Mundo Após ataque hacker contra JBS, EUA devem mostrar postura mais agressiva diante da Rússia

00:36  03 junho  2021
00:36  03 junho  2021 Fonte:   reuters.com

JBS sofre ataque cibernético e paralisa operações nos EUA e na Austrália

  JBS sofre ataque cibernético e paralisa operações nos EUA e na Austrália Não há previsão de retomada. Pode atrasar transaçõesDe acordo com a nota, a JBS tomou medidas imediatas, suspendendo todos os sistemas afetados, notificando as autoridades e ativando a rede global de profissionais de TI da empresa e de especialistas terceirizados.

“A JBS dos EUA acabou sendo o alvo de um ataque organizado de segurança cibernética que afetou alguns servidores que suportam seus sistemas informáticos da América do Norte e Austrália”, disse a empresa em nota, sem entrar em detalhes. Foram os sindicatos os que especificaram o alcance do ataque . Os ataques à JBS e à Colonial Pipeline ocorrem após a ousada intromissão na companhia de software SolarWinds, em 2020, que Washington atribuiu a um grupo respaldado por Moscou e que motivou uma rodada de duras sanções contra indivíduos e empresas na órbita do Kremlin.

De acordo com a reportagem, a JBS disse apenas que foi alvo de um " ataque organizado à segurança cibernética", o qual afetou sistemas na América do Norte e também na Austrália, mas que não há indícios de que dados de clientes, fornecedores ou funcionários foram afetados. Em duas semanas, o presidente Joe Biden deve se encontrar com o presidente da Rússia , Vladimir Putin, em Genebra, para uma reunião que tratará desses ataques cibernéticos. Uma violação recente aproveitou um software chamado SolarWinds para se infiltrar em mais de 250 agências federais e empresas

Por Andrea Shalal

Unidade da JBS em Greeley, Colorado (EUA) © Reuters/Jim Urquhart Unidade da JBS em Greeley, Colorado (EUA)

WASHINGTON (Reuters) - Um ataque hacker à JBS, maior processadora de carne do mundo, cometido por um grupo provavelmente sediado na Rússia fortaleceu a determinação do governo dos Estados Unidos de responsabilizar Moscou por ataques cibernéticos, ainda que eles não estejam ligados diretamente ao Kremlin.

O presidente dos EUA, Joe Biden, iniciou uma análise da ameaça representada por ataques de hackers e debaterá a questão com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, neste mês, disse a Casa Branca nesta quarta-feira.

"O presidente Biden certamente pensa que o presidente Putin e o governo russo têm um papel a desempenhar na interrupção de tais ataques", disse a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki.

Gigante agrolimentar brasileira JBS afirma ser vítima de ataque cibernético russo

  Gigante agrolimentar brasileira JBS afirma ser vítima de ataque cibernético russo A lista de vítimas mundiais do hacking em larga escala cresce a cada dia: a subsidiária norte-americana da empresa brasileira JBS, uma das líderes mundiais em carnes, se declarou alvo de um "ataque cibernético organizado" que afeta diretamente suas operações na Austrália e na América do Norte. A JBS disse às autoridades dos EUA que recebeu pedido de resgate de uma "organização criminosa provavelmente com sede na Rússia", segundo informações da"A Casa Branca está em contato direto com o governo russo sobre esta questão e está enviando a mensagem de que os estados que mostram responsabilidade não devem abrigar autores de ransomware", disse a porta-voz da casa Branca, Karine Jean-Pierre.

Rússia é principal suspeita de operação para acessar arquivos de agências e empresas americanas. Dezenas de contas de email do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos foram comprometidas pelo imenso ataque hacker descoberto na semana passada contra agências federais norte-americanas, afirmou o senador Ron Wyden nesta segunda-feira (21). Segundo ele, a Microsoft notificou a agência e comunicou a invasão das contas e o acesso pelos hackers aos sistemas da divisão de Escritórios Departamentais do Tesouro, que abriga os funcionários de alto-escalão.

O ataque cibernético sofrido pela JBS no último domingo (30) segue prejudicando a empresa nesta terça-feira (1). Após ter registrado problemas na operação da Austrália, Estados Unidos e Canadá, a empresa voltou a interromper a produção em algumas fábricas norte-americanas. Segundo a agência Dow Jones Newswires, as paradas ocorrem no Colorado, Iowa, Minessota, Pensilvânia e Texas. A companhia brasileira assegura que não há indícios de que dados de clientes, fornecedores ou funcionários foram comprometidos e trabalha com especialistas para normalizar os sistemas.

Na terça-feira, a Casa Branca disse que a JBS, dona de marcas como Swift e Seara, informou ao governo dos EUA que um ataque hacker atingiu a companhia e afetou a produção de carnes na América do Norte e na Austrália. O ataque fez com que as operações da empresa na Austrália fossem interrompidas na segunda-feira. Além disso, paralisou o abate de animais nas unidades da empresa em diversos Estados norte-americanos.

A invasão dos sistemas digitais da JBS marcou o terceiro grande ataque eletrônico ligado a hackers russos desde que Biden tomou posse, em janeiro, e veio na esteira de ataques à Colonial Pipeline e a software desenvolvido pela SolarWinds Corp.

"Biden indica sua disposição de responsabilizar a Rússia de alguma maneira pelo ataque ao oleoduto, embora ele tenha sido cometido por uma organização criminosa", disse Tom Bossert, assessor de segurança interna destacado do ex-presidente Donald Trump. "Este é um grande salto adiante."

Após ciberataque, JBS diz que operações nos EUA serão retomadas nesta quarta

  Após ciberataque, JBS diz que operações nos EUA serão retomadas nesta quarta Ataque ocorreu no fim de semana e paralisou unidades de produção de carne da empresa na América do Norte e na Austrália durante o final de semana. Em comunicado, a companhia indicou que no Reino Unido e no México não houve danos às operações. Segundo a empresa, com os avanços atuais, a maioria das fábricas estará operacional nesta quarta-feira, 2. "A JBS é uma parte crítica da cadeia de abastecimento de alimentos e reconhecemos nossa responsabilidade para com os membros da nossa equipe, produtores e consumidores de retomar as operações o mais rápido possível", disse Andre Nogueira, CEO da JBS nos Estados Unidos.

O ataque contra a JBS afetou suas operações na Austrália e na América do Norte. No dia 7 de maio, um outro ataque de ransomware forçou a Colonial Pipeline a interromper seu sistema de operação nos EUA . A filial norte-americana da gigante brasileira da indústria de carnes JBS informou ao governo dos EUA A JBS informou ao governo [norte-americano] que o pedido de pagamento de resgate foi feito por uma organização criminosa possivelmente localizada em Rússia ", afirmou a porta-voz. Jean-Pierre acrescentou que a Casa Branca está em contato sobre o assunto com autoridades do governo russo

O ataque fez com que operações da JBS nos EUA e Austrália fossem paralisadas na segunda-feira, e ainda afetava fábricas na terça-feira. (nL2N2NJ1P9). "Dado o progresso que profissionais de TI e equipes de fábrica fizeram nas últimas 24 horas, a grande maioria de nossas unidades de carne Na véspera, a Casa Branca disse ter recebido informações da JBS de que o ataque cibernético provavelmente teve origem na Rússia e que estava em contato com o país sobre o assunto. O presidente da JBS USA, André Nogueira, disse que a empresa e a Pilgrim´s "são uma parte crítica da

A Casa Branca pretende aproveitar uma cúpula de 16 de junho entre Biden e Putin para enviar uma mensagem clara ao líder russo, disseram autoridades.

A Rússia engrossou o coro de países-membros da Organização das Nações Unidas (ONU) ao endossar um relatório de março que combina normas voluntárias contra crimes digitais, inclusive um compromisso de não realizar ou apoiar conscientemente ataques eletrônicos que violam a lei internacional e danificam ou prejudicam elementos críticos de infraestrutura.

Biden, que repreende reiteradamente a Rússia por ter prendido Alexei Navalny, um crítico do Kremlin, e por sua presença militar crescente perto da Ucrânia, pedirá a aliados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), a líderes da União Europeia e ao G7 que apoiem uma tomada de postura forte e unificada diante da Rússia em cúpulas separadas antes de ele se encontrar com Putin, dizem autoridades dos EUA.

O que se sabe sobre ataque cibernético a JBS investigado pelo FBI

  O que se sabe sobre ataque cibernético a JBS investigado pelo FBI O ataque do tipo ransomware pode provocar atrasos para alguns clientes nos EUA, Canadá e Austrália, diz a empresa.As redes de computadores da JBS foram hackeadas, fazendo com que algumas operações na Austrália, Canadá e Estados Unidos fossem temporariamente fechadas, afetando milhares de trabalhadores.

BRASÍLIA — O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou nesta quinta-feira que, em razão do ataque hacker contra o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e outros órgãos públicos, intensificou os procedimentos de segurança nos sistemas "internos e externos" da Corte. O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, que retomou os acordos internacionais dos quais Donald Trump havia se retirado, decidiu não retornar ao Tratado de Céus Abertos para mostrar firmeza diante da Rússia após vários gestos de abertura.

A JBS disse que obteve "progresso significativo" na resolução do ataque cibernético e espera que a grande maioria de suas fábricas esteja operacional na quarta-feira. A empresa disse na segunda-feira (31/04) que suspendeu todos os sistemas de TI afetados assim que o ataque foi detectado e que seus servidores de backup não De acordo com o grupo comercial Beef Central, "supermercados e outros grandes usuários finais como a rede de fornecimento de hambúrgueres do McDonald's serão alguns dos clientes mais imediatamente impactados, devido à sua necessidade de fornecimento consistente".

Entre aliados ocidentais, é crescente o consenso de que ações mais fortes são necessárias, dizem.

Na terça-feira, a Casa Branca disse que está se engajando diretamente com o governo russo, um comunicado que assinala uma guinada clara rumo a uma política norte-americana nova e mais assertiva para a Rússia no que diz respeito aos ataques digitais, disseram autoridades de segurança e analistas antigos e atuais dos EUA.

A reação da Casa Branca veio depois que o senador Lindsey Graham e outros republicanos criticaram o governo Biden por uma resposta "fraca" ao ataque que atingiu no mês passado sistemas de computadores da Colonial Pipeline, que opera o maior duto de combustível do país. O ataque, do tipo "ramsonware", em que os sistemas são codificados impedindo o acesso a menos que as vítimas entreguem o que os hackers pediram, foi cometido por um grupo conhecido como DarkSide, que teria laços com a Rússia.

Há tempos a comunidade militar e de inteligência dos EUA tem capacidade de danificar servidores de computador usados por hackers particulares em outros países, e praticamente tem se refreado devido aos receios diplomáticos das consequências – mas o ataque, também do tipo ramsonware, à JBS pode sinalizar um divisor de águas.

"O governo dos EUA deveria estar preparado para usar suas capacidades para derrubar diretamente a infraestrutura usada – quer pertença a um governo ou a um grupo delegado – caso os ataques aumentem", opinou Bossert.

JBS pagou US$ 11 milhões a hackers para resgatar acessos .
Segundo subsidiária nos EUA, pagamento foi para minimizar danosSegundo o CEO da JBS nos EUA, André Nogueira, a decisão foi tomada para minimizar os danos. "Foi uma decisão difícil de tomar para nossa empresa e para mim, pessoalmente. Mas, sentimos que essa decisão deveria ser tomada para evitar qualquer risco potencial para todos os nossos clientes", explicou.

usr: 1
Isto é interessante!