Mundo F1 - Mazepin: Sanções contra atletas russos são resultado da "cultura do cancelamento"

20:36  07 abril  2022
20:36  07 abril  2022 Fonte:   motorsport.com

Retrospectiva 2021: Williams, Alfa Romeo e Haas se arrastam e formam Z-3 previsível

  Retrospectiva 2021: Williams, Alfa Romeo e Haas se arrastam e formam Z-3 previsível Com carros que não ofereceram competitividade, equipes terminaram 2021 nos três últimos lugares entre os Construtores — em resultado que poderia ser previsto desde o início do anoA Williams conseguiu terminar como "a melhor das piores", com o antepenúltimo lugar e 23 pontos, dez tentos a mais do que a Alfa Romeo — a Haas não pontuou. A questão é que muito disso se deve a George Russell, que encaixou uma sequência de bons resultados no meio do ano, entre os GPs de Hungria e Rússia, o suficiente para se garantir à frente do time de Hinwill — que pouco conseguiu fazer para mudar a situação.

O agora ex-piloto de Fórmula 1, Nikita Mazepin, disse não concordar com as sanções introduzidas contra atletas russos no mundo esportivo. O ex-nome da Haas defende que existe uma verdadeira cultura de cancelamento contra os melhores atletas da Rússia.

Nikita Mazepin, Haas F1 Team © Carl Bingham / Motorsport Images Nikita Mazepin, Haas F1 Team

, empresa de seu pai que era a patrocinadora máster do time americano.

Leia também:F1: Menos peso ou maior carga? Entenda o dilema que a Red Bull vive com o RB18Risco de atrasos de frete fogem do controle da F1, diz chefe da HaasF1: Mercedes traz nova asa dianteira para Melbourne; saiba mais

.

Pilotos russos ainda podem participar de vários campeonatos de automobilismo, mas sob uma bandeira neutra e apenas depois de assinar um documento concordando com valores da FIA sobre paz e neutralidade política.

Dubai é o novo destino das fortunas russas, sob sanções no Ocidente

  Dubai é o novo destino das fortunas russas, sob sanções no Ocidente Não é atrás do sol que eles vão, mas sim da discrição oferecida por este Emirado Árabe quanto à origem de recursos financeiros. Oligarcas e membros da alta sociedade russa já investiam em apartamentos de luxo em Dubai. Porém, agora, muitos procuram se instalar no país com bagagens, negócios e família – o destino está em voga por quem busca fugir das crescentes sanções financeiras europeias. Desde o início da guerra na Ucrânia, os voos de Moscou a Dubai estão cheios. Entre os passageiros, muitos são russos que buscam escapar do aperto imposto pelos países ocidentais a empresários próximos a Vladimir Putin.

Mas isso não se restringe ao automobilismo, e Mazepin diz que só consegue rotular isso como uma consequência da cultura do cancelamento.

"Não concordo que estou sujeito a sanções", disse o russo em entrevista ao BBC Hardtalk. "Eu disse antes que pretendo desafiar isso, mas agora provavelmente não é a hora certa. Se você olhar para toda a situação que está acontecendo em torno dos atletas em geral, é uma cultura de cancelamento contra o meu país".

No mês passado, logo após a rescisão da Haas, Mazepin anunciou a criação de uma fundação, chamada We Race as One, em alusão ao slogan de igualdade da F1, com o objetivo de ajudar os atletas russos impedidos de competir devido às restrições por conta da guerra, com financiamento que viria do dinheiro de patrocínio originalmente destinado à equipe.

Schumacher vê ambiente melhor na Haas e se diz mais confortável ao lado de Magnussen

  Schumacher vê ambiente melhor na Haas e se diz mais confortável ao lado de Magnussen Mick Schumacher destacou a experiência de Kevin Magnussen como ponto a favor para o crescimento não só da Haas, como dele próprio e ainda falou sobre o clima melhor nos boxes com o novo companheiro de equipeEm entrevista durante o GP da Arábia Saudita, na última semana, o jovem alemão usou a palavra confortável para definir a relação que possui com o seu atual companheiro de time. "Devo dizer que me sinto mais confortável este ano na construção de uma relação de trabalho. Isso é muito bom", falou o piloto de 23 anos.

"Todos sabemos que atletas têm carreiras curtas e que é necessário anos de sacrifício intenso para entregar o nível mais alto de performance", disse em coletiva no mês passado. "Quando a recompensa final é retirada, é devastador. E ninguém está pensando no que acontecerá a seguir com esses atletas. Eu vou lidar com isso".

"Um atleta não tem o direito de não apenas ter uma opinião, mas também de mantê-la fora do espaço público? Um atleta deveria ser punido por isso? E queremos que o esporte se torne apenas mais uma praça pública para o debate político".

Atualmente, o exército russo parece se concentrar especialmente na conquista da região leste de Donabass. Ao mesmo tempo, surgiram recentemente mais imagens de atrocidades cometidas pelos soldados.

Mazepin diz que não gosta de olhar para essas imagens mas, ao mesmo tempo, se recusa a expressar seus próprios sentimentos sobre a guerra, porque isso poderia colocá-lo em perigo.

Diplomatas russos são expulsos de vários países da Europa

  Diplomatas russos são expulsos de vários países da Europa O 41º dia da guerra na Ucrânia também foi marcado por discurso do presidente ucraniano, Volodimir Zelenki, no Conselho de Segurança da ONU. © Vadim Ghirda/AP Photo/picture alliance Nações Unidas estimam que 11,3 milhões de pessoas precisaram deixar suas casas na Ucrânia A terça-feira (05/04), 41º dia da guerra na Ucrânia, foi marcada por discurso do presidente ucraniano, Volodimir Zelenski, no Conselho de Segurança da ONU e pela expulsão de diplomatas russos em vários países europeus, enquanto o mundo ainda repercute as atrocidades cometidas em Bucha.

"Eu vivo no mesmo mundo que você, talvez a apenas três ou quatro horas de voo de você", disse Mazepin à BBC. "É doloroso em muitos níveis ver essas imagens".

"Meu sentimento como ser humano e como alguém que quer viver em um mundo pacífico mudou. Mas, para ser honesto, vejo enormes riscos em falar sobre esse assunto, porque nunca consigo agradar a todos. É por isso que estou me mantendo calado em público".

Entrevista Exclusiva: FELIPE DRUGOVICH revela que JÁ FOI PROCURADO por equipe da F1; CONFIRA

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #171 - Má fase da Mercedes indica fim de uma era na F1?

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

SpotifyDeezer Apple PodcastsGoogle PodcastsAmazon Music

Com vida de playboy e mansão luxuosa, Mazepin teve seus bens bloqueados .
Piloto vive vida luxuosa longe das pistas e teve seus bens confiscados pelas autoridades italianosA situação aconteceu depois que sanções foram impostas aos dois. Mazepin tem o hábito de dirigir carros de luxo, ter roupas caras e usar jatinhos particulares. O piloto não tem receio de ostentar seu perfil playboy e agora sua vida luxuosa pode estar ameaçada.

usr: 1
Isto é interessante!