75 anos e o que estou vendo dessa doença desejaria estar com vinte e poucos. É um privilégio a gente já ter tomado a primeira dose e estarmos todos saudáveis”, relata o senhor José, que não vê a hora de a pandemia passar.

A filha, Fernanda Costa dos Reis, é vacinadora e integra o grupo de profissionais da saúde já imunizados, inclusive com a segunda dose. Ela foi a primeira da casa a se vacinar e, até pouco tempo, estava afastada do trabalho devido à crise de ansiedade, decorrente desse difícil período de pandemia.

Dupla é detida após assaltar motorista de aplicativo com faca em Contagem

  Dupla é detida após assaltar motorista de aplicativo com faca em Contagem Mulher contou que pegou corrida em BH e foi rendida por jovens de 17 e 19 anos com faca. Na fuga, eles bateram o carroDe acordo com a Polícia Militar (PM), a vítima contou que estava no Bairro Lagoinha, na Região Noroeste de Belo Horizonte, quando aceitou uma corrida da dupla.

“Minha crise de ansiedade veio devido à preocupação com meus pais, todo esse momento que estamos vivendo de muitas mortes e colapso na saúde. Minha família tem perdido muitos conhecidos para a COVID-19. É um privilégio estarmos vacinados, mas meu sonho é ver meus vizinhos e todos os conhecidos tomando também; que a vacina em breve chegue a todos. Que todo mundo consiga ter este mesmo privilégio de ter todos da mesma casa imunizados”, ressalta Fernanda.

Ibirité está seguindo o Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a COVID-19, do Ministério da Saúde, e vacinou com a primeira dose, até o momento, 12.090 pessoas. O município apresenta esempenho de vacinação de 86,5%, com relação às doses recebidas e doses aplicadas.

A efetividade da vacinação de Ibirité supera as médias federais e estaduais, que são 58% e 51,4%, respectivamente. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a maioria dos vacinados até o momento é do sexo feminino, que corresponde a 62,5% do público total, e 37,5% do sexo masculino.

Sem kit intubação, medicamentos podem acabar em Ibirité nesta quarta-feira

  Sem kit intubação, medicamentos podem acabar em Ibirité nesta quarta-feira Hospital de campanha de Ibirité aguarda repasse do estado e pode ficar sem os anestésicos Atracurio e Rocuronio amanhã (14/4)O kit intubação, como é conhecido, está em falta e a prefeitura acionou o Ministério Público de Minas Gerais. Os anestésicos Atracurio e Rocuronio são os remédios em falta e há previsão de que acabem as últimas doses nesta quarta-feira (14/4).

Dados de 12 de abril contabilizam que a cidade já recebeu um total de 18.142 doses da vacina contra a COVID-19, sendo 15.002 da CoronaVac e 3.140 da Astrazeneca. Ao todo, já foram aplicadas 12.090 primeiras doses e 3.604 pessoas já receberam a segunda dose.

Nesta quarta-feira (14/4), a vacinação prosseguirá ao grupo de idosos de 65 anos. Nesta terça-feira (13/4) foram aplicadas as primeiras doses nos profissionais de segurança. As vacinas são distribuídas para as 20 Unidades Básicas de Saúde (UBS), que possuem sala de vacinação. A imunização está sendo feita de segunda a sexta-feira, entre 8h e 14h.

O que é um lockdown?

Saiba como funciona essa medida extrema, as diferenças entre quarentena, distanciamento social e lockdown, e porque as medidas de restrição de circulação de pessoas adotadas no Brasil não podem ser chamadas de lockdown.

Ver essa foto no Instagram

Vacinas contra COVID-19 usadas no Brasil

  • Oxford/Astrazeneca

Produzida pelo grupo britânico AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford, a vacina recebeu registro definitivo para uso no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). No país ela é produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Ministério da Saúde libera recursos para manter 162 leitos COVID em MG

  Ministério da Saúde libera recursos para manter 162 leitos COVID em MG Ao todo, 35 leitos de terapia intensiva serão mantidos somente em Belo Horizonte, ao custo de R$ 1.680.000,00. Caratinga compõe a maior fatia, com 70 unidades

  • CoronaVac/Butantan

Em 17 de janeiro, a vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan no Brasil, recebeu a liberação de uso emergencial pela Anvisa.

  • Janssen

A Anvisa aprovou por unanimidade o uso emergencial no Brasil da vacina da Janssen, subsidiária da Johnson & Johnson, contra a COVID-19. Trata-se do único no mercado que garante a proteção em uma só dose, o que pode acelerar a imunização. A Santa Casa de Belo Horizonte participou dos testes na fase 3 da vacina da Janssen.

  • Pfizer

A vacina da Pfizer foi rejeitada pelo Ministério da Saúde em 2020 e ironizada pelo presidente Jair Bolsonaro, mas foi a primeira a receber autorização para uso amplo pela Anvisa, em 23/02.

Minas Gerais tem 10 vacinas em pesquisa nas universidades

Como funciona o 'passaporte de vacinação'?

Os chamados passaportes de vacinação contra COVID-19 já estão em funcionamento em algumas regiões do mundo e em estudo em vários países. Sistema de controel tem como objetivo garantir trânsito de pessoas imunizadas e fomentar turismo e economia. Especialistas dizem que os passaportes de vacinação impõem desafios éticos e científicos.

Ibirité passa à onda vermelha e comércio volta a abrir

  Ibirité passa à onda vermelha e comércio volta a abrir Comércio não essencial volta a abrir a partir de sábado (17/4). Blitzes educativas alertam a população sobre necessidade de continuar com medidas de segurançaO anúncio da regressão da onda foi feito pelo governador Romeu Zema, na manhã desta quinta-feira (15/4), durante uma coletiva de imprensa.

Ver essa foto no Instagram

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus.

Brasília completa 61 anos com só 12% da população vacinada contra covid

  Brasília completa 61 anos com só 12% da população vacinada contra covid Tem maior renda per capita . Mas é 16º no ranking por UF. 371 mil tomaram a 1ª dose. 175 mil receberam 2ª doseAna Lúcia faz parte das 175.184 pessoas no Distrito Federal que já receberam as duas doses de vacinas contra a covid até as 21h de 3ª feira (20.abr.2021), segundo a plataforma coronavirusbra1 –que compila dados das secretarias estaduais de Saúde.

Entenda as regras de proteção contra as novas cepas

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

  • Veja onde estão concentrados os casos em BH
  • Coronavírus: o que fazer com roupas, acessórios e sapatos ao voltar para casa

  • Animais de estimação no ambiente doméstico precisam de atenção especial

  • Coronavírus x gripe espanhola em BH: erros (e soluções) são os mesmos de 100 anos atrás

O que é um lockdown?

Saiba como funciona essa medida extrema, as diferenças entre quarentena, distanciamento social e lockdown, e porque as medidas de restrição de circulação de pessoas adotadas no Brasil não podem ser chamadas de lockdown.

Ver essa foto no Instagram

Vacinas contra COVID-19 usadas no Brasil

  • Oxford/Astrazeneca

Produzida pelo grupo britânico AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford, a vacina recebeu registro definitivo para uso no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). No país ela é produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

  • CoronaVac/Butantan

Em 17 de janeiro, a vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan no Brasil, recebeu a liberação de uso emergencial pela Anvisa.

  • Janssen

A Anvisa aprovou por unanimidade o uso emergencial no Brasil da vacina da Janssen, subsidiária da Johnson & Johnson, contra a COVID-19. Trata-se do único no mercado que garante a proteção em uma só dose, o que pode acelerar a imunização. A Santa Casa de Belo Horizonte participou dos testes na fase 3 da vacina da Janssen.

  • Pfizer

A vacina da Pfizer foi rejeitada pelo Ministério da Saúde em 2020 e ironizada pelo presidente Jair Bolsonaro, mas foi a primeira a receber autorização para uso amplo pela Anvisa, em 23/02.

Minas Gerais tem 10 vacinas em pesquisa nas universidades

Como funciona o 'passaporte de vacinação'?

Os chamados passaportes de vacinação contra COVID-19 já estão em funcionamento em algumas regiões do mundo e em estudo em vários países. Sistema de controel tem como objetivo garantir trânsito de pessoas imunizadas e fomentar turismo e economia. Especialistas dizem que os passaportes de vacinação impõem desafios éticos e científicos.

Alcione toma segunda dose da vacina contra covid-19: 'Viva o SUS'

  Alcione toma segunda dose da vacina contra covid-19: 'Viva o SUS' 'É indispensável que mantenhamos os cuidados de segurança', alertou a cantora"Imunizada! Acabo de tomar a segunda dose da vacina, que é a única forma de estarmos livres do coronavírus. Agora, é só aguardar o período da imunização e continuar seguindo os protocolos de segurança. E repetir isso nunca é demais: Viva o SUS", comemorou ela na legenda do post.

Ver essa foto no Instagram

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus.

Entenda as regras de proteção contra as novas cepas

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Ver essa foto no Instagram

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

  • Veja onde estão concentrados os casos em BH
  • Coronavírus: o que fazer com roupas, acessórios e sapatos ao voltar para casa

  • Animais de estimação no ambiente doméstico precisam de atenção especial

  • Coronavírus x gripe espanhola em BH: erros (e soluções) são os mesmos de 100 anos atrás

Alcione toma segunda dose da vacina contra covid-19: 'Viva o SUS' .
'É indispensável que mantenhamos os cuidados de segurança', alertou a cantora"Imunizada! Acabo de tomar a segunda dose da vacina, que é a única forma de estarmos livres do coronavírus. Agora, é só aguardar o período da imunização e continuar seguindo os protocolos de segurança. E repetir isso nunca é demais: Viva o SUS", comemorou ela na legenda do post.

usr: 1
Isto é interessante!