Mundo Facebook excluiu redes de desinformação, incluindo grupos anti-vacina

09:01  02 dezembro  2021
09:01  02 dezembro  2021 Fonte:   poder360.com.br

Mundo está entrando em quarta onda de covid-19, diz diretora da OMS

  Mundo está entrando em quarta onda de covid-19, diz diretora da OMS Aumento no número de casos da doença tem levado países, como a Áustria, a adotar lockdown e a ampliar o cerco contra não imunizados — a Áustria, por exemplo, impôs um lockdown específico contra esse grupo. A estratégia visa a evitar o surgimento de novas cepas, como a Delta, identificada originalmente na Índia e depois responsável por acelerar o contágio em diversas regiões do planeta. “A OMS tem o entendimento neste momento que é provável que a gente tenha uma transmissão continuada do vírus por conta das variantes”, disse a diretora da OMS.

O Facebook disse nesta 4ª feira (1º.dez.2021) que excluiu redes de desinformação ligadas a atores políticos e eventos ao redor do mundo, incluindo o Hamas, grupos estatais chineses e a crise de imigração ao longo da fronteira da Belarus com a Polônia. A empresa também removeu contas geridas por grupos anti-vacinas que estavam utilizando táticas evolutivas para atacar médicos na Europa. É um sinal de que a mídia social é um campo de batalha ativo onde governos e partidos motivados tentam manipular a opinião pública.

As informações são do The Washington Post.

A companhia não revelou o alcance das campanhas de desinformação, dificultando a avaliação da sua influência real. Na Itália e na França, um grupo anti-vacina conhecido como “V_V” desenvolveu campanhas coordenadas de assédio contra médicos e jornalistas no Facebook.

Premiê da Itália revela que tomou 3ª dose de vacina anti-Covid

  Premiê da Itália revela que tomou 3ª dose de vacina anti-Covid (ANSA) - O primeiro-ministro da Itália, Mario Draghi, revelou nesta quarta-feira (24) que recebeu a terceira dose da vacina anti-Covid. A declaração foi dada durante coletiva de imprensa para divulgar as novas medidas contra a propagação do coronavírus Sars-CoV-2, após o Conselho de Ministros aprovar um decreto com regras para conter a quarta onda da doença na Itália. "A terceira dose? Eu recebi", afirmou o premiê italiano ao responder uma pergunta sobre a imunização.

Segundo a empresa, a operação da China foi descoberta depois de um relato falso de uma conta que afirmava ser de um biólogo suíço. O perfil publicou que os Estados Unidos estavam pressionando e intimidando os cientistas da OMS (Organização Mundial da Saúde) a culpar a China pela origem do vírus.

Inicialmente, o Facebook recebeu relatórios sobre a conta falsa do suposto biólogo. Mas rapidamente foi descoberto que o perfil fazia parte de uma rede de desinformação composta por centenas de outros perfis falsos, incluindo atores da China e até empresas estatais.

A companhia não disse se a operação havia sido organizada pelo governo chinês, mas de acordo com especialistas ouvidos pelo The Washington Post, é muito provável que a rede seja parte de um esforço coordenado do alto comando do país.

Agência europeia autoriza vacina anticovid em crianças; França mantém cautela

  Agência europeia autoriza vacina anticovid em crianças; França mantém cautela A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) aprovou nesta quinta-feira (25) a vacina da Pfizer contra a Covid-19 para crianças com idades entre 5 e 11 anos, uma decisão que poderá ajudar no combate ao vírus no momento em que a pandemia avança na Europa. A França, entretanto, já esclareceu que a vacinação nessa faixa etária será "facultativa". A EMA anunciou que um painel de especialistas "recomendou ampliar a indicação da vacina Comirnaty para incluir as crianças de entre 5 e 11 anos", afirmou a agência, ao citar o nome comercial do imunizante.

O Facebook também removeu dezenas de contas e grupos do Facebook e do Instagram que se apresentavam como migrantes do Oriente Médio para Belarus e Polônia, bem como jornalistas que discutiam a crise dos migrantes. As contas, criadas de setembro a novembro e com conteúdo em inglês e árabe, pareciam estar tentando gerar críticas à Polônia por causar uma crise humanitária na fronteira. Alguns dos relatos falsos, por exemplo, falavam sobre a atividade anti-migrante neonazista na Polônia e a dificuldade da passagem da fronteira.

Na Faixa de Gaza ocupada de Israel, o Hamas, a organização militante que é também líder político do território, dirigiu uma operação de desinformação destinada a gerar apoio ao Hamas e críticas a Israel e aos rivais políticos do Hamas.

Com falas genéricas, Cúpula da Democracia não terá declaração final .
WASHINGTON, EUA (FOLHAPRESS) - As dificuldades enfrentadas pela democracia atualmente são o desafio definidor do nosso tempo, disse Joe Biden, presidente dos EUA, ao dar início nesta quinta (9) à primeira Cúpula da Democracia, evento virtual que convidou uma centena de países para tentar buscar novas formas de garantir participação popular na política. ​ No entanto, as saídas para resolver o problema não serão rápidas, e o encontro, que termina nesta sexta (10), não deverá ter uma declaração final, que poderia sintetizar os pontos de acordo entre os participantes.

usr: 2
Isto é interessante!