Mundo Prédio residencial mais alto da UE fica pronto após 17 anos

09:29  21 julho  2021
09:29  21 julho  2021 Fonte:   gooutside.com.br

Incêndio seguido de desabamento destrói prédio da Secretaria de Segurança Pública no RS

  Incêndio seguido de desabamento destrói prédio da Secretaria de Segurança Pública no RS SÃO PAULO, SP, E PORTO ALEGRE, RS (FOLHAPRESS) - Dois bombeiros seguem desaparecidos depois do incêndio que destruiu na noite de quarta-feira (14) o prédio da SSP (Secretaria de Segurança Pública) do Rio Grande do Sul, no centro de Porto Alegre. O edifício desabou parcialmente e, segundo os bombeiros, foi totalmente perdido. Em entrevista a jornalistas, a cúpula do governo confirmou que os desaparecidos são um oficial que estava em serviço, o 1º tenente Deroci de Almeida da Costa, que comandou as guarnições até a chegada do comandante do batalhão, e o 2º sargento Lúcio Ubirajara de Freitas Munhós, que estava de folga e foi até o local de forma voluntária para ajudar na operação.

SÃO PAULO – Proprietários milionários dos apartamentos do prédio residencial mais alto do mundo estão diante de uma rara oportunidade de perceber a falta que faz um elevador quando se mora nas alturas. Eles estão sendo obrigados a subir pelas escadas até 97 andares por causa de uma pane Inaugurado em setembro do ano passado, o prédio tem apartamentos de luxo de até R$ 13 milhões, e quartos de dois dormitórios em um flat com diárias de R$ 950,00. Um incêndio no piso 96 provocou uma inundação nos poços dos oito elevadores do edifício, e todos estão parados sem previsão de

Novo arranha-céu residencial mais alto do mundo ultrapassa 470 metros. Provando ser realmente o maior país do mundo , a China, conhecida pelas construções gigantescas, reúne cinco das 10 edificações mais altas da Terra. É do Burj Khalifa , em Dubai, a honra de ser classificado como o prédio mais alto do mundo inteiro. Com quase um quilômetro de altura, a construção gigante registra nada menos do que 828 metros e 160 andares. Considerado um dos projetos mais ousados da história, o edifício de uso misto levou 5 anos e 3 meses para ser finalizado, com orçamento estimado em US$ 1,5 bilhão.

  Prédio residencial mais alto da UE fica pronto após 17 anos © Fornecido por Go Outside

O prédio residencial mais alto da União Europeia (UE) foi concluído após 17 anos de construção e contratempos. O arranha-céu Intempo, localizado no resort Costa Blanca, em Benidorm, cidade altamente turística da Espanha, tem 47 andares, 256 apartamentos e 198 metros de altura.

As torres gêmeas do novo edifício também contam com o elevador mais rápido da Espanha, que sobe a uma velocidade de 4,2 metros por segundo e pode chegar ao último andar em 52 segundos, segundo informações do Guardian.

Leia mais

+ Hotel ‘mais alto do mundo’ é inaugurado na Torre de Xangai

+ Maior iate do mundo é “prédio” flutuante para ricos

Número de mortos em prédio desabado na Flórida sobe para 90

  Número de mortos em prédio desabado na Flórida sobe para 90 O número de mortos no desabamento de um prédio em 24 de junho em Surfside, Flórida, subiu para 90 neste domingo (11), informaram as autoridades locais, depois de encontrar mais quatro corpos. O Champlain Towers South, um edifício de 12 andares construído à beira-mar em Surfside, desabou parcialmente na madrugada de 24 de junho. O restante do prédio foi demolido devido aos riscos à sua estabilidade na noite do domingo passado, permitindo que as equipes avançassem na escavação de áreas antes inacessíveis.

O MP-SC pediu a paralisação dos trabalhados até regularização da segurança na obra. © Reprodução. Um vídeo que mostra o momento exato da queda de materias de concreto e metais do 50º andar do Edifício Yachthouse Residence Club, em Balneário Camburiú, Santa Catarina, está circulando nas redes sociais. O Ministério Público de Santa Catarina entrou com um pedido de paralisação dos trabalhos até a regularização da segurança na obra.

Arquitetos responsáveis pelo projeto do prédio residencial mais alto da União Europeia se esqueceram de um detalhe fundamental: os elevadores. O “InTempo”, que fica em Benidorm (Espanha), estava com projeto inicial de 20 andares, que foi aumentado durante a construção, passando a ter 47, 200 metros de altura e 269 apartamentos. Porém, os arquitetos não refizeram o projeto para os elevadores chegarem aos 47 andares. A ampliação do prédio exigia mais espaço para os elevadores e equipamentos mais potentes, o que não foi feito. Ainda não se sabe como as obras

As torres estão ligadas no topo por uma estrutura em forma de diamante onde o preço de um apartamento de cobertura custa cerca de € 2 milhões (R$ 12,3 milhões). Nos outros andares, os preços começam em € 257.000 (aproximadamente R$ 1,6 milhão).

O Intempo possui 13 mil m² de áreas comuns e fica a 200 metros da praia de Poniente. O 47º andar é o ponto mais alto e abriga áreas comuns, que vai contar com um bar de coquetéis e quatro jacuzzis, de acordo com El País.

Imagem: Shutterstock © Fornecido por Go Outside Imagem: Shutterstock

Os gerentes do prédio estimam que cerca de 800 pessoas vão se hospedar no prédio na alta temporada.

Desde que começou a ser construído em 2004, o Intempo foi comprado e vendido por diversas empresas. Hoje, ele pertence ao fundo SVPGlobal, que pagou € 60 milhões (quase R$ 370 milhões) para adquirir as dívidas do prédio do Sareb, o chamado “banco ruim” criado para limpar as dezenas de milhares de propriedades inacabadas após a bolha imobiliária da Espanha estourar em 2008.

Depois dos problemas desencadeados pela crise financeira espanhola, finalizar o prédio residencial mais alto de UE em 2021 também não parecia possível devido à pandemia. Benidorm tem o turismo como principal atividade e sofreu fortemente com as restrições que a Covid-19 trouxe. Mesmo assim, o prédio foi concluído e vai começar a receber a visita de possíveis compradores.

O post Prédio residencial mais alto da UE fica pronto após 17 anos aparece primeiro no Go Outside.

Novo presidente do Cade defende punir criminosos e poupar empresas .
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Depois de seis anos de atuação no Cade (Conselho Administrativo de Defesa da Concorrência), Alexandre Cordeiro de Macedo assumiu, no dia 12 de julho, a presidência da autarquia. Ele ficará quatro anos à frente do órgão que julga fusões e aquisições de empresas e casos de abuso de poder econômico, como os cartéis. Apesar de seu histórico no órgão --ele foi um dos sete conselheiros do tribunal e exerceu a Superintendência-Geral (SG) por dois mandatos (quatro anos no total)--, Macedo contou com forte apoio de congressistas, que o indicaram para a chefia do Cade para o presidente Jair Bolsonaro.

usr: 7
Isto é interessante!