Mundo Episódio dos Simpsons na Praça da Paz é retirado do Disney+ de Hong Kong

15:31  29 novembro  2021
15:31  29 novembro  2021 Fonte:   poder360.com.br

Weibo é autorizada a listar ações em Hong Kong, mostram documentos

  Weibo é autorizada a listar ações em Hong Kong, mostram documentos Weibo é autorizada a listar ações em Hong Kong, mostram documentosHONG KONG (Reuters) - O Weibo foi autorizada pelo comitê de listagem da Bolsa de Valores de Hong Kong a vender ações na cidade, de acordo com documentos regulatórios, permitindo uma segunda listagem das ações da empresa chinesa de mídia social além de Nova York.

O episódio 12 da 16ª temporada dos Simpsons foi retirado do Disney+ de Hong Kong. No episódio, a família viaja à China para adotar um bebê.

Durante a viagem ao país oriental, os Simpsons visitam a Praça Tiananmen de Pequim. O local foi palco de um massacre contra manifestantes que protestavam por liberdade e democracia em 4 de junho de 1989.

Enquanto os personagens visitam a Praça Tiananmen, há uma placa com os dizeres: “Neste local, em 1989, nada aconteceu”. A mensagem é uma sátira à campanha chinesa que tenta apagar o massacre da história.

O Disney+ em Hong Kong começou a operar neste mês. O episódio 12 da 16ª temporada foi exibido pela 1ª vez em 2005.

Bônus do setor imobiliário chinês têm forte recuperação na semana; Evergrande fica de fora

  Bônus do setor imobiliário chinês têm forte recuperação na semana; Evergrande fica de fora Bônus do setor imobiliário chinês têm forte recuperação na semana; Evergrande fica de foraUma enxurrada de vendas de ativos e colocações de ações, incluindo algumas da própria Evergrande, geraram esperanças nesta semana de que o setor será capaz de evitar uma crise total e, finalmente, se estabilizar.

Segundo o jornal The Guardian, não se sabe se a remoção do episódio do Disney+ foi ordenada pelas autoridades chinesas. A plataforma de streaming nem o governo de Hong Kong responderam à reportagem do veículo britânico.

A China adota uma ferramenta de censura na internet desde os anos 90. A “Grande Firewall” tem como objetivo “filtrar” as informações da web chinesa.

Hong Kong vivencia uma série de restrições desde junho do ano passado, quando o presidente chinês, Xi Jinping, promulgou uma lei de segurança nacional para a ex-colônia britânica para reprimir “separatismo”, “terrorismo” e “subversão”.

Fim da história de amor entre Wall Street e as empresas chinesas .
O anúncio da retirada do "Uber chinês", Didi, marca o fim do romance entre Wall Street e os gigantes chineses da tecnologia, apanhados entre as autoridades chinesas e os reguladores norte-americanos. Na sexta-feira após o anúncio, os investidores abandonaram os pesos pesados do comércio eletrônico Alibaba, JD.com e Pinduoduo, todos negociados em Wall Street. As ações da Alibaba, cujo IPO na Bolsa de Nova York em 2014 deu início aos mega-IPOs chineses, caíram para seu nível mais baixo em quase cinco anos, e há rumores de que é a próxima candidata a sair da Wall Street, depois da Didi.

usr: 3
Isto é interessante!