Política Weintraub: ação do STF lembra a perseguição de Hitler contra judeus

14:46  29 maio  2020
14:46  29 maio  2020 Fonte:   correiobraziliense.com.br

Weintraub contrata assessores do MEC como advogados contra imprensa

  Weintraub contrata assessores do MEC como advogados contra imprensa A associação de assessores do ministério ao ministro em causas pessoais pode configurar crime de improbidade administrativa .Por meio de nota, o MEC informou que Weintraub pagou os honorários advocatícios do próprio bolso e, por isso, não haveria impedimento para a contratação. “O Ministério da Educação (MEC) informa que não há impedimento para que os escritórios de Victor Sarfatis Metta e Auro Hadano Tanaka atuem na defesa da pessoa física de Abraham Weintraub. Os honorários advocatícios foram pagos particularmente por Weintraub, ou seja, sem recursos públicos”, informou a pasta.

  Weintraub: ação do STF lembra a perseguição de Hitler contra judeus © Divulgação/Senado Federal

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, fez duras críticas à operação da Polícia Federal na manhã desta quarta-feira (27/5), que mirou apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e parlamentares que apoiam o governo federal. Segundo ele, a ação autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), é uma "vergonha nacional" e ele comparou o ato à perseguição da Alemanha Nazista de Adolf Hitler a judeus.

No Twitter, o ministro escreveu que "hoje foi o dia da infâmia, vergonha nacional, e será lembrado como a Noite dos Cristais brasileira". A Noite dos Cristais é o nome que recebeu o pogrom (palavra russa que significa "causar estragos, destruir violentamente" e utilizada para designar massacres genocidas organizados) feito pelos nazistas contra os judeus na Alemanha de Hitler, nos dias 9 e 10 de novembro de 1938.

Weintraub: ‘Por mim colocava esses vagabundos na cadeia, começando pelo STF’

  Weintraub: ‘Por mim colocava esses vagabundos na cadeia, começando pelo STF’ Fala em reunião ministerial. Ocorrida em 22 de abrilA gente tá perdendo a luta pela liberdade. É isso que o povo tá gritando. Não tá gritando pra ter mais Estado, pra ter mais projetos, pra ter mais… o povo tá gritando por liberdade, ponto. Eu acho que é isso que a gente tá perdendo, tá perdendo mesmo. A ge… o povo tá querendo ver o que me trouxe até aqui.

O episódio marcou a história da Alemanha Nazista, pois foi um ato de violência organizado em alta escala e deu início ao aprisionamento em massa de judeus nos campos de concentração.

"Profanaram nossos lares e estão nos sufocando. Sabem o que a grande imprensa oligarca/socialista dirá? SIEG HEIL!", acrescentou Weintraub, destacando a expressão utilizada pelo Partido Nazista que quer dizer "salve a vitória".

Weintraub tem descendência judaica. Segundo o ministro, um avô dele era judeu, tendo nascido na Polônia, e foi levado para campo de concentração. Nas redes sociais, ele disse que cresceu "escutando como os Weintraub foram caçados e como sobreviveram ao inferno de Hitler".

"Escutei como a SS Totenkopft (sic) entrava nas casas das famílias inimigas do Nazismo. Nesse momento sombrio, digo apenas uma palavra aos irmãos que tiveram seus lares violados: LIBERDADE!", frisou o ministro, em referência à SS-Totenkopfverbände, organização paramilitar ligada ao Partido Nazista e a Hitler, que era responsável pela administração de campos de concentração e de extermínio no Terceiro Reich.

Áustria planeja transformar local de nascimento de Hitler em delegacia .
Áustria planeja transformar local de nascimento de Hitler em delegacia em cidade na Áustria VIENA (Reuters) - A Áustria apresentou nesta terça-feira um projeto arquitetônico para transformar a casa em que Adolf Hitler nasceu em uma delegacia de polícia na esperança de "neutralizar" o espaço e impedir que atraia neonazistas. Depois de décadas debatendo o que fazer com o edifício da cidade de Braunau am Inn, na fronteira alemã, a Áustria realizou uma compra compulsória em 2017 e disse no ano passado que o local se tornará uma delegacia para que "nunca mais evoque a lembrança do nacional-socialismo".

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 4
Isto é interessante!