Mundo As adolescentes holandesas que seduziam e matavam nazistas

23:06  19 janeiro  2020
23:06  19 janeiro  2020 Fonte:   bbc.com

Judô pode se tornar aliado na saúde de crianças com autismo

  Judô pode se tornar aliado na saúde de crianças com autismo O esporte pode se tornar uma grande ajuda no processo de saúde e interação social de crianças e adolescentes diagnosticados Judô pode se tornar aliado na saúde de crianças com autismo - Torcedores.com.

As adolescentes geralmente se encarregavam dos colaboradores nazistas locais. "Mais do que os alemães, essas jovens executaram principalmente traidores holandeses , simplesmente porque costumavam ser uma ameaça ainda maior do que os nazistas ", diz Truus Menger

Três adolescentes holandesas ficaram para a história pelo papel ativo que tiveram na resistência aos nazis, durante a II Guerra Mundial. A história destas mulheres, que seduziam nazis e colaboracionistas holandeses para depois os matar , é agora recordada no livro de Sophie

Hannie Schaft e as irmãs Truus e Freddie Oversteegen eram adolescentes quando os nazistas ocuparam a Holanda © Noord-Hollands Archief Hannie Schaft e as irmãs Truus e Freddie Oversteegen eram adolescentes quando os nazistas ocuparam a Holanda

Durante a Segunda Guerra Mundial, a ocupação nazista da Holanda levou três adolescentes a se tornarem ferozes combatentes da resistência.

Hannie Schaft tinha 19 anos e as irmãs Truus e Freddie Oversteegen apenas 16 e 14 anos, respectivamente, quando os nazistas ocuparam seu país, em 10 de maio de 1940.

Truus e Freddie Oversteegen nasceram na cidade de Schoten - agora parte de Haarlem - e cresceram sozinhas com a mãe, uma mulher de profundas convicções antifascistas.

Fogueiras de livros e lavagem cerebral: quem foi Goebbels, ministro de Hitler parafraseado por secretário de Bolsonaro

  Fogueiras de livros e lavagem cerebral: quem foi Goebbels, ministro de Hitler parafraseado por secretário de Bolsonaro Fogueiras de livros e lavagem cerebral: quem foi Goebbels, ministro de Hitler parafraseado por secretário de Bolsonaro"A arte brasileira da próxima década será heróica e será nacional. Será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes de nosso povo, ou então não será nada", disse Alvim.

As irmãs Oversteegen flertavam com colaboradores nazistas e os levavam para a floresta, onde os homens eram recebidos com balas em vez de Me encontrei com Freddie no dia 4 de maio, Dia da Lembrança na Holanda, para perguntá-la sobre como era esse lance de seduzir e matar nazistas .

Morreu no último 5 de setembro, aos 92 anos, a holandesa Freddie Oversteegen, considerada uma heroína durante a Segunda Guerra Mundial. Mas o trio ganhou fama mesmo pelo seu plano de abordagem aos nazistas em bares. Depois de seduzí -los, elas os convidavam para "dar um passeio"

Em entrevistas com a antropóloga Ellis Jonker, coletada no livro "Under Fire: Women and World War II" (Sob o Fogo: Mulheres e a Segunda Guerra Mundial), de 2014, Freddie Oversteegen lembrou que sua mãe as incentivou a fazer bonecas para crianças que sofreram na Guerra Civil Espanhola, e que, no início dos anos 30, se ofereceu como voluntária na International Red Aid, uma espécie de Cruz Vermelha Comunista para prisioneiros políticos em todo o mundo.

Embora vivessem na pobreza, a família recebeu refugiados da Alemanha e Amsterdã, incluindo um casal judeu, uma mãe e um filho que passaram a viver no sótão de sua casa.

Quando os nazistas invadiram a Holanda, os refugiados foram transferidos para outro lugar, pois os líderes da comunidade judaica temiam uma possível incursão policial devido às conhecidas tendências políticas da família Oversteegen.

A história do goleiro que montou time de padeiros e venceu nazistas na 2ª Guerra

  A história do goleiro que montou time de padeiros e venceu nazistas na 2ª Guerra O futebol é um evento popular e, por consequência, seria difícil dissociar de movimentações políticas. E se durante a mais terrível época da história humana, Segunda Guerra Mundial, as copas do mundo foram suspensas, o esporte bretão continuou a ser jogado. E uma partida em especial foi decisiva: o ‘Jogo da Morte‘. Há 77 anos aconteceu uma dos mais importantes e mitológicos confrontos da história. As tropas nazistas invadiram a União Soviética em 1941. Nesse ano, Josef Ivanovic Kordic era jogador do Dínamo de Kiev.

Morre, aos 92 anos, holandesa que seduzia nazistas em bares para depois assassiná-los. Freddie Oversteegen foi considerada uma heroína da Segunda Guerra O trio, no entanto, ficou famoso pelo seu plano de abordagem de nazistas em bares. Depois de flertar e seduzi -los, elas inocentemente

Considerada uma heroína da Segunda Guerra Mundial, a holandesa Freddie Oversteegen, conhecida por seduzir nazistas em bares e depois Depois de flertar e seduzi -los, elas inocentemente perguntavam se eles queriam "dar um passeio" na floresta, onde, como a própria Freddie disse em

Hannie Schaft deixou faculdade de Direito e se uniu à resistência © BBC Hannie Schaft deixou faculdade de Direito e se uniu à resistência

"Todos foram deportados e mortos", disse Freddie Oversteegen a Jonker. "Nunca mais tivemos notícias deles. Ainda fico muito emocionada, toda vez que falo sobre isso."

As duas irmãs e sua amiga Hannie Schaft, uma jovem ruiva que abandonou a faculdade de Direito depois de se recusar a jurar lealdade à Alemanha, eram membros proeminentes da resistência.

Todas as três são lembradas por sua técnica de atrair colaboradores nazistas para a floresta e depois executá-los.

Holanda ficou sob ocupação nazista de 1940 a 1945. A imagem mostra a libertação da cidade de Arnhem. © Getty Images Holanda ficou sob ocupação nazista de 1940 a 1945. A imagem mostra a libertação da cidade de Arnhem.

Célula especial

Quando a ocupação começou, as irmãs Oversteegen passaram a desempenhar pequenas tarefas para a crescente resistência clandestina. Distribuíam panfletos ( "A Holanda deve ser livre!") e colavam cartazes antinazistas ( "Para cada homem holandês que trabalha na Alemanha, um alemão vai para o front").

'Se enquadra na Lei de Segurança Nacional', diz jurista sobre caso Alvim

  'Se enquadra na Lei de Segurança Nacional', diz jurista sobre caso Alvim 'Se enquadra na Lei de Segurança Nacional', diz jurista sobre caso AlvimNo entanto, quando a propaganda ao regime mortal idealizado por Adolf Hitler parte de um agente do Estado, o caso ganha gravidade ainda maior. No campo político, os prejuízos ocorrem no âmbito do Congresso, pois o Executivo alcança indisposição dos parlamentares. Além disso, a repercussão internacional prejudica a imagem do país no exterior.

Considerada uma heroína da Segunda Guerra Mundial, a holandesa Freddie Oversteegen, conhecida por seduzir nazistas em bares e depois assassiná-los Convido os amigos e amigas a conhecer um pouco mais sobre essa holandesa que se tornou uma heroína na segunda guerra mundial.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Centro Integrado de Aprendizagem em Rede Curso de Extensão Estatuto da Criança e do Adolescente - - - Vídeo educativo sobre o

Acreditava-se que a resistência holandesa era uma tarefa masculina em uma guerra de homens. Se as mulheres se envolvessem, provavelmente não fariam nada além de entregar panfletos ou jornais anti-alemães.

Mas os esforços das irmãs Oversteegen atraíram a atenção de Frans van der Wiel, comandante do Conselho de Resistência clandestino de Haarlem, que as convidou para integrar sua equipe, com a permissão de sua mãe.

"Acho que elas eram apenas adolescentes tímidas. A guerra logo as transformou em mulheres corajosas", diz Martin Menger, filho de Truus Oversteegen.

As irmãs Oversteegen eram oficialmente parte de uma célula de resistência composta por sete pessoas, que cresceu em 1943 com a incorporação da Schaft.

Mas as três meninas trabalhavam principalmente como uma unidade independente, seguindo instruções do Conselho da Resistência, de acordo com Jeroen Pliester, presidente da Fundação Hannie Schaft.

Assim, Truus e Freddie Oversteegen e Hannie Schaft foram exceções: três adolescentes que pegaram em armas contra os nazistas e os "traidores" holandeses nos arredores de Amsterdã.

Holanda apresenta primeira usina de energia solar flutuante do planeta

  Holanda apresenta primeira usina de energia solar flutuante do planeta A partir de 2022, a Holanda deverá ter a primeira usina de energia solar flutuante em funcionamento no mundo. Construída na água, a estação de energia limpa deverá se chamar Zon-op-Zee (“Sol no Mar”, em tradução livre). De acordo com o Razões para Acreditar, Reino Unido e China já possuem iniciativas similares. Porém, as usinas flutuantes destes países foram construídas em lagos e apenas para fins acadêmicos. O projeto da Holanda, entretanto, é ainda mais ambicioso. Serão 2,5 mil metros quadrados de painéis solares instalados sobre o mar. A localização garante que a usina seja 15% mais eficiente do que aquelas localizadas em terra firme.

O que devemos aos nazistas . Já virou lugar-comum afirmar que é possível ser genial e monstruoso ao mesmo tempo. “Se o fascismo e o comunismo só tivessem seduzido os imbecis, teria sido mais fácil livrar-se deles”, afirmou Jean-François Revel numa frase que ficou famosa.

Ao matar seu primeiro alemão, Lida Larionova pulou da trincheira horrorizada e correu para suas fileiras gritando: “Eu matei uma pessoa!”. Tonia Majliaguina, que era órfã, se lamentou depois de ter abatido sua primeira vítima: “Ele era pai de alguém e eu o matei !”.

"Era atípico que meninas participassem da resistência armada e, principalmente, executassem traidores, algo que essas três adolescentes fizeram", diz Liesbeth van der Horst, diretora do Museu da Resistência Holandês.

Pouco tempo depois, o papel delas passou a ser mais ativo, envolvendo ação direta.

Hannie Schaft virou ícone da resistência feminina © BBC Hannie Schaft virou ícone da resistência feminina

"Mais tarde, ele (comandante Frans van der Wiel) nos disse o que realmente tínhamos que fazer: sabotar pontes e linhas ferroviárias", disse Truus Oversteegen em sua conversa com Jonker.

"Dissemos a ele que gostaríamos de fazer isso." E aprender a atirar, atirar nos nazistas", acrescentou.

As adolescentes geralmente se encarregavam dos colaboradores nazistas locais.

"Mais do que os alemães, essas jovens executaram principalmente traidores holandeses, simplesmente porque costumavam ser uma ameaça ainda maior do que os nazistas", diz Truus Menger, filha de Truus Oversteegen.

A célula em que os três adolescentes operavam se encarregava dos colaboradores nazistas holandeses © BBC A célula em que os três adolescentes operavam se encarregava dos colaboradores nazistas holandeses

Segundo o próprio relato de Truus, foi sua irmã Freddie quem primeiro atirou e matou alguém. "Foi trágico e muito difícil, e depois choramos por isso", disse.

"Não acreditávamos que nos adaptaríamos, ninguém nunca se adapta, a menos que você seja um verdadeiro criminoso ... Você perde tudo. Envenena as coisas bonitas da vida."

Promotoria de Minas denuncia homem que usou braçadeira nazista

  Promotoria de Minas denuncia homem que usou braçadeira nazista Investigações apontam que acusado possui 'posicionamentos extremistas' e produziu o adereço artesanalmenteAs informações são do Ministério Público de Minas.

3 meses nesse estado e Deus levou, mais a família ficou, precisamos divulgar e compartilhar essa historia, muitos adolescentes e jovens de meia idade não

Esse video é feito por mim meixmo , e queria que todos por favor compartilhassem , por que fala a verdade sobre suicidios e auto mutilação ! Isso é coisa

Remy Dekker, filho de Freddie, acredita que isso aconteceu quando sua mãe tinha 15 ou 16 anos.

"Ela executou uma mulher que, de acordo com a resistência, queria passar os nomes de todos os judeus de Haarlem para os serviços de inteligência nazistas", diz Dekker.

"Minha mãe se aproximou dessa mulher em um parque e pediu seu nome para confirmar sua identidade. Depois que ela o fez, ela atirou nela."

Talvez em sua ação mais ousada, as três adolescentes aproveitaram sua aparência jovem e inofensiva para atrair seus alvos em tabernas ou bares. Eles foram convidados a "dar um passeio" na floresta e, então, "executados".

"Tivemos que fazer isso", disse Truus Oversteegen a um entrevistador.

"Era um mal necessário matar aqueles que traíam pessoas boas". Quando questionada sobre quantas pessoas ela havia matado ou ajudado a matar, se recusou a respondeu: "Ninguém perguntaria nada disso a um soldado".

"Levar os nazistas e traidores para a floresta foi uma coisa brilhante, porque eles pensavam que estavam flertando com as adolescentes", diz Dekker.

"Obviamente nada aconteceu na floresta. Antes que eles tentassem beijá-las, eram mortos."

No entanto, nem todas as execuções seguiram o mesmo esquema.

"Às vezes elas matavam suas vítimas enquanto andavam de bicicleta, para que pudessem fugir rapidamente", diz Martin Menger. "Essas execuções não envolviam flerte".

Ícones da resistência feminina

Captura de colaboradores nazistas na Holanda, em 1945 © Getty Images Captura de colaboradores nazistas na Holanda, em 1945

Schaft, cujos cabelos ruivos a tornavam reconhecível pelos nazistas, foi capturada e executada em 17 de abril de 1945. Ela tinha 24 anos.

'Está vendo aquela fumaça? É sua família': o relato do brasileiro que sobreviveu a Auschwitz

  'Está vendo aquela fumaça? É sua família': o relato do brasileiro que sobreviveu a Auschwitz 'Está vendo aquela fumaça? É sua família': o relato do brasileiro que sobreviveu a AuschwitzO tefilin citado por Weitman são tiras de couro tradicionalmente colocadas no braço de meninos judeus que, ao completar 13 anos, realizam seu bar mitzvah — cerimônia judaica que é celebrada como um rito de passagem.

Então, você sabe quais são os direitos da criança e do adolescente garantidos pelo Estatuto? Nesse post, você poderá conhecer mais sobre os direitos da infância e da juventude presentes no ECA e quais os impactos destes para a realidade infantil brasileira.

Os nazistas não acreditaram que uma mulher pudesse estar à frente daquela operação, e a pouparam do fuzilamento. Hannie Schaft resolveu lutar ao saber das leis antissemitas que os nazistas haviam oficializado na Holanda dominada. Assim, filiou-se ao Partido Comunista e à Resistência Holandesa

Apenas 18 dias depois, a Holanda foi libertada.

Aproximadamente três quartos da população judia holandesa foram mortos durante a ocupação.

"Quando era criança, com apenas 8 anos, tínhamos um livro de história na escola sobre uma garota ruiva Hannie Schaft", lembra Dekker.

"Enquanto eu lia, minha mãe começou a chorar. Ela me disse que tinha sido amiga dela durante a guerra e que havia sido morta pelos alemães."

"Ela mencionava a guerra e Hannie com frequência. Isso permaneceu com ela durante toda a vida, o fato de que ela sobreviveu à guerra e Hannie não."

As irmãs Oversteegen sobreviveram à guerra e tiveram uma vida longa.

Em 1996, elas criaram a Fundação Hannie Schaft , para promover o legado de sua amiga.

Freddie Oversteegen atirou pela primeira vez em uma pessoa com 15 ou 16 anos © Arquivo pessoal de Remy Dekker Freddie Oversteegen atirou pela primeira vez em uma pessoa com 15 ou 16 anos

"Schaft se tornou o ícone nacional da resistência das mulheres", disse Pliester, diretora da Fundação.

Após a guerra, Truus Oversteegen trabalhou como artista, fazendo pinturas e esculturas inspiradas em seus anos de resistência e escreveu suas memórias. Ela morreu em 2016.

Sua irmã Freddie disse à Vice em 2016 que enfrentava os traumas da guerra "casando e tendo filhos". Ela morreu em 2018.

Nas entrevistas, Freddie Oversteegen costumava falar sobre a sensação física de matar, não a sensação de puxar o gatilho, mas a inevitável agonia que se seguia à morte de suas vítimas.

"Sim", disse ela a um entrevistador, de acordo com o jornal holandês IJmuider Courant, "eu mesma atirei com uma arma e os vi cair. E o que está dentro de nós naquele momento? Você quer ajudá-los a se levantar".

_________________________

Mãe transporta 5 kg de dinamite na mochila do filho de 3 anos .
Mãe transporta 5 kg de dinamite na mochila do filho de 3 anosApesar de a abordagem de uma mulher com criança ser incomum, segundo a própria polícia, ela estava conversando com um suspeito conhecido quando a Polícia Militar desconfiou da movimentação.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 24
Isto é interessante!