Mundo Biden revoga exigência de seguro saúde da era Trump para novos imigrantes

04:06  15 maio  2021
04:06  15 maio  2021 Fonte:   reuters.com

Enquanto Biden peita, Jair despeita

  Enquanto Biden peita, Jair despeita Enquanto Biden peita, Jair despeitaEnquanto Biden atua, nosso Jair investe na tática de fazer muito barulho:

O Presidente dos Estados Unidos revogou uma medida do antecessor, Donald Trump , que vetara a entrada de alguns imigrantes por alegado "risco para o mercado de trabalho".

Há algum tempo, o governo do ex-presidente estadunidense Donald Trump revogou parcialmente algumas garantias sanitárias legais para pessoas da comunidade trans. Porém, a atual gestão do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden , reverteu essa situação. “A missão do Departamento é garantir a saúde e o bem-estar de todos os americanos, independentemente do gênero ou orientação sexual. Todos precisam ter acesso aos serviços de saúde ”, disse Rachel Levine, a primeira pessoa da comunidade trans a ser escolhida para participar do Senado.

Por Ted Hesson e Kristina Cooke

Presidente dos EUA, Joe Biden © Reuters/KEVIN LAMARQUE Presidente dos EUA, Joe Biden

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, revogou nesta sexta-feira determinação de 2019 do ex-presidente Donald Trump que buscava barrar a entrada de imigrantes que não pudessem provar que tinham seguro saúde ou que não pudessem pagar pelos custos de saúde.

Em anúncio feito pela Casa Branca, o presidente democrata disse que a suspensão imposta por seu antecessor republicano "não promove os interesses dos Estados Unidos".

Trump emitiu uma norma em outubro de 2019 exigindo que todos os imigrantes em potencial apresentassem comprovante de seguro de saúde dos EUA dentro de 30 dias de sua chegada aos Estados Unidos ou dinheiro suficiente para pagar por "custos médicos razoavelmente previsíveis".

FBI prende 10 brasileiros por golpes contra o sistema financeiro dos EUA

  FBI prende 10 brasileiros por golpes contra o sistema financeiro dos EUA Os imigrantes brasileiros fraudavam acesso a aplicativos como Uber, Instacart, Doordash, Lyft e deram golpes milionários em centenas de cidadãos americanos

Com a decisão, Biden inverteu com efeito imediato a decisão de Trump , anunciada em 22 de abril de 2020, nos primeiros meses da pandemia de covid-19, que atingiu duramente a economia dos EUA e atrasou a criação de emprego. A decisão de Trump Além de reverter a decisão da administração anterior, Biden instruiu os secretários de Estado, Trabalho e Segurança Interna a reverem “quaisquer regulamentos, ordens, documentos de orientação, políticas e quaisquer outras ações similares” desenvolvidos sob o decreto anterior e, se necessário, emitir novas disposições, de acordo com a

Biden revoga exigência de seguro saúde da era Trump para novos imigrantes . Por Ted Hesson e Kristina Cooke. Ferrenha defensora de Trump é escolhida como líder do partido na Câmara.

Um juiz federal bloqueou a exigência de saúde antes de sua data efetiva, um mês depois. Mas, em uma decisão de dezembro de 2020, um tribunal de apelações dos EUA manteve a determinação de Trump, dizendo que ela cabia ao poder executivo do presidente.

Biden assumiu o cargo semanas depois, e advogados disseram que a medida nunca entrou em vigor. A Casa Branca e outras agências dos EUA não responderam imediatamente aos pedidos de comentários.

Biden prometeu alterar muitas das políticas restritivas de imigração de Trump. Ele reverteu a proibição de viagens a 13 países de maioria muçulmana e interrompeu a construção do muro na fronteira dos EUA com o México.

(Reportagem de Ted Hesson em Washington e Kristina Cooke em San Francisco)

Brasileiros deportados dos EUA chegam algemados em voo de volta ao país .
Primeiro voo com deportados brasileiros da era Biden chegou às 15h40 em Confins; em dois anos, mais de 1.200 pessoas foram mandadas de volta ao Brasil

usr: 3
Isto é interessante!