Política Tribunal de Contas rejeita contas de Witzel em 2019

02:41  02 junho  2020
02:41  02 junho  2020 Fonte:   estadao.com.br

Witzel garante que entregará hospitais de campanha no Rio para combate ao novo coronavírus

  Witzel garante que entregará hospitais de campanha no Rio para combate ao novo coronavírus Governador do Rio de Janeiro confirma entrega de todos os hospitais de campanha previstos“Todos os hospitais de campanha serão entregues. Junto com o comitê de especialistas e o secretário de Saúde, Fernando Ferry, ratificamos a preocupação com a segunda onda da doença. Estamos seguros sobre o atendimento às pessoas e garantiremos a retomada da atividade econômica”, disse no Twitter neste sábado.

Опубликовано: 24 нояб. 2019 г. E teve mais gol do #Gabigol. O PSL é uma anomalia política e o @wilsonwitzel uma das figuras mais patéticas há muito não vista. ▶️🌹campanha para dobrar o número de seguidores. convide. marque um amigo para curtir nossa página.

Prefeito de Jequié tem contas aprovadas. TCM mantém suspensão de atendimento presencial. Informativo da Assessoria do TCM traz orientações sobre a Covid-19. 21/05/2020 Prefeito de Remanso tem contas rejeitadas O Tribunal de Contas dos Municípios rejeitou , na sessão desta

RIO - O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) rejeitou por unanimidade, em parecer prévio, as contas do governador Wilson Witzel (PSC) em 2019. A decisão foi tomada durante sessão plenária realizada por meio da internet nesta segunda-feira, 1º. O conselheiro Rodrigo Melo do Nascimento, relator desse processo, recomendou a reprovação das contas, em função de sete irregularidades e de outros problemas, e foi seguido pelos conselheiros Marcelo Verdini Maia, Andreia Siqueira Martins e Christiano Lacerda Ghuerren.

O Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC) © Wilton Junior / Estadão O Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC)

A votação desta segunda ocorreu ao final de um processo que começou com os pareceres iniciais emitidos pelo corpo técnico e pelo Ministério Público de Contas. O TCE-RJ encaminhou esses documentos para o governo estadual, que então apresentou sua defesa. O material foi então reanalisado e o corpo instrutivo manteve a indicação de parecer prévio contrário. Após a apresentação do relatório, o corpo deliberativo aprovou o voto com sete irregularidades encontradas, além de 39 impropriedades e 65 determinações ao Poder Executivo.

Alvo de operação da PF, mulher de Witzel é internada após mal-estar

  Alvo de operação da PF, mulher de Witzel é internada após mal-estar Alvo de operação da PF, mulher de Witzel é internada após mal-estarConsiderada uma personagem central na investigação do Ministério Público sobre o suposto esquema de corrupção na Saúde em meio à pandemia, Helena foi levada ao Hospital Central Aristarcho Pessoa, no Rio Comprido, zona norte. Witzel a acompanhou.

TV DINÂMICA 03 DE SETEMBRO DE 2019 No programa desta TERÇA-FEIRA: :: É pra fechar o TCE: Wellington Dias quer afastar conselheiro e auditores dos

Tribunal de Contas Tocantins, Palmas. 3K likes. A Constituição do Estado do Tocantins, n.º 07/98, no See more of Tribunal de Contas Tocantins on Facebook. 31 August 2019 at 10:50. Curso de sistemas de controle NAS 4 macrofunções auditoria / control adoria

Em 2019, o governo do Rio não cumpriu o investimento mínimo nas áreas de saúde e educação, segundo o TCE-RJ. O governo aplicou 11,46% das receitas de transferência de impostos em ações e serviços públicos de saúde, valor menor do que os 12% exigidos por lei. Na educação o governo aplicou 24,43% dos impostos recolhidos, descumprindo o limite mínimo de 25% determinado pelo artigo 212 da Constituição Federal.

Segundo o TCE-RJ, o governo também não cumpriu o disposto na Lei Federal 12.858/13, que regulamenta a destinação para as áreas de Educação e Saúde de parcela da participação no resultado ou da compensação financeira pela exploração de petróleo e gás natural.

O relatório do conselheiro também ressalta a destinação de apenas 1,41% dos recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (FECP) ao Fundo Estadual de Habitação de Interesse Social (Fehis). O percentual mínimo fixado pela lei estadual nº 4.056/02 é de 5%.

Witzel volta a dizer que investigação saiu do gabinete de Aras

  Witzel volta a dizer que investigação saiu do gabinete de Aras Witzel volta a dizer que investigação saiu do gabinete de Aras"Chegou ao meu conhecimento que essa investigação partiu de dentro do gabinete do procurador-geral da República, com aquiescência do presidente da República", disse em entrevista ao "Bom Dia, Rio", da Rede Globo.

Para celebrar a data, tribunais de contas de todo o País promovem o “Ouvidoria Day”, iniciativa que conta com ações de valorização da atuação de diversas unidades de ouvidoria. No Tribunal de Contas da União, a Ouvidoria é uma ferramenta a serviço da transparência e do controle social.

💻O governo de Goiás encaminhou, de forma totalmente eletrônica, a prestação de contas anual do governador, relativa ao ano de 2019 . 🗂O presidente do TCE-GO, Celmar Rech, fez o recebimento simbólico da documentação em videoconferência com o governador Ronaldo Caiado e a equipe

Outras três irregularidades foram apontadas: a não inclusão na base do Fundeb das receitas resultantes do adicional de ICMS; o repasse à Faperj de apenas 1,05% da receita tributária do exercício, descumprindo o mínimo de 2%; e a utilização dos recursos do Fundo Estadual de Investimento e Ações de Segurança Pública e Desenvolvimento Social (Fised) para pagamentos de despesas com pessoal.

Agora o parecer prévio seguirá para a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), que tem a responsabilidade de julgar as contas do governo estadual. Segundo a assessoria de imprensa da Casa, o parecer do TCE-RJ será analisado pela Comissão de Orçamento da Alerj, que vai emitir um parecer, e em seguida as contas serão votadas em plenário, como um decreto legislativo.

Procurado pela reportagem, o governo do Estado não se manifestou sobre o parecer emitido pelo TCE-RJ, até a publicação desta reportagem.


MP de Contas pede suspensão da transferência de R$ 83,9 mi do Bolsa Família para propaganda .
MP de Contas pede suspensão da transferência de R$ 83,9 mi do Bolsa Família para propagandaConforme o Estadão mostrou nesta quinta-feira, 4, o governo determinou o remanejamento da verba da Região Nordeste para publicidade de ações da gestão Bolsonaro. A medida tomada durante a pandemia recebeu uma série de críticas, mesmo no Congresso.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 6
Isto é interessante!