Política Doria acusa ‘Gabinete do ódio’ do Planalto por ameaças que recebeu

22:11  27 março  2020
22:11  27 março  2020 Fonte:   estadao.com.br

Doria critica Bolsonaro por chamar covid-19 de 'gripezinha'

  Doria critica Bolsonaro por chamar covid-19 de 'gripezinha' Doria critica Bolsonaro por chamar covid-19 de 'gripezinha'

O governador João Doria (PSDB) acusou o chamado ‘Gabinete do ódio’,grupo de assessores que trabalha no Palácio do Planalto, de orquestrar a série de ameaças que disse ter recebido na noite quinta-feira, 26, e disse “não ter medo” de Bolsonaro, citando também pelos apelidos os filhos do presidente Flávio, Eduardo e Carlos.

Acompanhe nossa cobertura sobre o coronavírus.
Últimas notícias, perguntas e respostas e como se cuidar.

Nesta sexta-feira, 27, Doria disse ter recebido “centenas” de mensagens na noite de ontem após assistir ao Jornal Nacional. Depois, dezenas de telefonemas, que tratavam da invasão de sua casa. O governador disse que isso ocorreu “numa ação determinada não apenas por robôs como por instruções certamente partidas do dito ‘Gabinete do Ódio’ em Brasília, que nos últimos 15 meses só tem produzido conflagrações, atritos, bobagens, erros e instabilidade na vida do País”.

Quem são as autoridades diagnosticadas com coronavírus no Brasil

  Quem são as autoridades diagnosticadas com coronavírus no Brasil Quem são as autoridades diagnosticadas com coronavírus no Brasil . Acompanhe nossa cobertura sobre o coronavírus.Últimas notícias, perguntas e respostas e como se cuidar. Segundo o Ministério da Saúde, até a noite desta segunda-feira (23/03), o país tinha registrado 1.891 casos de infecção — 34 pessoas morreram por covid-19, a doença causada pelo vírus.Entre as autoridades infectadas estão Davi Alcolumbre, presidente do Senado, e o general Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional.

“(Vou) aproveitar para dizer também para bolsomínios, bolsonaristas, ameaçadores, agressores como estes que estão aí fora gritando, que eu não tenho medo de cara feia, não tenho medo de zero um, zero dois, zero três, zero quatro, não tenho medo de Bolsonaro”, completou Doria.

O governador, que abriu um boletim de ocorrência, afirmou que a Polícia Civil está investigando o caso e monitorando os telefonemas e WhatsApp.

“As ameaças foram dirigidas ao telefone celular do governador e davam conta, em tom ameaçador, de que atos seriam realizados em frente à sua residência pessoal, sendo que em tais mensagens era indicado o local da mesma (a casa de Doria, nos Jardins, zona sul da capital)”, diz trecho do boletim, registrado pela Delegacia de Operações Policiais Estratégicas (Dope).

_______________________

O novo gabinete de crise de Bolsonaro .
O novo gabinete de crise de BolsonaroA novidade é que ele está sendo repaginado na liderança e nas funções: os três filhos, Flávio, Eduardo e Carlos passaram a comandá-lo conjuntamente, e todo o trabalho está voltado para a tentativa de obter lucro político com a desgraça do coronavírus: reverter a queda da popularidade do pai, que perde adeptos cada vez que abre a boca para falar da pademia. É visível que há uma ponta de desespero nesse novo “gabinete de crise”.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!