Mundo Trump diz que colocou Giuliani para trabalhar com Ucrânia por ser um "grande combatente do crime"

19:10  22 novembro  2019
19:10  22 novembro  2019 Fonte:   reuters.com

Pelosi diz que Trump admitiu suborno; inquérito de impeachment se intensifica

  Pelosi diz que Trump admitiu suborno; inquérito de impeachment se intensifica Pelosi diz que Trump admitiu suborno; inquérito de impeachment se intensificaWASHINGTON (Reuters) - A presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, disse nesta quinta-feira que o presidente Donald Trump já admitiu ações que equivalem a suborno no escândalo da Ucrânia que está no cerne do inquérito de impeachment liderado pelos democratas.

News que orientou Giuliani a enfrentar a corrupção na Ucrânia por ele ter a reputação de ser um " grande combatente do crime ". "Não queríamos trabalhar com Giuliani ", disse o enviado dos Estados Unidos à União Europeia. Embaixador diz que pressionou a Ucrânia por ordem de Trump .

Trump diz que colocou Giuliani para trabalhar com Ucrânia por ser um " grande combatente do crime ".

.© Reuters/Shannon Stapleton .

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, defendeu nesta sexta-feira ter recorrido ao seu advogado pessoal, Rudy Giuliani, para tratar com a Ucrânia agora que o papel de Giuliani é alvo de um escrutínio cada vez maior no inquérito de impeachment liderado pelos democratas na Câmara dos Deputados.

Um dia após a conclusão de audiências públicas no Comitê de Inteligência da Câmara, Trump disse no programa "Fox & Friends" da Fox News que orientou Giuliani a enfrentar a corrupção na Ucrânia por ele ter a reputação de ser um "grande combatente do crime".

Trump ataca testemunha de inquérito de impeachment no Twitter durante depoimento

  Trump ataca testemunha de inquérito de impeachment no Twitter durante depoimento Trump ataca testemunha de inquérito de impeachment no Twitter durante depoimentoMarie Yovanovitch, diplomata de carreira que o governo Trump retirou da Ucrânia neste ano, defendeu seu histórico anti-corrupção na Ucrânia durante a audiência e disse que sua remoção deixou as diretrizes para o país em estado de caos.

"Rudy Giuliani é um dos maiores combatentes do crime de todos os tempos", disse Trump a respeito do ex-prefeito da cidade de Nova York. Ele disse que a Ucrânia é um país notoriamente corrupto e que Giuliani era a pessoa certa para o trabalho.

Uma questão-chave no inquérito é por que Trump usou seu advogado pessoal nesse papel e não nos canais usuais do governo. Durante as audiências, atuais e ex-funcionários e diplomatas da Casa Branca expressaram alarme pelas atividades de Giuliani, como tentar pressionar a Ucrânia a realizar duas investigações que poderiam prejudicar adversários políticos de Trump.

As audiências podem pavimentar o caminho para a Câmara, controlada pelos democratas, aprovar artigos de impeachment -- acusações formais-- contra Trump. Isso levaria a um julgamento no Senado sobre a condenação de Trump por essas acusações e a remoção do cargo. Os republicanos controlam o Senado e mostraram pouco apoio para remover Trump.

Assumindo que a Câmara aprovará artigos de impeachment contra si, Trump disse que quer um julgamento de impeachment no Senado, onde acredita que o resultado lhe seria mais favorável.

Trump disse que uma das testemunhas que gostaria de ouvir em um julgamento no Senado é o delator cujo relatório levou ao inquérito de impeachment. A identidade do delator continua em segredo.

"Quero um julgamento", afirmou.

(Por Steve Holland e Lisa Lamber)

Depoimentos do impeachment de Trump têm queda na audiência nos EUA .
Do 1º ao 5º dia, queda foi de 18,1%Contudo, enquanto as investigações ganham velocidade, a audiência dos depoimentos televisionados perdem força. Iniciada em 13 de novembro, a fase de entrevistas públicas é a 1ª oportunidade para os norte-americanos terem acesso ao vivo sobre o que os depoentes acusam Trump.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 0
Isto é interessante!