Política Bolsonaro é "burro demais", diz prefeito de Manaus

20:43  25 maio  2020
20:43  25 maio  2020 Fonte:   istoe.com.br

Brasil volta a ter recorde diário de casos de Covid-19 e mortes se aproximam de 15 mil

  Brasil volta a ter recorde diário de casos de Covid-19 e mortes se aproximam de 15 mil SAUDE-CORONAVIRUS-15MAI:Brasil volta a ter recorde diário de casos de Covid-19 e mortes se aproximam de 15 milSÃO PAULO (Reuters) - O Brasil registrou nesta sexta-feira um novo recorde diário de casos confirmados de coronavírus, com a contabilização de mais 15.305 infecções, o que eleva o total para 218.223, informou o Ministério da Saúde, que teve no dia sua segunda troca de comando desde o início da pandemia.

  Bolsonaro é © Reprodução/ Twitter

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), criticou nesta segunda-feira (25) a postura do presidente Jair Bolsonaro diante da pandemia do novo coronavírus. Em entrevista à CNN, Virgílio afirmou que o presidente “tem cumplicidade com as mortes de coronavírus no Brasil”.

“Ele é responsável. Seu sonho é fazer uma ditadura, mas ele é burro demais”, disse o prefeito de Manaus. “Não sei explicar como um homem de tão baixa qualificação se tornou presidente de um país de 210 milhões”, acrescentou.

Para o prefeito de Manaus, Bolsonaro “não governa o Brasil”. “Senhor presidente Bolsonaro, por favor, cale a boca e fique em casa. Se demita. Ele não governa o Brasil”, disse em entrevista à CNN.

Manaus é uma das cidades mais afetadas pelo novo coronavírus no Brasil. De acordo com a última atualização do Ministério da Saúde, o estado do Amazonas tem 29.867 casos confirmados da Covid-19 e 1.758 mortes causadas pelo vírus. Os óbitos no país chegaram a 22.666 pessoas, e a soma de brasileiros infectados subiu para 363.211.

Valdivia revela mágoas com Mattos e Paulo Nobre e chama Tirone de burro .
A segunda passagem de Valdivia pelo Palmeiras terminou de forma conturbada. O jogador acumulou uma série de lesões e deixou a equipe rumo ao Al-Wahda, dos Emirados Árabes. Em entrevista à Fox Sports no último sábado, o meia detalhou seu processo de saída. O chileno revelou que o dirigente Alexandre Mattos foi o principal responsável por […]O chileno revelou que o dirigente Alexandre Mattos foi o principal responsável por sua não permanência e destacou que “tinha muita coisa estranha” na proposta que recebeu para renovar seu contrato.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 0
Isto é interessante!