Mundo Itália reabre cinemas, museus, restaurantes e prepara investimentos bilionários

19:26  26 abril  2021
19:26  26 abril  2021 Fonte:   brasil.rfi.fr

Governo da Itália anuncia relaxamento de regras anti-Covid

  Governo da Itália anuncia relaxamento de regras anti-Covid Restaurantes e bares vão reabrir as portas em 26 de abril    A principal medida é a reabertura de bares e restaurantes, inclusive de noite, para atendimento ao ar livre a partir de 26 de abril, bem como de teatros, cinemas e museus.

A Itália inicia nesta segunda-feira (26) uma nova fase de flexibilização do lockdown adotado para conter a terceira onda da Covid-19. Paralelamente à reabertura de bares, restaurantes, museus, cinemas e salas de espetáculos, o governo italiano apresenta seu plano para relançar a economia do país.

  Itália reabre cinemas, museus, restaurantes e prepara investimentos bilionários © REUTERS - YARA NARDI

Depois de vários meses de alternância entre períodos rígidos de fechamento de atividades comerciais e reaberturas tímidas, pela primeira vez em seis meses os italianos vão poder frequentar as áreas externas dos bares e restaurantes. Entretanto, o toque de recolher a partir de 22 horas continua em vigor.

SP volta a ter bares, restaurantes e outros serviços neste sábado; confira o que reabre

  SP volta a ter bares, restaurantes e outros serviços neste sábado; confira o que reabre SP volta a ter bares, restaurantes e outros serviços neste sábado; confira o que reabreSegundo divulgado pelo governo de SP, restaurantes, salões de beleza e barbearias, atividades culturais como museus, cinemas e teatros, além das academias, poderão funcionar em horários fixos e com controle de pessoas nos estabelecimentos.

A grande maioria das 20 regiões do país estão agora na zona amarela, que é o nível mais baixo de risco da epidemia. A Itália espera que as reaberturas sejam irreversíveis e representem o início de uma vida normal, após meses de restrições entre a segunda e a terceira ondas da pandemia, com uma média de 300 a 500 mortes diárias.

O chefe do governo italiano, Mario Draghi, que deseja respeitar as recomendações dos especialistas e cientistas para evitar os deslocamentos noturnos e o aumento dos contágios, hospitalizações e mortes, teve que suportar as pressões do extremista de direita Matteo Salvini, o aliado mais incômodo, que pede a reabertura de todo o comércio e o fim das restrições.

Draghi, economista renomado e ex-presidente do Banco Central Europeu (BCE), que assumiu o poder em fevereiro, explicou que assume um "risco calculado" com as aberturas e que as probabilidades de que sejam definitivas dependerão do respeito aos protocolos de segurança e do avanço da campanha de vacinação.

São Paulo reabre restaurantes, salões de beleza e academias neste sábado

  São Paulo reabre restaurantes, salões de beleza e academias neste sábado Abertura faz parte de plano de transição. Alta de casos de covid forçaram fechamentoAs academias poderão funcionar das 6h às 19h. Os demais das 11h às 19h. Todos com 25% da capacidade total de cada estabelecimento. As regras fazem parte da fase de transição do Plano São Paulo, planejamento do governo estadual para funcionamento dos estabelecimentos durante a pandemia.

A Itália, com uma população de 60 milhões de habitantes, está administrando quase 350.000 doses de vacinas por dia, mas com fortes disparidades entre as regiões.

Plano de retomada econômica de bilhões de euros

Paralelamente, a terceira maior economia da zona do euro, que perdeu no ano passado um milhão de empregos e registrou queda do PIB de 8,9%, será submetida a uma verdadeira terapia de choque graças aos fundos para a recuperação econômica destinados pela União Europeia.

A Itália vai receber a maior parte do fundo europeu, € 191,5 bilhões (US$ 231,6 bilhões) em subsídios e empréstimos e planeja usar recursos nacionais de mais de € 30 bilhões (mais de US$ 36,2 bilhões) para alcançar um montante total de € 222,1 bilhões (US$ 268,6 bilhões) em verbas.

O primeiro-ministro detalha nesta segunda-feira, no Parlamento, o plano de aplicação dos recursos. O projeto quinquenal foi estruturado em seis áreas, que visam desenvolver a internet de alta velocidade (digitalização de empresas), energias renováveis, renovação de infraestruturas (rodovias e ferrovias), educação, saúde e inclusão social.

A transição ecológica, os projetos de energia com hidrogênio e fontes renováveis, assim como a digitalização do país, são pontos considerados cruciais para os europeus. Para reduzir a brecha entre o norte desenvolvido e o sul pobre da península, entre homens e mulheres, entre gerações, a Itália preparou um plano colossal, que representa um desafio para um país que não cresce há vários anos.

Draghi precisa estimular em cinco anos um notável crescimento do PIB e, ao mesmo tempo, lidar com a classe política, que até o momento não mostra a união necessária ante o desafio histórico.

Com informações da AFP

Itália começa a relaxar restrições na maior parte do país .
Em 14 das 20 regiões, cafés e restaurantes poderão receber clientes em mesas ao ar livre. Cinemas, teatros e museus voltarão a funcionar, mas com capacidade reduzida. © Massimo Percossi/ANSA/picture alliance Cafés e restaurantes deverão fechar às 22h, no máximo. A Itália começou nesta segunda-feira (26/04) o relaxamento gradual de várias restrições impostas para tentar conter a disseminação do coronavírus nos últimos meses. Cafés, restaurantes, cinemas, teatros e museus começarão a reabrir, e alunos voltarão para as aulas presenciais na maioria das regiões.

usr: 1
Isto é interessante!