Mundo: Oceanos poderiam oferecer seis vezes mais alimentos do que oferecem hoje, diz estudo - - PressFrom - Brasil

Mundo Oceanos poderiam oferecer seis vezes mais alimentos do que oferecem hoje, diz estudo

00:10  20 novembro  2019
00:10  20 novembro  2019 Fonte:   reuters.com

Plásticos invadem ‘berçários’ de larvas de peixes

  Plásticos invadem ‘berçários’ de larvas de peixes Plásticos invadem ‘berçários’ de larvas de peixesMas o que cientistas desconfiavam foi confirmado agora em um estudo inédito: esses locais, ricos em plânctons, estão repletos também de fragmentos de plásticos flutuantes, o que ameaça a vida dos peixes em uma fase bastante vulnerável para a sobrevivência. Em uma dimensão maior, isso implica em potenciais danos para ecossistemas marinhos e até para o consumo humano de produtos vindos dos oceanos, dizem os autores do artigo, publicado esta semana no periódico Proceedings of the National Academy of Sciences.

Oferecer feedbacks constantes, sobre os pontos em que profissional está acertando e também sobre aqueles Demonstrar confiança e empoderar o colaborador, oferecendo -lhe as ferramentas, técnicas e o Saiba que ele é apenas a pontinha do iceberg e você pode desenvolver suas habilidades de

Estudos recentes sugerem ainda que os cogumelos podem ser uma fonte de B12, a única vitamina que não pode Para evitar que isso também ocorra com você, analise os rótulos e veja a composição nutricional do que está consumindo, pois um determinado alimento pode ser rico em proteínas mas

.© Reuters/Sylvain Cherkaoui .

Por Emma Batha

LONDRES (Thomson Reuters Foundation) - Os oceanos poderiam oferecer mais de seis vezes a quantidade de alimentos que disponibilizam hoje com melhor gerenciamento de recursos e mais inovações tecnológicas, disseram cientistas nesta terça-feira, acrescentando que incentivar o cultivo de mariscos e ostras poderia ser especialmente benéfico.

Os pesquisadores estimam que os oceanos poderiam gerar mais de dois terços da proteína animal que os especialistas em alimentação da ONU preveem que será necessária para alimentar o mundo no futuro. Os peixes atualmente representam cerca de um quinto da proteína animal consumida pelos seres humanos.

Jornal: Milan pode oferecer contrato de seis meses a Ibrahimovic

  Jornal: Milan pode oferecer contrato de seis meses a Ibrahimovic Jornal: Milan pode oferecer contrato de seis meses a IbrahimovicUm pensamento concreto e profundo, ditado pelos problemas rossoneri no ataque, pelo vencimento do contrato do jogador agora e, obviamente, por uma nostalgia compreensível do passado. Nas duas temporadas passadas em Milão, Ibrahimovic marcou muitos gols e, acima de tudo, viveu os últimos anos do verdadeiro Milan, antes da queda vertical das temporadas seguintes.

Falta de aminoácidos podem levar a baixos níveis de serotonina, que pode causar depressão e Como dito antes, a função mais importante dos aminoácidos é ser os tijolos da proteína e do corpo. Infelizmente, elas não oferecem todos os aminoácidos essenciais. Para isso, é preciso comer uma

Pesquisadores britânicos ofereceram um extrato de alho para 146 pessoas por 12 semanas. Um estudo de Harvard identificou que as pessoas que bebiam 5 xícaras de chá preto por dia por 2 semanas tiveram 10 vezes mais força para combater o vírus no sangue do que os outros que não

O cultivo de alimentos oceânicos geralmente tem um impacto menor no clima do que a agricultura terrestre, e não é limitado pelas mesmas restrições de terra e água, disseram os cientistas.

Os alimentos produzidos no mar também são altamente nutritivos, contendo vitaminas, minerais e ácidos graxos essenciais, afirmaram os pesquisadores no estudo que será publicado em um simpósio de pesca sediado pela Organização da ONU para Alimentação e Agricultura (FAO, na sigla em inglês) em Roma, na terça-feira.

"Os oceanos tem um excelente e inexplorado potencial para ajudar a alimentar o mundo nas próximas décadas, e esses recursos podem ser aproveitados com um impacto ambiental menor do que outras fontes de alimentos", disse o principal autor do relatório, Christopher Costello.

"Se fizermos mudanças amplas e rápidas na maneira em que administramos as indústrias baseadas nos oceanos enquanto nutrimos a saúde de seus ecossistemas, podemos incentivar nossa segurança alimentar a longo prazo, garantindo a subsistência de milhões de pessoas".

(Reportagem de Emma Batha)

Estudo científico mostra diferença entre jogadores amadores e profissionais nos jogos de tiro .
Estudo científico mostra diferença entre jogadores amadores e profissionais nos jogos de tiroO estudo colocou o jogador Leisia da Libalent Vertex, a principal equipe de Call of Duty do Japão e jogadores amadores para tentar entender como os dois grupos encaravam os jogos. Para isso, os jogadores usaram óculos especiais que capturam o movimento de seus olhos durante partidas multiplayer.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 0
Isto é interessante!