Política Kalil: 'Se sua mãe estiver doente, você liga para o Mandetta ou para o Bolsonaro?'

01:23  07 abril  2020
01:23  07 abril  2020 Fonte:   em.com.br

Mandetta diz para população seguir recomendações dos Estados sobre coronavírus

  Mandetta diz para população seguir recomendações dos Estados sobre coronavírus Mandetta diz para população seguir recomendações dos Estados sobre coronavírusBRASÍLIA – O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse nesta segunda-feira, 30, que a população tem que seguir as orientações dos Estados na condução das ações de combate ao coronavírus. A afirmação do ministro contraria frontalmente o discurso que tem sido defendido pelo presidente Jair Bolsonaro, que não tem poupado críticas duras aos Estados, por causa de suas quarentenas.

Bolsonaro tem declarado, reiteradas vezes, ser favorável ao isolamento vertical, método que preserva apenas os grupos de risco, como os idosos, e libera o O chefe do Executivo municipal destacou a importância de seguir as recomendações dos organismos mundiais de saúde. “ Se sua mãe estiver

Ir para o Conteúdo. Pular para Rodapé. Na última quinta, 2, Bolsonaro chegou a dizer que faltaria "humildade" a Mandetta e, embora tenha descartado dispensar o ministro em meio à pandemia, ressaltou que ninguém é “indemissível” em seu governo.

Kalil é contrário à ideia do isolamento vertical, encampada por Bolsonaro. © Alexandre Guzanshe/EM/D. A Press Kalil é contrário à ideia do isolamento vertical, encampada por Bolsonaro.

Durante o anúncio de medidas de restrição à circulação de pessoas na orla da Lagoa da Pampulha e na Praça da Assembleia, nesta segunda-feira (6), o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), disse não acreditar que as críticas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao isolamento social completo alteram significativamente a percepção da população sobre a importância das determinações. Ele classificou os críticos ao isolamento como pessoas “descoladas da realidade”.

Bolsonaro: 'Mandetta tem que ouvir mais o presidente'

  Bolsonaro: 'Mandetta tem que ouvir mais o presidente' Bolsonaro: 'Mandetta tem que ouvir mais o presidente'O mandatário afirmou ainda que falta "humildade" para o ministro conduzir a crise e ele sabe que "extrapolou" em alguns momentos.

Questionado pelo Estado cerca de uma hora após as declarações, Mandetta afirmou que ainda não tinha Bolsonaro disse a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada que “algo subiu na cabeça” de alguns de seus E ela vai ser usada para o bem do Brasil, não é para o meu bem”, disse Bolsonaro .

de Bolsonaro para que os que não são idosos nem doentes crônicos saiam para trabalhar para amenizar a hecatombe econômica que se avizinha. Mandetta , que já foi respeitado pelo presidente, agora é desprezado pelo chefe, que foi orientado a não o demitir por enquanto para não passar a

Bolsonaro tem declarado, reiteradas vezes, ser favorável ao isolamento vertical, método que preserva apenas os grupos de risco, como os idosos, e libera o restante da população para sair às ruas. O chefe do Executivo municipal destacou a importância de seguir as recomendações dos organismos mundiais de saúde.

“Se sua mãe estiver doente, você liga para o Mandetta ou para o Bolsonaro?”, perguntou Kalil, de modo enfático.

Acompanhe nossa cobertura sobre o coronavírus.
Últimas notícias, perguntas e respostas e como se cuidar.

O prefeito lembrou que o restabelecimento das atividades rotineiras deve ser feito aos poucos. “Eles estão achando que vão abrir o comércio, vai todo mundo às ruas e as lojas irão encher. O mundo mudou. O fim do isolamento tem que ser feito com cuidado, copiando quem sabe fazer”, disse.

Doria faz desagravo a Mandetta após críticas de Bolsonaro

  Doria faz desagravo a Mandetta após críticas de Bolsonaro Doria faz desagravo a Mandetta após críticas de BolsonaroDoria destacou que o ministro "vem tendo uma relação distanciada de visão política". "Tenho certeza que seu esforço é reconhecido por todos, pelo mundo da ciência, da medicina, de outros governadores também.

Para o presidente, Mandetta tem extrapolado em seus discursos. Bolsonaro estava acompanhado do ministro-chefe da Secretaria de Governo Apesar das recomendações de evitar aglomerações para conter a disseminação da covid-19, Bolsonaro e alguns dos religiosos trocaram apertos de mão.

Mandetta tem sido o principal rosto do governo Bolsonaro durante a pandemia e tomado decisões que contrariam o próprio chefe. No ministério, segundo uma fonte, Mandetta continua dizendo que não sai e não vai responder ao presidente, mantendo a linha de atuação da pasta.

Kalil comparou o número de mortes em todo o globo por causa do coronavírus às perdas que os Estados Unidos tiveram durante a Guerra do Vietnã. Os óbitos causados pela infecção passam dos 65 mil, enquanto quase 60 mil soldados estadunidenses morreram no confronto, que ocorreu entre 1955 e 1975.

“O mundo lá fora é outro. Não adianta abrir nada agora. Vamos ter que nos adequar. Vamos voltar, vagarosamente, a um novo mundo”, completou.

Restrições têm prazo indeterminado

Ainda nesta segunda, Kalil afirmou que as medidas restritivas vão durar o tempo necessário. Segundo ele, apenas os técnicos da Secretaria Municipal de Saúde podem determinar o fim da quarentena. "Nós colocamos o plano em prazo indeterminado, para não ficar nessa bobagem de: 'decreta para lá, decreta para cá'. Eles (especialistas) é que estão no comando, eles é que decretarão o fim da pandemia".

______________________

"Não assisto à Globo", diz Bolsonaro sobre entrevista com Mandetta .
"Não assisto à Globo", diz Bolsonaro sobre entrevista com Mandetta"Não assisto à Globo". E emendou: "Vou perder tempo da minha vida assistindo TV Globo agora?”, disse Bolsonaro, seguido de aplausos da claque.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 12
Isto é interessante!