Mundo: Bolívia diz que auditoria da OEA sobre eleição ficará pronta na próxima semana - - PressFrom - Brasil

Mundo Bolívia diz que auditoria da OEA sobre eleição ficará pronta na próxima semana

02:00  09 novembro  2019
02:00  09 novembro  2019 Fonte:   reuters.com

Bolívia e OEA chegam a acordo para haver auditoria da eleição presidencial

  Bolívia e OEA chegam a acordo para haver auditoria da eleição presidencial Bolívia e OEA chegam a acordo para haver auditoria da eleição presidencial“Concluímos o trabalho de coordenação, concluímos os acordos a serem assinados entre a Bolívia e a Organização dos Estados Americanos, para que a auditoria abrangente das eleições gerais de 20 de outubro possa ser realizada“, afirmou Pary.

O Presidente boliviano Evo Morales disse no sábado que é bem-vinda uma auditoria internacional ao escrutínio da sua reeleição e admitiu convocar uma segunda volta se for detetada qualquer fraude na contagem dos votos. A Organização dos Estados Americanos ( OEA )

Debí informar a OEA sobre manifestaciones públicas previas acerca de processo electoral em Espinosa é um acadêmico mexicano, especialista em eleições e publicou na semana passada um artigo A dúvida que fica é: qual a orientação política dos demais integrantes dessa missão da OEA ?

.© Reuters/DAVID MERCADO .

LAZ PAZ (Reuters) - O governo da Bolívia informou nesta sexta-feira que uma auditoria sobre a polêmica eleição presidencial do país será concluída no início da próxima semana, o que pode apoiar a vitória do presidente Evo Morales ou abrir a porta para uma nova votação.

Nos escritórios presidenciais de La Paz, o ministro das Relações Exteriores, Diego Pary, disse que a auditoria da Organização dos Estados Americanos (OEA) deve ficar pronta até terça ou quarta-feira. A auditoria ocorre após alegações de fraude nas eleições de 20 de outubro.

A Bolívia está abalada por protestos, greves e bloqueios de estradas há quase três semanas, desde que os eleitores foram às urnas, prejudicando a imagem e a economia do país sul-americano.

Bolívia tem dois mortos em choques entre partidários e opositores de Morales

  Bolívia tem dois mortos em choques entre partidários e opositores de Morales Bolívia tem dois mortos em choques entre partidários e opositores de Morales"O certo é que se perderam vidas humanas e isto é irreparável", disse Zabaleta ao canal PAT sobre informações da imprensa de Santa Cruz de que duas pessoas morreram em confrontos na localidade de Montero.

O resultado da auditoria deve ser divulgado na próxima semana . A presidente do Senado, Adriana Salvatierra, disse que Camacho “está conduzindo uma aventura de Se já tem uma comissão da OEA auditando a eleição , porque Camacho quer fechar as fronteiras e prejudicar ainda mais o país?

enfrentamento”, disse Pary durante sessão extraordinária do Conselho Permanente da OEA em Washington. Pary pediu aos representantes dos 34 países A Bolívia entrou nesta segunda-feira em sua terceira semana de protestos, após eleições cuja apuração foi questionada pela oposição e por

Morales, o líder mais antigo da América Latina, venceu a eleição com 10 pontos de vantagem sobre o rival Carlos Mesa, o que lhe garantiu um novo mandato, mas a contagem de votos foi polêmica, tendo sido interrompida por quase um dia.

Mesa, o líder da oposição, pediu ao Congresso na sexta-feira que aprove um projeto de emergência estabelecendo os detalhes de novas eleições, já que Morales prometeu novamente não ceder à crescente pressão para renunciar.

"A direita diz 'Evo tem que renunciar'. Quero dizer a vocês, irmãs e irmãos, para toda a Bolívia e o mundo, que não vou renunciar", disse o socialista Morales em um evento público.

"Somos eleitos pelo povo e respeitamos a Constituição".

A proposta de Mesa, esboçada em uma carta ao chefe do Congresso da Bolívia, pede uma nova eleição antes de o mandato atual de Morales terminar, em 22 de janeiro. Para facilitar isso, ele disse, o país precisa de um novo tribunal eleitoral.

(Reportagem de Daniel Ramos)

Presidente interina da Bolívia diz que Morales não poderá ser candidato em próxima eleição .
Presidente interina da Bolívia diz que Morales não poderá ser candidato em próxima eleição"Evo Morales não está habilitado para um quarto mandato, por isso ocorreu toda essa convulsão, por isso aconteceram tantas manifestações dos bolivianos nas ruas", disse Añez.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 0
Isto é interessante!