Mundo Alvo de CPI negociou vacinas com policial aposentado nos EUA, diz jornal

22:40  01 agosto  2021
22:40  01 agosto  2021 Fonte:   poder360.com.br

Procuradoria abre inquérito civil para investigar suspeita de propina em vacinas na gestão Bolsonaro

  Procuradoria abre inquérito civil para investigar suspeita de propina em vacinas na gestão Bolsonaro BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A Procuradoria da República no Distrito Federal abriu inquérito civil sobre o suposto pedido de propina por parte de Roberto Ferreira Dias, ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, caso revelado pelo jornal Folha de S.Paulo. O inquérito tem como objetivo apurar possíveis atos de improbidade administrativa praticados pelo então diretor e outros agentes públicos e privados, segundo portaria publicada nesta sexta-feira (23). Procurada pela reportagem, a defesa de Dias afirmou que o procedimento será uma oportunidade para seu cliente e demais pessoas mencionadas esclarecerem os fatos. Em entrevista à Folha de S.

A ONG Senah (Secretaria Nacional de Assuntos Humanitários), autorizada pelo Ministério da Saúde a negociar a compra de vacinas, buscou doses com uma empresa nos Estados Unidos gerenciada por um policial aposentado que foi afastado das ruas por suspeita de corrupção. As informações são de reportagem do jornal Folha de S.Paulo.

Sessão do grupo majoritário da CPI da Covid, que vem se dedicando a seguir a trilha do dinheiro de supostas irregularidades na área da Saúde © Sérgio Lima/Poder360 10.06.2021 Sessão do grupo majoritário da CPI da Covid, que vem se dedicando a seguir a trilha do dinheiro de supostas irregularidades na área da Saúde

De acordo com a publicação, a ONG discutiu com a empresa International Covid Solutions Corp a possibilidade de compra de vacinas da Pfizer e da AstraZeneca –que nega negociar venda para empresas privadas.

Bharat afirma que documentos enviados pela Precisa à Saúde são falsos

  Bharat afirma que documentos enviados pela Precisa à Saúde são falsos Documentos têm papel timbrado e carimbo da empresa indianaA informação foi incluída no comunicado, divulgado nesta 6ª feira (23.jul.2021), da Bharat de que estava encerrando o seu contrato com a empresa brasileira. Eis a íntegra do comunicado (238 KB).

A International Covid Solutions Corp foi criada em janeiro deste ano. A companhia é presidida por Charles Ramesar. É gerenciada pelo policial aposentado de Nova York Rudranauth Toolasprashad, conhecido como Rudy –ele foi investigado num escândalo de suspeita de propina no início dos anos 2000, mas acabou não sendo processado.

Já a Senah é comandada pelo reverendo Amilton Gomes de Paula. Ele foi convocado a depor na CPI da Covid e deve comparecer ao Senado na 3ª feira (3.ago.2021). A organização discutiu, por exemplo, a compra de 400 milhões de doses da AstraZeneca por meio da Davati Medical, também sediada nos EUA.

Procurados pela Folha, os integrantes da ONG e da empresa nos EUA dizem que essas negociações não prosperaram.

Coronel diz à CPI que queria vender doses ao setor privado .
Senadores contestam versão. Ex-assessor do Ministério da Saúde, Marcelo Blanco ainda negou ter havido pedido de propina em oferta suspeita de vacina, e relatou proposta de emprego por empresa no alvo da comissão. © Jefferson Rudy/Agência Senado Blanco apresentou representante da Davati a Roberto Dias, que havia sido seu chefe no Ministério da Saúde A CPI da Pandemia colheu nesta quarta-feira (04/08) o depoimento do tenente-coronel da reserva Marcelo Blanco, ex-assessor do Ministério da Saúde envolvido nas negociações de uma oferta suspeita ao governo de 400 milhões de doses da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca.

usr: 3
Isto é interessante!