Mundo: Embaixada permitiu entrada de manifestantes, diz representante de Guaidó - - PressFrom - Brasil

Mundo Embaixada permitiu entrada de manifestantes, diz representante de Guaidó

16:45  13 novembro  2019
16:45  13 novembro  2019 Fonte:   poder360.com.br

Embaixada da Venezuela em Brasília é invadida por apoiadores de Guaidó

  Embaixada da Venezuela em Brasília é invadida por apoiadores de Guaidó Na madrugada desta terça-feira, 13, representantes de Juan Guaidó, autodeclarado presidente da Venezuela, entraram pela primeira vez na embaixada da Venezuela em Brasília . Guaidó se tornou presidente interino no início deste ano, reconhecido por 50 países, entre eles, Brasil e Estados Unidos.© Antonio Cruz/Agência Brasil Juan Guaidó, líder da oposição na Venezuela, com Jair Bolsonaro em Brasília O episódio aconteceu às vésperas da 11ª Cúpula do Brics, que reúne os líderes de Rússia, Índia, China e África do Sul – países que apoiam que Nicolás Maduro continue no poder.

De acordo com o Estadão, a entrada do grupo aconteceu horas antes do começo das atividades da 11ª cúpula do BRICS, que reúne os O ministro-conselheiro acreditado pelo Brasil, Tomas Silva, foi permitido entrar no prédio pelos funcionários da embaixada , segundo a equipe de Guaidó .

Grupo protesta contra entrada de apoiadores de Juan Guaidó na Embaixada da Venezuela em Do lado de fora, cerca de 30 manifestantes demonstravam apoio ao atual corpo diplomático – indicado A Convenção de Viena, estabelecida em 1961, diz que "as premissas da missão diplomática são

Representante reconhecida pelo governo brasileiro defende que a ocupação da Embaixada da Venezuela foi voluntária © Sérgio Lima/Poder360 Representante reconhecida pelo governo brasileiro defende que a ocupação da Embaixada da Venezuela foi voluntária

A embaixadora venezuelana indicada por Juan Guaidó, María Teresa Belandria, divulgou nesta 4ª feira (13.nov.2019) nota oficial alegando que a Embaixada da Venezuela no Brasil foi entregue voluntariamente por funcionários que se opõem ao presidente Nicolás Maduro. No mesmo dia, mais cedo, a embaixada havia foi ocupada por manifestantes opositores a Maduro.

De acordo com o documento, os funcionários que não estavam cientes da ação foram convidados a manter seus cargos sob a nova gestão.

Grupo ligado a Guaidó ocupa embaixada da Venezuela em Brasília

  Grupo ligado a Guaidó ocupa embaixada da Venezuela em Brasília Grupo ligado a Guaidó ocupa embaixada da Venezuela em BrasíliaBRASÍLIA (Reuters) - Um grupo de venezuelanos ligados ao autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, entrou nesta quarta-feira na embaixada do país em Brasília, segundo eles, depois de terem tido o acesso liberado por servidores da representação, enquanto diplomatas ligados ao governo de Nicolás Maduro acusaram os ocupantes de terem invadido o local.

Segundo a equipe de Guaidó , funcionários da embaixada permitiram o acesso ao local de Tomas Silva, ministro-conselheiro acreditado pelo Brasil. A embaixadora Maria Teresa Belandria não está no País. Segundo comunicado dela, um grupo de funcionários decidiu abrir as portas e entregar as

Segundo a equipe de Guaidó , funcionários da embaixada permitiram o acesso de Tomas Silva, ministro-conselheiro acreditado pelo Brasil, ao local. O presidente chavista disse que as mesmas forças "imperialistas" que derrubaram o presidente boliviano Evo Morales no domingo (10) querem

Eis o comunicado divulgado pela embaixadora.

Corpo diplomático se coloca a disposição para mediar retorno de funcionários da embaixada que não quiserem permanecer com a nova gestão © Reprodução Corpo diplomático se coloca a disposição para mediar retorno de funcionários da embaixada que não quiserem permanecer com a nova gestão

Ocupação temporária da embaixada da Venezuela em Brasília é destaque na imprensa internacional .
A ocupação da embaixada da Venezuela em Brasília por partidários do líder opositor venezuelano Juan Guaidó durou mais de treze horas. Mesmo os militantes deixaram a representação diplomática pacificamente, o episódio mostrou as falhas da segurança local e chamou a atenção da imprensa internacional. Os partidários do líder da oposição venezuelana Juan Guaidó, reconhecido como presidente interino por cerca de cinquenta países, anunciaram no final da tarde desta quarta-feira (13) que iriam deixar o prédio da embaixada de Caracas em Brasília, invadido no início do dia.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 4
Isto é interessante!