Política Bolsonaro fará novo pronunciamento em rede nacional nesta quarta-feira

00:56  09 abril  2020
00:56  09 abril  2020 Fonte:   correiobraziliense.com.br

Trump prevê pico de mortes por coronavírus nos EUA em duas semanas

  Trump prevê pico de mortes por coronavírus nos EUA em duas semanas Trump prevê pico de mortes por coronavírus nos EUA em duas semanas

Tema do pronunciamento não foi informado. Mas, segundo a deputada Bia Kicis, presidente deve A Empresa Brasileira de Comunicação informou que está convocada rede nacional obrigatória de Será bom para imagem do presidente se o ato for cancelado. Depois vão surgir novos casos e vão

O presidente da República, Jair Bolsonaro , indicou que deve realizar um novo pronunciamento , nesta terça- feira (31), para falar sobre o Novo Coronavírus no Brasil. Questionado por jornalistas, o presidente disse que o diretor-presidente da OMS, Tedros Adhanom, tem o mesmo discurso que ele

  Bolsonaro fará novo pronunciamento em rede nacional nesta quarta-feira © AFP / EVARISTO SA

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) realizará na noite desta quarta-feira (8), às 20h30, o quinto pronunciamento em rede nacional em meio à crise do pandemia de coronavírus. 

Segundo interlocutores palacianos, por volta das 16h30 o presidente começou a gravar o discurso. Ele deverá continuar com o tom ameno como o já adotado na última gravação do dia 31, além de voltar a falar do uso da hidroxicloroquina.

Bolsonaro usou a cadeia nacional de rádio e televisão outras quatro vezes, todas em março.

Acompanhe nossa cobertura sobre o coronavírus.
Últimas notícias, perguntas e respostas e como se cuidar.

Veja trechos dos discursos anteriores: 

No dia 6 de março, Bolsonaro disse que mesmo que o número de doentes pelo coronavírus possa se agravar, “não há motivo para pânico”. O chefe do Executivo ressaltou também que o governo tem repassado com transparência o número de infectados  e vem tomando medidas de profilaxia.  Bolsonaro defendeu ainda que ‘o momento é de união’ e a melhor medida de prevenção é ‘seguir rigorosamente as recomendações dos especialistas’.

Em pronunciamento, Bolsonaro volta a citar OMS e é alvo de panelaços

  Em pronunciamento, Bolsonaro volta a citar OMS e é alvo de panelaços Presidente fez novo pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV nesta terça-feira , 31. O discurso do presidente foi acompanhado de panelaços em vários pontos do País. Acompanhe nossa cobertura sobre o coronavírus.Últimas notícias, perguntas e respostas e como se cuidar. Mais cedo, em conversa com jornalistas e apoiadores, Bolsonaro não colocou o contexto em que a declaração foi dada e omitiu trecho do discurso em que Tedros afirma que governos de todo o mundo precisam garantir assistência a pessoas mais vulneráveis e informar sobre a duração das medidas de restrição de movimentação das pessoas.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vai fazer na noite desta terça- feira mais um pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV sobre o novo coronavírus, o terceiro em menos de 20 dias. Na gravação, realizada no fim da tarde, Bolsonaro pregou a união com governadores no

O presidente da República, Jair Bolsonaro , fará um pronunciamento , nesta quinta- feira (12), em rede nacional às 20h30. Em pronunciamento no último dia 6 de março, Bolsonaro tranquilizou a população sobre a confirmação da presença da nova variante do vírus em território nacional .

“Convoco a população brasileira, em especial os profissionais de saúde, para que trabalhemos unidos e superemos juntos essa situação.O momento é de união. Ainda que o problema possa se agravar, não há motivo para pânico. Seguir rigorosamente as recomendações dos especialistas é a melhor medida de prevenção. Que Deus nos proteja e abençoe o nosso Brasil”, concluiu o presidente.

No dia 12, Bolsonaro pediu à população que adiasse as manifestações do dia 15 do mesmo mês por conta do coronavírus. “Os movimentos espontâneos e legítimos marcados para o dia 15 de março atendem aos interesses da nação. Balizados pela lei e pela ordem, demonstram o amadurecimento da nossa democracia presidencialista e são expressões evidentes de nossa liberdade. Precisam, no entanto, diante dos fatos recentes, ser repensados. Nossa saúde e de nossos familiares devem ser preservadas. O momento é de união, serenidade e bom senso”, apontou.

Sem cargo no governo, Carlos Bolsonaro ganha sala ao lado do pai

  Sem cargo no governo, Carlos Bolsonaro ganha sala ao lado do pai Sem cargo no governo, Carlos Bolsonaro ganha sala ao lado do paiDesde o início da crise envolvendo a pandemia decoronavírus, o filho ‘02’ do presidente tem marcado presença em reuniões com o pai e auxiliares. A princípio, passou a ocupar um espaço destinado ao chamado ‘Gabinete do ódio’, na antessala presidencial, onde atuam assessores responsáveis pelas redes sociais pessoais do presidente e ligados ao vereador. O núcleo ideológico tem incentivado Bolsonaro a adotar um estilo cada vez mais beligerante.

A Empresa Brasileira de Comunicação informou que está convocada rede nacional obrigatória de emissoras de televisão e rádio para a noite desta quinta-feria, 12, para pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro .

Bolsonaro (sem partido) fez pronunciamento em rede nacional nesta terça-feira, 24, e voltou a ser alvo © Presidência da República / Divulgação O presidente Jair Bolsonaro em pronunciamento nesta Na quarta - feira , 18, diante da convocação de panelaços contra o seu governo, o mandatário

Já no dia 24, o presidente criticou as medidas restritivas adotadas pelos governadores, defendeu a reabertura de escolas, o fim do confinamento e ainda culpou a mídia por ‘histeria’.

“O vírus chegou. Está sendo enfrentado por nós e brevemente passará. Nossa vida tem que continuar. empregos devem ser mantidos, o sustento da família deve ser preservado. Devemos sim voltar à normalidade. Algumas poucas autoridades estaduais e municipais devem abandonar o conceito de terra arrasada, a proibição de transportes, o fechamento de comércio e o confinamento em massa. O que se passa no mundo têm mostrado que um grupo de risco é o das pessoas acima dos 60 anos. Então, por que fechar escolas?”, questionou.

No entanto, no dia 31, ele adotou um tom mais ameno. Mesmo não abrindo mão da ideia de que é necessário salvar a economia nacional neste momento, o chefe do Palácio do Planalto disse que “todos nós temos que evitar ao máximo qualquer perda de vida humana”. Citando o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus, Bolsonaro também declarou que “todo indivíduo importa”. 

Mesmo em uma guerra aberta com governadores e prefeitos, principalmente pelo impasse quanto ao alcance das medidas de confinamento, ele fez um pedido para que haja “união” entre os governantes, e incluiu nessa missão os Poderes Legislativo e Judiciário. “Agradeço e reafirmo a importância da colaboração e a necessária união de todos num grande pacto pela preservação da vida e dos empregos: parlamento, Judiciário, governadores, prefeitos e sociedade.”

__________________

'Por mais que se fale em economia, o foco são as pessoas', diz novo ministro da Saúde .
Na posse, Nelson Teich afirma que está assumindo o 'maior desafio' da sua carreira"O foco que a gente tem aqui é nas pessoas. Por mais que se fale em saúde e economia, não importa o que se falem, o final é sempre gente", disse. O novo ministro destacou que esse é o "maior desafio" de sua carreira profissional e reforçou a necessidade de reunir informações para conhecer melhor a covid-19.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!