Mundo Martine Grael e Kahena Kunze conquistam o bicampeonato olímpico na vela

08:48  03 agosto  2021
08:48  03 agosto  2021 Fonte:   tvcultura.com.br

Vela brasileira estreia nas Olimpíadas com esperança de manter a tradição de bons resultados

  Vela brasileira estreia nas Olimpíadas com esperança de manter a tradição de bons resultados Regatas em Enoshima começam neste domingo com Patrícia Freitas (RS:X) e bicampeão Robert Scheidt (Laser)+ No golden score, Eric Takabatake é eliminado por sul-coreano e dá adeus aos Jogos Olímpicos

Bicampeonato olímpico! A dupla brasileira Martine Grael e Kahena Kunze conquistam o ouro na classe 49er FX na vela nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Elas eram as atuais campeãs, confirmam o favoritismo e levam mais uma medalha para o Brasil. Desde os Jogos Olímpicos de Atlanta em 1996, algum brasileiro consegue o pódio.

  Martine Grael e Kahena Kunze conquistam o bicampeonato olímpico na vela © Júlio César Guimarães/COB

Na regata da medalha, elas terminaram na terceira colocação e a frente das concorrentes diretas pelo ouro. Antes mesmo da prova começar, elas estavam na segunda colocação geral e só um desempenho desastroso para ficar fora do pódio.

Leia também: Alison dos Santos conquista bronze nos 400m com barreiras em final histórica

Emocionado, Ítalo Ferreira celebra medalha de ouro no surfe: 'Meu nome está escrito na história'

  Emocionado, Ítalo Ferreira celebra medalha de ouro no surfe: 'Meu nome está escrito na história' Além de conquistar o primeiro ouro do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio, o brasileiro se tornou o primeiro campeão olímpico de surfe na história+ Medina desabafa após derrota: 'Tem coisas que não dá pra entender'

Vale lembrar que a regata estava marcada para ontem. Mas, a falta de condições climáticas evitou o acontecimento da prova.

Ao longo das regatas, Grael e Kunze perderam apenas 76 pontos. As alemãs Lutz e Beucke, que ficaram com a prata, perderam 83 pontos, e as holandesas Duetz e Bekkering perderam 88 pontos.

Histórico na família

Martine entra para a história por ser mais uma integrante da família Grael a conquistar uma medalha olímpica. Mas ela se destaca por ser a primeira a ganhar dois ouros seguidos.

Torbem Grael conquistou prata em Los Angeles 1984, bronze em Seul 1988, ouro em Atlanta 1996, bronze em Sidney 2000 e ouro em Atenas 2004.

Lars Grael também é medalhista olímpico e conquistou dois bronze, um em Seul 1988 e outro em Atlanta em 1996.

Grael x Rezende: Famílias brigam medalha por medalha pelo topo nos Jogos Olímpicos .
Irmãos Grael veem o legado da família continuar com o bicampeonato de Martine; Bernardinho saiu do comando do vôlei masculino, mas tem Bruninho em Tóquio buscando a segunda medalha de ouro olímpica na carreiraA família Grael tem história na vela e também em Olimpíadas. No total, são nove medalhas olímpicas, contando as façanhas dos irmãos Torben e Lars, além de Martine, bicampeã da categoria 49er FX em Tóquio. Quem também sabe o que é vencer em Jogos Olímpicos é Bernardinho, ex-técnico da seleção brasileira de vôlei (feminina e masculina) e próximo comandante da França, visando a Olimpíada de 2024, em Paris.

usr: 1
Isto é interessante!