Mundo Quebec planeja cobrar imposto adicional de não vacinados contra Covid-19

02:47  12 janeiro  2022
02:47  12 janeiro  2022 Fonte:   reuters.com

Brasil chega a 67,29% da população com vacinação completa contra a covid-19

  Brasil chega a 67,29% da população com vacinação completa contra a covid-19 Mais de 161 milhões de pessoas já receberam ao menos uma dose do imunizante no PaísO número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose contra a covid-19 no Brasil chegou nesta segunda-feira, 3, a 161.268.710, o equivalente a 75,6% da população total. Nas últimas 24 horas, 28.202 pessoas receberam a primeira dose da vacina, de acordo com dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias de 26 Estados e Distrito Federal.

Por Ismail Shakil e Anna Mehler Paperny

Centro de vacinação contra Covid-19 em estádio olímpico de Montreal, em Quebec, no Canadá © Reuters/CHRISTINNE MUSCHI Centro de vacinação contra Covid-19 em estádio olímpico de Montreal, em Quebec, no Canadá

(Reuters) - A província canadense de Quebec, a segunda mais populosa do país, planeja forçar os adultos que se recusam a tomar vacina contra a Covid-19 a pagar uma "contribuição de saúde", em medida que provavelmente estimulará um debate sobre direitos individuais e responsabilidade social.

O primeiro-ministro canadense, François Legault, disse a repórteres em uma entrevista nesta terça-feira que a proposta, cujos detalhes ainda estão sendo finalizados, não se aplicaria àqueles que não podem ser vacinados por razões médicas.

Por que vacinados ainda podem pegar covid e isso não é falha do imunizante

  Por que vacinados ainda podem pegar covid e isso não é falha do imunizante As notícias de famosos que se infectaram com o coronavírus nas últimas semanas, mesmo após tomarem duas ou três doses, servem de munição para notícias falsas sobre a efetividade das vacinas. Entenda como os imunizantes continuam a proteger, especialmente contra os quadros graves de covid.A maioria absoluta já estava vacinada com duas ou três doses da vacina e alguns estão infectados pela segunda vez.

Pessoas não vacinadas prejudicam as demais, e o Ministério das Finanças da província está determinando uma quantia "significativa" que os moradores não vacinados seriam obrigados a pagar, disse Legault, acrescentando que esse valor não seria inferior a 100 dólares canadenses (79,50 dólares).

Governos em todo o mundo têm imposto restrições de movimento aos não vacinados, mas um imposto abrangente sobre todos os adultos não vacinados pode ser uma medida rara e controversa.

Embora esse imposto possa ser justificado no contexto de uma emergência de saúde, sobreviver a uma provável contestação judicial dependerá dos detalhes, disse Carolyn Ells, professora de Medicina e Ciências da Saúde da Universidade McGill.

Mas Ells expressou surpresa que o governo esteja dando um passo tão "dramático" agora, quando ainda restam opções como expandir ainda mais a obrigatoriedade de vacinas.

Províncias em todo o Canadá estão enfrentando um aumento exponencial nos casos de Covid-19 que tem forçado dezenas de milhares de pessoas ao isolamento e sobrecarregado o sistema de saúde.

A variante Ômicron, altamente transmissível, dificultou a contenção da disseminação e especialistas em saúde enfatizaram a importância de vacinar-se em dobro ou triplo.

(Reportagem de Ismail Shakil, em Bengaluru, e Anna Mehler Paperny, em Toronto)

Retomada global patina com restrições na China e avanço da variante Ômicron .
Cadeias mundiais de suprimentos ainda sofrem com lockdowns do governo chinês, que adotou política de 'covid zero'; temor se agrava justamente em um momento no qual a indústria dava sinais de recuperaçãoQuer se manter informado, ter acesso a mais de 60 colunistas e reportagens exclusivas?Assine o Estadão aqui!

usr: 1
Isto é interessante!