Política Bolsonaro entrega superintendência do Incra em Pernambuco a nome ligado ao PL

16:38  02 junho  2020
16:38  02 junho  2020 Fonte:   reuters.com

Bolsonaro publica trecho de vídeo e reforça ideia de armar população

  Bolsonaro publica trecho de vídeo e reforça ideia de armar população Bolsonaro publica trecho de vídeo e reforça ideia de armar população"Como se começa uma ditadura? Desarmando o povo. O bem maior do homem? Sua liberdade", escreveu. No vídeo, Bolsonaro exige providências do ministro da Defesa, Fernando de Azevedo e Silva, e do então ministro da Justiça, Sérgio Moro. Em observação, Bolsonaro acrescenta na publicação ainda que o trecho do vídeo tem "tem 'palavrões'".

BRASÍLIA - Em uma tentativa de reaproximação com partidos do Centrão, o presidente Jair Bolsonaro entregou a Diretoria de Ações Educacionais do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) ao PL , sigla do ex-deputado Valdemar da Costa Neto, condenado no mensalão.

O governo de Jair Bolsonaro distribuiu cargos no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária ( Incra ) a Como eu vou conhecer a fundo o perfil de quem está na Paraíba, em Pernambuco , no Bolsonaro troca integrantes de comissão sobre vítimas da ditadura. Objetivo do órgão é localizar

Presidente Jair Bolsonaro em Brasília © Reuters Presidente Jair Bolsonaro em Brasília

BRASÍLIA (Reuters) - O governo do presidente Jair Bolsonaro voltou a nomear nesta terça-feira um nome vinculado a partidos do centrão para um cargo de terceiro escalão na administração federal ao entregar para uma pessoa ligada ao PL a superintendência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Pernambuco.

Bolsonaro também nomeou para uma diretoria da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) um nome ligado ao ex-deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF), aliado próximo ao presidente.

Para o Incra de Pernambuco foi nomeado Thiago Angelus Conceição Brandão, assessor parlamentar do PL na Assembleia Legislativa do Estado em 2019. Em 2018, foi presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco e é formado em publicidade e propaganda. Seu currículo não mostra relação com a área de reforma agrária.

PF cobra de Heleno provas sobre falhas na segurança no Rio reclamadas por Bolsonaro

  PF cobra de Heleno provas sobre falhas na segurança no Rio reclamadas por Bolsonaro PF cobra de Heleno provas sobre falhas na segurança no Rio reclamadas por BolsonaroA PF quer que o ministro apresente todas as eventuais trocas de comando na chefia do Escritório Regional do GSI no Rio de Janeiro entre 2019 e 2020, o detalhamento de eventuais óbices ou embaraços a nomes escolhidos para a segurança pessoal de Bolsonaro e seus familiares no período e informações sobre eventual extensão desde o ano passado da segurança pessoal do presidente.

Em outubro, Bolsonaro nomeou para a presidência do Incra o economista ligado ao agronegócio Geraldo Melo Filho. Ele substituiu o general João Carlos Jesus Corrêa, demitido por pressão dos ruralistas, que pressionam por mais celeridade na entrega dos títulos de posse.

© Reuters Presidente Jair Bolsonaro em Brasília. Pinto era, até o momento, assessor legisativo na liderança do PL na Câmara dos Deputados e é considerado Dos órgãos negociados com o Centrão --que incluem cargos no Banco do Nordeste, Funasa, Porto de Santos, Incra , DNIT, entre outros-- o

Já para a Sudeco, a nomeação foi de Roberto Postiglione de Assis Ferreira Júnior, nomeado para a diretoria de administração do órgão. Ele já exerceu o cargo de planejamento e avaliação na Sudeco, no governo de Michel Temer.

Na época, Postiglione foi indicado também por Fraga em uma tentativa de atrair o deputado na votação que avaliava a denúncia da Procuradoria-Geral da República contra Temer. Se perdesse a votação, Temer seria afastado da Presidência.

Bolsonaro se aproximou recentemente de partidos do centrão e tem indicado nomes ligados à legendas do grupo para a administração federal.

A manobra pode dar ao presidente uma base de sustentação no Parlamento capaz de barrar um eventual processo de impeachment --existem dezenas já protocolados-- ou eventual denúncia criminal da PGR, que investiga acusações do ex-ministro da Justiça Sergio Moro de que Bolsonaro buscou interferir politicamente na Polícia Federal.

Sara Winter tentou asilo político nos Estados Unidos, segundo advogado .
Pedido teria sido negado pela embaixada na semana passada. De acordo com defesa, solicitação foi feita informalmente, e não por vias oficiaisA negativa teria sido embasada no cenário de pandemia do novo coronavírus. No dia 24 de maio, os EUA anunciaram a proibição da entrada de viajantes saindo do Brasil. Além disso, segundo Barbosa, Sara teria que ficar na embaixada sem se pronunciar, até poder ir ao país na América do Norte. “Ela teria que ficar na embaixada sem se pronunciar, porque tem algumas regras. Então, ela não poderia fazer o que faz hoje. Teria que ficar quietinha até a abertura, que ninguém sabe quando”, disse.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 7
Isto é interessante!