Mundo Em tom desafiador, Trump defende suas ações nos distúrbios do Capitólio

19:47  07 abril  2022
19:47  07 abril  2022 Fonte:   afp.com

Inscrito na Copinha, meia diz que renovação com o Corinthians foi 'um sonho realizado'

  Inscrito na Copinha, meia diz que renovação com o Corinthians foi 'um sonho realizado' Matheus Araújo também projetou nova temporada com a camisa do Timão: 'Expectativas melhores possível'O vínculo do jogador, que está no Parque São Jorge desde 2019, quando veio do União Barbarense para integrar o elenco sub-17, iria até maio de 2022, mas foi estendido até dezembro de 2024, o que, para Matheus, foi a realização de um sonho.

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, defendeu sua conduta durante a invasão do Congresso dos Estados Unidos em uma entrevista incendiária publicada nesta quinta-feira (7), dizendo que não se arrepende de ter chamado seus partidários republicanos que participaram dos distúrbios em Washington.

O ex-presidente Donald Trump culpou os democratas por não conter a violência na invasão do Capitólio em janeiro de 2021 © CHANDAN KHANNA O ex-presidente Donald Trump culpou os democratas por não conter a violência na invasão do Capitólio em janeiro de 2021

Trump (2017-2021) disse ao jornal The Washington Post que teria acompanhado seus apoiadores leais enquanto marchavam para o Capitólio, a sede legislativa dos EUA, mas foi impedido antes de chegar por sua equipe de segurança.

A xerife fica! Corinthians anuncia renovação de contrato com zagueira Erika

  A xerife fica! Corinthians anuncia renovação de contrato com zagueira Erika Atleta estendeu o seu vínculo com o Timão por mais uma temporada, mas segue se recuperando de uma lesão no joelho direitoAos 33 anos, a defensora tem o seu nome consolidado na modalidade, tendo disputado quatro Jogos Olímpicos, sendo medalhista de prata em 2008.

"O Serviço Secreto me disse que eu não poderia ir. Eu teria ido lá em um minuto", garantiu ele na ampla entrevista, acrescentando que aquela foi a maior multidão com quem ele já falou.

Milhares de apoiadores do magnata republicano ultrapassaram os postos de controle da polícia e invadiram o Capitólio no ano passado, em um esforço para impedir a certificação legislativa da vitória eleitoral de seu sucessor e a transferência pacífica de poder depois que o democrata Joe Biden obteve uma vitória decisiva em 2020. Cinco pessoas morreram nos distúrbios, incluindo um policial.

Mas Trump não se arrependeu por incitar a multidão com alegações não comprovadas de que sua vitória foi roubada por meio de fraude generalizada, embora tenha sido claro ao condenar a violência que se seguiu ao comício dos apoiadores republicanos.

Registros da Casa Branca têm lacuna de 7 horas nas ligações de Trump em 6 de janeiro de 2021, segundo a mídia

  Registros da Casa Branca têm lacuna de 7 horas nas ligações de Trump em 6 de janeiro de 2021, segundo a mídia Registros da Casa Branca têm lacuna de 7 horas nas ligações de Trump em 6 de janeiro de 2021, segundo a mídiaOs registros entregues ao painel da Câmara dos Deputados que investiga o ataque não mostraram nenhuma ligação de Trump entre 11h17 e 18h54, enquanto seus apoiadores atacavam violentamente o Capitólio no momento em que os parlamentares estavam reunidos para certificar a derrota de Trump nas eleições de 2020, informaram os meios de comunicação.

Trump se gabou repetidamente do tamanho "tremendo" da multidão em seu comício antes dos tumultos e negou sua retórica explosiva que agitou a multidão.

"Não sei o que isso significa, mas você vê muito poucas imagens. Eles não querem mostrar imagens, as 'fake news' (notícias falsas, como Trump chamava a mídia crítica, ndlr) não querem mostrar imagens", afirmou.

O ex-presidente defendeu seu longo silêncio durante os incidentes, transferindo a culpa para a presidente da Câmara, a democrata Nancy Pelosi, embora ela não seja responsável pela vigilância no Capitólio e tenha sido alvo dos distúrbios.

O que aconteceu naquele 6 de janeiro é objeto de uma investigação minuciosa por uma comissão especial do Congresso e também pelo sistema de justiça.

Mais de 750 pessoas foram presas nesta investigação histórica, incluindo alguns líderes de grupos de extrema-direita. Para evitar o julgamento, mais de 200 réus se declararam culpados, dos quais cerca de 70 já foram sentenciados em um tribunal federal. A pena mais severa foi de cinco anos de prisão.

ft/dw/llu/dem/aa

Trump Jr. enviou mensagem a chefe de gabinete após eleição de 2020 para tentar manter pai no cargo, diz CNN .
Trump Jr. enviou mensagem a chefe de gabinete após eleição de 2020 para tentar manter pai no cargo, diz CNNO texto do filho mais velho do então presidente Donald Trump foi enviado em 5 de novembro de 2020, enquanto os votos em vários Estados ainda estavam sendo computados, e apresentava ideias para subverter o processo do Colégio Eleitoral para garantir um segundo mandato para Trump, disse a CNN nesta sexta-feira.

usr: 0
Isto é interessante!