Política PT rejeita ‘Fora Bolsonaro’, mas vê possibilidade de impeachment

00:55  18 março  2020
00:55  18 março  2020 Fonte:   estadao.com.br

Bolsonaro diz que precisará ser submetido a nova cirurgia

  Bolsonaro diz que precisará ser submetido a nova cirurgia Bolsonaro diz que precisará ser submetido a nova cirurgiaAlvo de ataque a faca em setembro de 2018, durante a campanha à eleição presidencial daquele ano, Bolsonaro já foi operado 3 vezes.

Bolsonaro esteve na Câmara por 28 anos, viu como se forma 1 movimento numa casa em que o chefe do Executivo não dispõe de maioria.” Collor também afirmou que o impeachment de Bolsonaro “ é uma das possibilidades ”. Isso porque, de acordo com o senador, o atual presidente

“ Eu acabo de solicitar a uma junta de advogados que, diante dos fatos, ameaças e do disparo do vídeo do celular dele. Vou entrar com o impeachment , vou assinar. Bolsonaro prometeu que sempre lutaria pela democracia. Mentiroso. Ele está abrindo uma crise institucional”, disse Frota.

Correntes minoritárias tentaram incluir o ‘Fora Bolsonaro’ no documento, mas foram derrotadas © Dida Sampaio / Estadão Correntes minoritárias tentaram incluir o ‘Fora Bolsonaro’ no documento, mas foram derrotadas

O diretório nacional do PT rejeitou proposta de correntes minoritárias para que o partido passe a empunhar a bandeira ‘Fora Bolsonaro’. No entanto, segundo resolução política divulgada nesta terça-feira, 17, a legenda avalia que as investigações conduzidas pela CPMI das Fake News, sobre suposto esquema ilegal de divulgação de mentiras contra os adversários, e pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, sobre o possível envolvimento da família presidencial com milícias, podem levar ao impeachment do presidente.

Movimentos não veem coronavírus como motivo para adiar atos pró-Bolsonaro

  Movimentos não veem coronavírus como motivo para adiar atos pró-Bolsonaro Movimentos não veem coronavírus como motivo para adiar atos pró-BolsonaroCoronavírus: veja notícias e saiba como se prevenir

Dilma foi afastada do cargo em 12 de maio de 2016 e perdeu definitivamente o mandato em 31 de agosto daquele ano. A defesa de Dilma argumentou que a ex-presidente foi condenada com base em artigos da lei do impeachment , de 1950, que contrariam a Constituição de 1988.

Janaina Paschoal foi cotada para ser vice-presidente de Bolsonaro , mas desistiu da empreitada alegando questões pessoais. A deputada, que é advogada, foi uma das autoras do pedido de impeachment que resultou na cassação de Dilma Rousseff ( PT ).

“A fraude eleitoral de 2018 é, nesse momento, objeto de investigação na CPI das Fake News, que pode questionar a legitimidade daquele pleito. Junto a isso, a elucidação dos laços entre a família do presidente da República e os crimes perpetrados pelas milícias, caso caracterizem a prática do crime de responsabilidade, pode levar ao pedido de impedimento do próprio titular do Executivo”, diz a resolução aprovada no último sábado, 14, e divulgada na segunda, 16.

Correntes minoritárias tentaram incluir o ‘Fora Bolsonaro’ no documento, mas foram derrotadas. O título do texto “Ao lado do povo e da democracia, para derrotar o governo Bolsonaro” foi interpretado por dirigentes como sinal de que o grupo majoritário espera a realização de atos de rua contra o presidente antes de aderir ao “Fora Bolsonaro”.

Na segunda, a Articulação de Esquerda, uma das correntes minoritárias do PT, aprovou internamente a defesa do afastamento do presidente. Antes a Democracia Socialista (DS) já havia defendido o ‘Fora Bolsonaro’. As duas correntes têm cerca de 30% do diretório nacional do PT. Em discursos e entrevistas o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem defendido que o partido respeite o resultado das urnas e deixe Bolsonaro terminar o mandato.

___________________

Juca Kfouri afirma: 'O Flamengo tem mais time que o Atlético de Madrid' .
Comentarista do UOL analisou a classificação do Atlético de Madrid contra o Liverpool nas oitavas de finais da Liga dos CampeõesDurante o programa 'Posse de Bola', Kfouri afirmou que a eliminação do time de Jurgen Klopp foi em um jogo 'absolutamente anormal' em uma grande atuação do goleiro Jan Oblak.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!