Mundo F1 tem maior público da história em Austin, renova audiência e abre caminho para expansão nos EUA

20:10  26 outubro  2021
20:10  26 outubro  2021 Fonte:   motorsport.com

Secretário da Defesa dos EUA visita Geórgia com Rússia na pauta

  Secretário da Defesa dos EUA visita Geórgia com Rússia na pauta O secretário americano da Defesa, Lloyd Austin, chegou à Geórgia nesta segunda-feira (18) na primeira etapa de sua viagem por três países do Mar Negro para dar-lhes uma mensagem de apoio diante das ameaças da Rússia. Primeiro chefe do Pentágono a visitar a região desde 2014, Austin buscará renovar um programa de treinamento militar e mostrar que os Estados Unidos estão comprometidos com Tbilisi. "Estamos tranquilizando e reforçando a soberania dos países que estão na linha de frente da agressão russa", disse um funcionário de alta patente da Defesa dos EUA à imprensa antes d viagem.

O GP dos Estados Unidos não teve uma das corridas mais disputadas da temporada, apesar da boa batalha estratégica entre Red Bull e Mercedes, mas foi um verdadeiro sucesso. O Circuito das Américas recebeu cerca de 400 mil fãs ao longo do fim de semana e contou com a presença de várias celebridades, sendo a principal delas o astro do basquete Shaquille O'Neal no pódio.

A fan with a US flag in a grandstand © Mark Sutton / Motorsport Images A fan with a US flag in a grandstand

O número representa o maior público da história da Fórmula 1 e decretou o 'começo' da volta à normalidade na categoria e seu crescimento em solo norte-americano, com direito à tradicional invasão de pista que não se via desde o começo da pandemia de Covid-19. Para muitos, o grande retorno da corrida de Austin também pode ser atribuído ao 'efeito Netflix' com a série Drive to Survive.

Fórmula 1 chega ao GP dos EUA em momento decisivo do campeonato

  Fórmula 1 chega ao GP dos EUA em momento decisivo do campeonato AUSTIN, EUA (UOL/FOLHAPRESS) - O campeonato mais disputado da Fórmula 1 nos últimos tempos está chegando a sua reta final em um momento interessante: Max Verstappen é o líder da classificação, com seis pontos de vantagem para Lewis Hamilton, e a primeira colocação no Mundial trocou de mãos quatro vezes nas últimas seis provas. E isso pode acontecer mais uma vez neste domingo (24), já que o GP dos Estados Unidos é disputado em uma pista na qual a Mercedes conquistou todas as pole positions da era híbrida da F1, ou seja, de 2014 para cá.

Leia também:

F1 tem 'volta à normalidade' em Austin com 400 mil pessoas e invasão de pistaF1 - Verstappen: "México e Interlagos serão cruciais para o campeonato"F1: Apesar de derrota, Mercedes ainda vê GP dos EUA como "encorajador"

O CEO do Circuito das Américas, Bobby Epstein, comparou o evento ao Super Bowl, final da NFL que mobiliza o país inteiro, pela massiva presença do público e a divulgação do GP na mídia.

"Isso [400 mil pessoas] é o equivalente a quatro Super Bowls, e fizemos tudo em um fim de semana", disse ele ao veículo americano Statesman. "O impacto econômico e a atenção que atrai no mundo, com seis horas de cobertura global para mais de 100 milhões de pessoas, é um comercial maravilhoso para nossa comunidade."

Para efeito de comparação, o GP dos Estados Unidos de 2018 teve um total de 264 mil torcedores nas arquibancadas ao longo do fim de semana, o que já foi um número alto. Os 400 mil de 2021 podem ser creditados a vários fatores: temporada equilibrada, protagonistas carismáticos e, principalmente, a 'renovação' de audiência que a Netflix trouxe à F1.

Mercedes troca motor a combustão e Bottas perde cinco posições no grid em Austin

  Mercedes troca motor a combustão e Bottas perde cinco posições no grid em Austin Valtteri Bottas perderá cinco posições no grid para o Grande Prêmio dos Estados Unidos, 17ª etapa da temporada 2021 da Fórmula 1. O piloto da Mercedes, que liderou o primeiro treino livre do final de semana, realizado nesta sexta-feira (22) no Circuito das Américas, teve o motor a combustão substituído pela equipe alemã, recebendo a … Continued O post Mercedes troca motor a combustão e Bottas perde cinco posições no grid em Austin apareceu primeiro em Racing Online.

O sucesso de Austin abre caminho para a categoria seguir expandindo sua influência no país. Miami já está confirmada como cidade-sede de um GP em 2022 e há conversas para uma terceira corrida, em Las Vegas.

O Circuito das Américas ainda não renovou para seguir no calendário da F1, mas isso parece ser uma formalidade a depender da taxa de entrada, segundo Epstein: "Não estamos debatendo sobre se voltaremos aqui no ano que vem, mas como vai ser um acordo de longo prazo. Há apenas o obstáculo dos custos."

"Eles sabem que causam um impacto econômico muito grande em todos os lugares para onde vão e exigem um preço muito alto por isso. Você tem muitos pretendentes, e isso torna tudo mais difícil. E não há muitos eventos como este."

Confira declarações dos pilotos após sexta-feira do GP dos Estados Unidos da F1 2021

  Confira declarações dos pilotos após sexta-feira do GP dos Estados Unidos da F1 2021 Sexta-feira em Austin teve Valtteri Bottas e Sergio Pérez na liderança dos treinos livres, além da polêmica envolvendo os candidatos ao título Lewis Hamilton e Max VerstappenLando Norris surpreendeu ao levar a McLaren para o segundo lugar no TL2, e foi seguido por Bottas e Lewis Hamilton, pilotos da Mercedes. Companheiro de Lando na McLaren, Daniel Ricciardo fechou o top-5 na última atividade do dia.

Futura paixão americana?

Crowds fill the grandstands © Motorsport.com Crowds fill the grandstands

Crowds fill the grandstands

Photo by: Zak Mauger / Motorsport Images

Para o dirigente, outros fatores poderiam contribuir para o esporte finalmente se tornar uma paixão nacional no país, o principal deles é ter um piloto nativo vencedor, mas relembrou que isso ainda deve demorar e que qualquer investimento da Liberty Media, detentora da categoria e nacional dos EUA, não depende só do lado esportivo.

"Apenas ter uma equipe americana não traz os fãs às arquibancadas", disse ele na época ao Motorsport.com. "Descobrimos isso porque [Gene] Haas, [Gunther] Steiner e aqueles caras colocaram o melhor produto que puderam. Acho que um campeão daqui faria sim muito bem."

"Adoraria que eles [Liberty] gastassem muito dinheiro tentando ajudar os jovens, mas isso é uma decisão de negócios. É um investimento arriscado de muito mais longo prazo, que tem que ser de interesse dos acionistas. A maioria dos campeões começou a pilotar pequenas motos ou karts quando tinham apenas um dígito de idade."

Pérez vê Verstappen e Hamilton terem voltas excluídas e lidera TL3 em Austin

  Pérez vê Verstappen e Hamilton terem voltas excluídas e lidera TL3 em Austin Sergio Pérez foi o piloto mais rápido do terceiro treino livre para o Grande Prêmio dos Estados Unidos, 17ª etapa da temporada 2021 da Fórmula 1. O mexicano da Red Bull, melhor do segundo treino do final de semana no Circuito das Américas, em Austin, viu Max Verstappen e Lewis Hamilton terem voltas excluídas, e … Continued O post Pérez vê Verstappen e Hamilton terem voltas excluídas e lidera TL3 em Austin apareceu primeiro em Racing Online.

"Então, você está olhando para um projeto de uma década e essa é uma conversa difícil", concluiu.

F1 AO VIVO: FIM DA LINHA para Mercedes/Hamilton em '21? O pós-GP, VW na F1, POLÊMICAS nos EUA e mais | RETA FINAL

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #139 – Qual o campeonato da F1 mais emocionante do século?

Your browser does not support the audio element.

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

SpotifyDeezer Apple PodcastsGoogle PodcastsAmazon Music

Globo lidera audiência com futebol enquanto Band fica em quarto com Fórmula 1 à tarde .
Com Grande Prêmio mais tarde do que a maioria, Band registrou 4 pontos de média no levantamento preliminar> Confira a classificação atualizada do Brasileirão 2021 e simule as rodadas!

usr: 9
Isto é interessante!