Mundo Alemanha impõe restrições mais duras para não vacinados

22:35  06 abril  2022
22:35  06 abril  2022 Fonte:   poder360.com.br

França bate recorde de imunização de retardatários após Macron dizer que vai “encher o saco” de não vacinados

  França bate recorde de imunização de retardatários após Macron dizer que vai “encher o saco” de não vacinados Nas últimas 24 horas, 66 mil franceses adultos tomaram a primeira dose da vacina anticovid. Este é um recorde desde outubro entre o grupo daqueles que tentavam até agora fugir da imunização, que teve início no país ainda em 2020. O dado foi divulgado pelo ministro francês de Saúde, Olivier Véran. O recorde foi batido no dia seguinte à divulgação de uma entrevista do presidente Emmanuel Macron em que o chefe de Estado declarou que a estratégia doO recorde foi batido no dia seguinte à divulgação de uma entrevista do presidente Emmanuel Macron em que o chefe de Estado declarou que a estratégia do governo é de “encher o saco dos não vacinados”.

Com a alta do número de casos de covid-19 e incertezas sobre a variante ômicron, a Alemanha anunciou nesta 5ª feira (2.dez.2021) restrições mais duras para pessoas que não foram vacinadas. Quem não recebeu a vacina, não poderá acessar estabelecimentos não-essenciais como lojas, restaurantes, locais de cultura e lazer.

A decisão foi anunciada depois de uma reunião entre a chanceler, que está de saída do cargo, Angela Merkel, seu sucessor Olaf Scholz e líderes das 16 regiões do país. Além das novas restrições, um projeto de lei sobre vacinação obrigatória deve ser submetido ao parlamento para entrar em vigor em fevereiro ou março.

Pesquisa revela pessimismo dos alemães para 2022

  Pesquisa revela pessimismo dos alemães para 2022 Quase 80% dos alemães acreditam que o coronavírus continuará a impactar a vida dos cidadãos, e somente 15% acreditam na superação da pandemia em 2022. Há um ano, com o início da vacinação, otimismo era maior. © AFP Fila em centro de vacinação em Stuttgart. Na Alemanha, 34% acreditam que o impacto da pandemia em 2022 deverá ser significativo O otimismo anda em baixa na virada do ano na Alemanha, com apenas 15% das pessoas confiantes de que a pandemia será superada em 2022, segundo um levantamento realizado pelo portal de pesquisas YouGov, divulgado nesta quinta-feira (30/12).

O futuro chanceler, que assume na próxima semana, defendeu a obrigatoriedade da vacina. “Dada a situação, acho apropriado adotar a vacinação obrigatória”, afirmou

“Entendemos que a situação é muito séria e queremos adotar outras medidas além das já tomadas”, disse Angela Merkel a jornalistas. “A 4ª onda deve ser quebrada e isso ainda não foi alcançado”, completou.

Um pouco menos de 69% da população da Alemanha está totalmente vacinada –há grande resistência à vacina entre aqueles que não foram vacinados. O país lida com uma alta do número de casos, internações e mortes pela doença. A Alemanha registrou 73.000 novas infecções e 388 mortes na 5ª feira (2.dez).

Alemanha decreta lockdown parcial para não vacinados e flerta com vacina obrigatória para 2022 .
Na tentativa de conter uma quarta onda epidêmica no país, a Alemanha adotou novas medidas "drásticas" de restrição nesta quinta-feira (2), destinadas em particular a pessoas não vacinadas contra a Covid-19. O governo alemão também estuda a introdução da obrigatoriedade da vacina a partir de fevereiro de 2022, em um contexto de preocupações em torno da nova variante ômicron. A chanceler Angela Merkel, seu sucessor Olaf Scholz, e representantes das 16 Länder alemãs concordaram em limitar o acesso dos não vacinados a comércios estritamente essenciais, como lojas de alimentos, farmácias ou padarias.

usr: 1
Isto é interessante!