Mundo Pelosi diz que Trump admitiu suborno; inquérito de impeachment se intensifica

21:10  14 novembro  2019
21:10  14 novembro  2019 Fonte:   reuters.com

Presidente do Congresso dos EUA acusa Trump de "suborno" no caso ucraniano

  Presidente do Congresso dos EUA acusa Trump de Presidente do Congresso dos EUA acusa Trump de "suborno" no caso ucranianoA presidente da Câmara dos Representantes disse que o "depoimento devastador" dado por duas testemunhas na quarta-feira "corroborou as evidências de suborno de Trump" em suas pressões sobre a Ucrânia para ajudá-lo a prejudicar um adversário na reeleição em 2020.

A presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi , disse nesta quinta-feira que o presidente Donald Trump já admitiu ações que equivalem a suborno no escândalo da Ucrânia que está no cerne do inquérito de impeachment liderado pelos democratas. Saiba mais.

Trump ataca testemunha de inquérito de impeachment no Twitter durante depoimentoMarie Yovanovitch, diplomata de carreira que o governo Trump retirou da Ucrânia neste ano, defendeu seu histórico anti-corrupção na Ucrânia durante a audiência e disse que sua remoção deixou as

.© Reuters/TOM BRENNER .

Por Patricia Zengerle e Karen Freifeld

WASHINGTON (Reuters) - A presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, disse nesta quinta-feira que o presidente Donald Trump já admitiu ações que equivalem a suborno no escândalo da Ucrânia que está no cerne do inquérito de impeachment liderado pelos democratas.

"O suborno é para conceder ou reter assistência militar em troca de uma declaração pública de uma investigação falsa sobre as eleições. Isso é suborno", disse Pelosi, a democrata mais graduada do Congresso, em uma coletiva de imprensa.

"O que o presidente admitiu e diz ser perfeito eu digo ser perfeitamente errado. É suborno."

Trump ataca testemunha de inquérito de impeachment no Twitter durante depoimento

  Trump ataca testemunha de inquérito de impeachment no Twitter durante depoimento Trump ataca testemunha de inquérito de impeachment no Twitter durante depoimentoMarie Yovanovitch, diplomata de carreira que o governo Trump retirou da Ucrânia neste ano, defendeu seu histórico anti-corrupção na Ucrânia durante a audiência e disse que sua remoção deixou as diretrizes para o país em estado de caos.

Pelosi diz que Trump admitiu suborno ; inquérito de impeachment se intensifica . Pelosi iniciou o inquérito de impeachment em 24 de setembro depois que um delator mostrou preocupação com uma conversa telefônica de 25 de julho na qual Trump pediu ajuda de Zelenskiy para investigar o

Pelosi diz que Trump admitiu suborno ; inquérito de impeachment se intensifica . "Na semana que vem faremos algo", disse Pelosi a jornalistas em meio às discussões sobre o cronograma para o inquérito de impeachment lançado pelos democratas, que controlam a Câmara dos Deputados.

Os democratas estão analisando se Trump abusou de seu poder retendo 391 milhões de dólares de ajuda de segurança à Ucrânia para pressionar Kiev a realizar uma investigação que o beneficiaria politicamente. O dinheiro, aprovado pelo Congresso para ajudar um aliado dos EUA a combater separatistas apoiados pela Rússia no leste do país, foi concedido à Ucrânia mais tarde.

Trump negou qualquer irregularidade.

Pelosi fez os comentários um dia depois de a Câmara de maioria democrata realizar sua primeira audiência pública do inquérito de impeachment que ela anunciou em setembro. Outra figura central, a ex-embaixadora dos EUA na Ucrânia Marie Yovanovitch deve depor na sexta-feira.

Se a Câmara aprovar artigos de impeachment --ou acusações formais-- contra Trump, o Senado realizará um julgamento para decidir se o afasta com base nas acusações, mas até agora os republicanos que comandam a câmara alta mostraram pouco apoio à ideia de tirar Trump do cargo.

O foco do inquérito de impeachment é uma conversa telefônica de 25 de julho na qual Trump pediu ao presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, que iniciasse uma investigação de corrupção a respeito do ex-vice-presidente norte-americano Joe Biden e seu filho Hunter, que ocupou uma cadeira no conselho na empresa ucraniana de energia Burisma.

Trump pediu ainda que Zelenskiy investigasse uma teoria desacreditada de que a Ucrânia interferiu nas eleições norte-americanas de 2016 e não a Rússia.

Sondland, conexão informal de Trump na Ucrânia, enfrenta audiência sobre impeachment .
Sondland, conexão informal de Trump na Ucrânia, enfrenta audiência sobre impeachmentWASHINGTON (Reuters) - O diplomata norte-americano Gordon Sondland contou duas histórias diferentes a parlamentares que lideram o inquérito de impeachment contra o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Nesta quarta-feira, ele certamente deve enfrentar perguntas duras sobre qual delas é a correta.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 0
Isto é interessante!