Mundo: Chile decreta 'estado de emergência' após protestos em Santiago - - PressFrom - Brasil

Mundo Chile decreta 'estado de emergência' após protestos em Santiago

09:10  19 outubro  2019
09:10  19 outubro  2019 Fonte:   msn.com

A um mês da final da Libertadores em Santiago, Chile suspende futebol para não colocar jogadores e torcedores 'em risco'

  A um mês da final da Libertadores em Santiago, Chile suspende futebol para não colocar jogadores e torcedores 'em risco' A um mês da final da Libertadores em Santiago, Chile suspende futebol para não colocar jogadores e torcedores 'em risco'Ao todo, seis jogos do Campeonato Chileno foram suspensos, incluindo o clássico entre Universidad Católica e Colo-Colo. A Segunda Divisão e Liga Feminina também foram paralisadas. Novas datas serão anunciadas posteriormente.

O presidente do Chile , Sebastián Piñera, decretou estado de emergência na madrugada deste sábado (19) após protestos que tomaram estações de metrô na capital Santiago . As manifestações, que aconteceram contra aumento no preço das passagens, acabaram em violência.

O presidente do Chile , Sebastian Piñera, decretou na noite desta sexta-feira estado de emergência em Santiago , após a capital ser sacudida por violentos protestos contra a elevação das tarifas do metrô, que incluíram ataques a várias estações do serviço de transporte metropolitano, saques e

Distúrbios em Santiago do Chile por aumento nas passagens do Metrô, em 18 de outubro de 2019.© JAVIER TORRES Distúrbios em Santiago do Chile por aumento nas passagens do Metrô, em 18 de outubro de 2019.

O presidente do Chile, Sebastian Piñera, decretou na noite desta sexta-feira o "estado de emergência" em Santiago, após a capital ser sacudida por violentos protestos contra a elevação das tarifas do metrô, que incluíram ataques a várias estações do serviço de transporte metropolitano, saques e incêndios.

"Decretei o estado de emergência (...) e para sua aplicação designei o general de divisão Javier Iturriaga del Campo como chefe da defesa nacional, como determina a legislação", declarou Piñera em mensagem à Nação.

Metrô de Santiago abre parcialmente após três dias fechado

  Metrô de Santiago abre parcialmente após três dias fechado Metrô de Santiago abre parcialmente após três dias fechadoA estação La Moneda, a poucos metros da casa do governo - no centro de Santiago - abriu as portas depois das 7h00.

SANTIAGO - O preidente do Chile , Sebastián Piñera, decretou neste sábado, 19, estado de emergência em Santiago após protestos violentos contra o aumento Enquanto durar o estado de emergência , o responsável pela segurança das áreas sob o decreto será o chefe da Defesa Nacional.

O presidente do Chile , Sebastián Piñera, decretou neste sábado estado de emergência após as manifestações violentas ocorridas ontem. A polícia informou que 180 pessoas foram presas em Santiago em meio aos protestos contra o aumento da tarifa de metrô.

Santiago foi palco de violentos protestos após a convocação de uma série "evasões em massa" no metrô contra o aumento de 800 para 830 pesos na passagem no horário de pico.

A manifestação, a princípio pacífica, degenerou em protestos violentos que prosseguiram pela noite, com ataques incendiários contra um prédio da companhia de eletricidade ENEL e outro do Banco do Chile, e a várias estações do metrô.

O incêndio no edifício da ENEL, controlado parcialmente após uma hora, começou no setor das escadas externas, e depois se propagou para os escritórios superiores.

A ENEL - questionada pela alta nas tarifas de eletricidade - informou que por volta das 22H00 "um grupo de desconhecidos atacou as dependências do prédio", mas todo o pessoal que trabalhava no local conseguiu sair ileso.

Chile impõe novo toque de recolher; protestos continuam

  Chile impõe novo toque de recolher; protestos continuam Chile impõe novo toque de recolher; protestos continuam O governo do Chile decretou nesta segunda-feira (21) um novo toque de recolher em Santiago e em outras cidades do país em decorrência de mais um dia de protestos pelo aumento no preço das tarifas de metrô, apesar das autoridades locais terem cancelado a medida.Com a decisão, esta será a terceira noite consecutiva que o toque de recolher será válido. Além de Santiago, Valparaíso, Concepción, Antofagasta Rancagua também estão inclusas na lista.

O presidente do Chile , Sebastian Piñera, decretou na noite desta sexta-feira o " estado de emergência " em Santiago , após a capital ser sacudida por violentos protestos contra a elevação das tarifas do metrô, que incluíram ataques a várias estações do serviço de transporte metropolitano

Santiago ( Chile ), 19 out (EFE).- O governo do Chile decretou nesta sexta-feira estado de emergência em Santiago para restabelecer a ordem na cidade. Desde segunda-feira, a capital chilena é palco de protestos contra o aumento da passagem de metrô, que se intensificaram nesta sexta

Próximo ao prédio incendiado, um supermercado foi atacado e saqueado, revelou a TV local.

Várias estações do metrô também foram incendiadas com coquetéis molotov.

A empresa informou que a totalidade do Metrô da capital, que transporta cerca de três milhões de passageiros por dia, deixou de operar após os ataques.

"Toda a rede de Metrô se encontra fechada por distúrbios e destroços que impedem contar com as condições mínimas de segurança para passageiros e trabalhadores", anunciou a ferroviária metropolitana por meio de uma mensagem no Twitter.

Recrutados nas redes sociais sob o lema #EvasionMasivaTodoElDia, milhares de pessoas - principalmente estudantes - se organizaram ao longo desta semana para derrubar os portões das estações, destruir as catracas e passar pelos controles de acesso para protestar pelo aumento das passagens (3,75%) nos horários de pico.

Chile convoca Forças Armadas para conter manifestações

  Chile convoca Forças Armadas para conter manifestações Chile convoca Forças Armadas para conter manifestaçõesO decreto foi divulgado pelo Twitter do deputado da oposição Miguel Crispi (Frente Amplio), que classificou o documento como “preocupante e delicado”. De acordo com ele, o país não está em guerra e o governo deve dar explicações sobre o acréscimo de militares nas ruas.

Sebastián Piñera, presidente do Chile , decretou estado de emergência na madrugada deste sábado (19) após protestos que tomaram estações de metrô na capital Santiago . As manifestações, que aconteceram contra a elevação no preço das passagens, terminaram em violência. De acordo com o

Chile decretou , no sábado, " estado de emergência " e Exército foi às ruas pela 1ª vez desde a ditadura. Presidente chileno suspendeu o aumento na tarifa do metrô, mas os protestos seguiram. Metrô de Santiago fechou e o aeroporto da capital chilena teve voos suspensos.

O fechamento forçou os usuários do metrô a subirem à superfície, sobrecarregando o sistema de ônibus da cidade e tendo que caminhar pelas ruas para suas casas, evitando conflitos entre a polícia e os manifestantes.

Na estação de La Moneda, em frente à sede do governo, dezenas de manifestantes - na maioria jovens - depredaram instalações no início da tarde. A polícia respondeu com jatos d'água e bombas de gás lacrimogêneo.

Horas mais tarde, os protestos aumentaram, geraram incidentes maiores, com manifestantes atirando paus e pedras em direção às forças policiais, que reagiram com o uso de carros de choque. A sede do governo foi cercada por um perímetro de segurança.

Na quinta-feira, os protestos deixaram 133 presos após ações simultâneas em pelo menos cinco das 164 estações da ferroviária metropolitana, com danos calculados pela empresa estatal entre 400 e 500 milhões de pesos, o equivalente a cerca de 634.000 dólares.

Com base no aumento do preço do petróleo, no dólar e na modernização do sistema, o valor do bilhete do metrô de Santiago nos horários de pico - de manhã e à tarde - subiu para de 830 pesos (cerca de US$ 1,17). Desde 2010, não havia um aumento dessa proporção.

O aumento não afetou o valor das passagens para estudantes e idosos, mas se soma ao aumento geral de 20 pesos nas tarifas decretadas em janeiro passado.

________________________________

Presidente do Chile troca 8 ministros, incluindo chefe de gabinete .
Presidente do Chile troca 8 ministros, incluindo chefe de gabineteAs nomeações incluem Gonzalo Blumel como o novo chefe de gabinete, depois de servir como ministro secretário-geral de governo, um dos nomes mais carismáticos do gabinete. Outros 16 foram confirmados no cargo.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 2
Isto é interessante!