Mundo Rebeca Andrade leva ouro no salto e garante sua segunda medalha na Olimpíada

15:25  01 agosto  2021
15:25  01 agosto  2021 Fonte:   reuters.com

Em três finais nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Rebeca Andrade vibra com 'decisões acertadas'

  Em três finais nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Rebeca Andrade vibra com 'decisões acertadas' Em três finais nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Rebeca Andrade vibra com 'decisões acertadas'(Confira o quadro de medalhas ao final da reportagem)

TÓQUIO (Reuters) - Depois da prata no individual geral, a brasileira Rebeca Andrade conquistou a medalha de ouro na prova de salto dos Jogos Olímpicos de Tóquio, neste domingo, com a nota de 15,083.

Rebeca Andrade no salto © Reuters/LISI NIESNER Rebeca Andrade no salto

A medalha de prata ficou com a norte-americana Mykayla Skinner, que obteve 14.916, e o bronze com a sul-coreana Yeo Seojeong, com 14,733.

"Estou muito feliz, eu trabalhei bastante durante todo esse tempo. Não foram os meus melhores saltos, eu senti na hora, mas isso é da ginástica, é do esporte, tirei nota suficiente para me dar o primeiro lugar e estou muito feliz", disse Rebeca em entrevista na televisão logo após a cerimônia do pódio.

'Você fez história': Nadia Comaneci exalta Rebeca Andrade por conquista da medalha de prata nas Olimpíadas

  'Você fez história': Nadia Comaneci exalta Rebeca Andrade por conquista da medalha de prata nas Olimpíadas Nadia também apresentou uma foto de Rebeca e lembrou que ela passou pela competição 'Nadia Comaneci Invitational' no começo da carreira> Saiba o time do coração de atletas brasileiros dos Jogos Olímpicos de Tóquio

A prova de salto não contou com a presença da norte-americana Simone Biles, candidata a seis medalhas de ouro em Tóquio, que desistiu devido a problemas de saúde mental e crise de confiança. Ela deixou a prova por equipes logo após o primeiro salto, na terça-feira, e não voltou mais a competir.

As duas medalhas de Rebeca foram as primeiras da ginástica artística feminina do Brasil em Jogos Olímpicos.

Rebeca, de 22 anos, passou por uma série de lesões antes de garantir sua classificação para Tóquio. Foram três cirurgias no joelho em quatro anos, a última em meados de 2019, após romper o ligamento cruzado anterior.

"Eu passei por muita coisa e coloquei esses Jogos como objetivo, mas o meu objetivo aqui era fazer o meu melhor, era brilhar, e eu acho que eu brilhei: consegui a nossa primeira medalha olímpica em ginástica artística feminina”, afirmou ela após garantir a prata no individual geral.

Bicampeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze retornam ao Brasil: 'Sensação de dever cumprido' .
Parte da delegação da vela chegou ao país na madrugada desta sexta-feira após o ouro no 49erFx, nos Jogos Olímpicos de Tóquio desembarcou no Brasil na madrugada desta sexta-feira. Depois de quase 24 horas de viagem, o grupo liderado pelas medalhistas de ouro Martine Grael e Kahena Kunze chegou ao Aeroporto Internacional de Guarulhos e fez as primeiras entrevistas coletivas. © Kahena Kunze comemorou sua medalha de ouro, mas ficou triste pela perda da medalha de Iago (DIVULGAÇ...

usr: 3
Isto é interessante!