Mundo Na Rússia, prefeito de Barbacena recebe alta após infecção por COVID-19

02:46  24 julho  2021
02:46  24 julho  2021 Fonte:   em.com.br

Documentos sugerem complô de Putin para eleger Trump presidente, diz jornal

  Documentos sugerem complô de Putin para eleger Trump presidente, diz jornal Reportagem do The Guardian analisou relatórios supostamente vazados do Kremlin sugerem que o presidente da Rússia, Vladmir Putin, autorizou uma operação secreta para apoiar Donald Trump em sua campanha para a presidência dos Estados Unidos. A informação foi divulgada nesta 5ª feira (15.jul.2021) pelo The Guardian, que afirma ter tido acesso ao material.

O prefeito de Barbacena, Carlos Du, usou as redes sociais nesta sexta-feira (23/7) para informar que teve alta de uma unidade hospitalar na Rússia. Após testar positivo para a COVID-19 durante visita oficial ao país, o chefe do Executivo havia sido internado na cidade de Ekaterinburg.   “É com grande alegria que recebi alta hospitalar hoje. Foram dias difíceis, mas, com a graça de Deus, deu tudo certo! Obrigado a todos pelas orações e por estarem comigo neste momento”, escreveu Carlos Du na legenda que acompanha o vídeo publicado no Instagram.   O prefeito esclareceu que os trâmites para a volta ao Brasil estão em curso. A internação de Carlos Du na Rússia foi comunicada oficialmente pela prefeitura do município em 9 de julho.   O representante do Executivo de Barbacena viajou ao país euroasiático para participar do Fórum Internacional dos Municípios dos Países BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).   As atividades do fórum – entre 2 e 12 de julho – tiveram por objetivo discutir a possibilidade de cooperação entre cidades brasileiras e russas e, consequentemente, estabelecer conexões com representantes comerciais, autoridades e especialistas das áreas de indústria e de exportação na Rússia.   Até o momento, o prefeito e a administração municipal não comentaram sobre os possíveis resultados obtidos no evento internacional.

COVID-19: contágio recua e desafoga leitos, mas cepas preocupam

  COVID-19: contágio recua e desafoga leitos, mas cepas preocupam Significativa redução de hospitalizações e óbitos provocados pela doença gera alívio no Brasil, ao mesmo tempo em que novo alerta é ligado devido à mutação

O prefeito de Barbacena, Carlos Du, estava internado na cidade de Ekaterinburg por causa da COVID-19 © Prefeitura de Barbacena/Divulgação O prefeito de Barbacena, Carlos Du, estava internado na cidade de Ekaterinburg por causa da COVID-19

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomas, prevenção, pesquisa e vacinação.

  • Vacinas contra COVID-19 usadas no Brasil e suas diferenças
  • Minas Gerais tem 10 vacinas em pesquisa nas universidades
  • Entenda as regras de proteção contra as novas cepas
  • Como funciona o 'passaporte de vacinação'?
  • Os protocolos para a volta às aulas em BH
  • Pandemia, epidemia e endemia. Entenda a diferença
  • Quais os sintomas do coronavírus?

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Posso beber após vacinar? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.

Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal

Não distribuir vacinas estocadas é desumano .
Não distribuir vacinas estocadas é desumano do ponto de vista de empatia com a vida das pessoas”, disse o prefeito. Em entrevista à ISTOÉ, Paes criticou ainda a defesa da mudança do sistema de votação feita pelo presidente, entendendo que ele presta um “desserviço enorme” ao defender o voto impresso. Considerou ainda “inaceitável” a ameaça feita pelo ministro da Defesa, general Walter Braga Netto, de que o Brasil só teria eleições se houvesse votação em papel. Apesar das críticas, Paes diz ser contra o afastamento do mandatário. “Sou contra a banalização do impeachment”, disse.

usr: 1
Isto é interessante!