Mundo Vacina da Moderna será revisada pela OMS para lista de emergência na sexta-feira, diz porta-voz

18:51  26 abril  2021
18:51  26 abril  2021 Fonte:   msn.com

Qual a eficácia da Sputnik V contra o coronavírus?

  Qual a eficácia da Sputnik V contra o coronavírus? O imunizante russo contra a covid-19 já foi aprovado em muitos países e agora passa pela análise da Agência Europeia de Medicamentos. Mas a vacina é controversa. © Carol Smiljan/ZUMA Wire/imago images Profissional de saúde argentino com a vacina Sputnik-V Para o presidente da Rússia, Vladimir Putin, trata-se da "melhor vacina do mundo". Já na mídia nacional, ela é celebrada como um sucesso de exportação.

GENEBRA (Reuters) - A vacina contra Covid-19 da Moderna será revisada em 30 de abril por técnicos para possivelmente fazer parte de lista de uso emergencial da Organização Mundial da Saúde (OMS), disse um porta-voz da OMS à Reuters.

Vacina da Moderna © Reuters/MIKE SEGAR Vacina da Moderna

"Vamos discutir sobre a vacina contra Covid-19 da Moderna na sexta-feira...", disse o porta-voz da OMS, Christian Lindmeier. A decisão sobre a vacina produzida pela farmacêutica norte-americana, agora sob 'avaliação abreviada' com base na revisão prévia da Agência Europeia de Medicamentos (EMA), era esperada em um a quatro dias depois disso, disse Lindmeier.

ALMG retoma atividades presenciais a partir desta quinta-feira (22/4)

  ALMG retoma atividades presenciais a partir desta quinta-feira (22/4) Suspensão da atividade presencial na Assembléia de Minas vai até quarta-feira (21/4); a partir de quinta, o funcionamento será escalonado

Até agora as vacinas contra a Covid-19 feitas pela Pfizer, AstraZeneca e Johnson & Johnson receberam a aprovação da OMS, o que significa um sinal para as autoridades regulatórias nacionais sobre a segurança e eficácia de um produto.

Stephane Bancel, CEO da Moderna, disse em um evento na última sexta-feira que a previsão de produção chegaria a até 1 bilhão de doses de sua vacina contra a Covid-19 neste ano e 1,4 bilhão no próximo.

"Estamos na reta final para chegar a um acordo com o Covax", disse Bancel, referindo-se ao consórcio de vacinas administrado pela Gavi, aliança global de vacinas, e pela OMS para levar doses a países de baixa renda.

(Por Stephanie Nebehay)

Vacina Sputnik: entenda polêmica do vírus replicante que opõe Anvisa e Rússia .
A agência brasileira negou o pedido de importação do imunizante alegando problemas de segurança, entre eles a presença de vírus capazes de se multiplicar na sua composição. Instituto russo nega e diz que vai processar a Anvisa por difamação. Por sua vez, a Anvisa respondeu apresentando documentos, gravações de reuniões e um dossiê para defender sua decisão de não aceitar o pedido de importação emergencial da Sputnik V.

usr: 2
Isto é interessante!