Mundo Agricultor belga altera acidentalmente fronteira com a França

22:46  04 maio  2021
22:46  04 maio  2021 Fonte:   dw.com

Agricultor muda sem querer a fronteira entre Bélgica e França

  Agricultor muda sem querer a fronteira entre Bélgica e França Um agricultor belga “remarcou”, sem querer, a fronteira da Bélgica com a França após mudar uma pedra de lugar. O objeto de 1819 marca, simbolicamente, a divisa entre os dois países. A alteração foi percebida por uma pessoa que sabia sobre a história da fronteira dos dois territórios. Segundo a BBC, ela passeava na floresta […] O post Agricultor muda sem querer a fronteira entre Bélgica e França aparece primeiro no Go Outside.

Ele queria apenas passar com seu trator, mas acabou aumentando o território da Bélgica ao deslocar uma pedra de 150 quilos, datada de 1819, que demarcava a fronteira.

A Bélgica tem 620 quilômetros de fronteira com a França © picture alliance/A.A.I./G. Lacz A Bélgica tem 620 quilômetros de fronteira com a França

Um agricultor belga mudou acidentalmente a fronteira de seu país com a França. Para passar com seu trator, ele moveu uma pedra de 150 quilos, na cidade de Erquelinnes, e acabou aumentando em 2,29 metros o território da Bélgica.

A alteração foi descoberta por um grupo de aficionados por história que percorria a região usando mapas antigos.

A fronteira entre a França e a Bélgica se estende por 620 quilômetros e foi formalmente estabelecida sob o Tratado de Kortrijk, assinado em 1820 após a derrota de Napoleão em Waterloo, cinco anos antes. A pedra deslocada data de 1819, quando a fronteira foi demarcada pela primeira vez.

Agricultor altera sem querer fronteira entre Bélgica e França

  Agricultor altera sem querer fronteira entre Bélgica e França Fronteira estende-se por 620 km. Pedra marcava a divisa dos países.Segundo a BBC, outro morador que caminhava pelo local percebeu que a pedra havia se movido 2,29 metros e estava em território francês. “Ele tornou a Bélgica maior e a França menor, não é uma boa ideia”, disse David Lavaux, prefeito da vila belga de Erquelinnes, ao canal de TV francês TF1.

"O limite de 1819 foi movido, a Bélgica e nosso município foram aumentados. Os franceses obviamente não concordam, teremos que recolocar as coisas em seus lugares", brincou o prefeito da cidade belga de Erquelinnes, David Lavaux, no Facebook.

As autoridades belgas locais planejam entrar em contato com o agricultor para pedir que ele devolva a pedra ao local original. Se isso não acontecer, o caso pode acabar no Ministério das Relações Exteriores da Bélgica, que teria de convocar uma comissão de fronteira franco-belga, inativa desde 1930.

"Devemos ser capazes de evitar uma nova guerra de fronteira", brincou Aurélie Welonek, prefeita do vilarejo francês vizinho Bousignies-sur-Roc, em entrevista ao jornal local La Voix du Nord.

Lavaux, prefeito de Erquelinnes, observou que o agricultor pode enfrentar acusações criminais se não atender ao pedido. Mas é pouco provável que isso ocorra.

"Se ele mostrar boa vontade, não terá problemas, resolveremos a questão amigavelmente", afirmou o político ao site de notícias belga Sudinfo.

le/ek (Efe, ots)

Presa mulher que explorava sexualmente as filhas em troca de favores .
Segundo delegado, mulher teria obrigado a filha a se relacionar com traficante, em troca de drogasSegundo o delegado Rafael Gomes, uma das vítimas foi a autora da denúncia. “Ela nos relatou, e também ao Ministério Público, que a mãe estaria combinando atos de cunho sexual para ela em troca de vantagens fornecidas pelos exploradores.

usr: 1
Isto é interessante!