Política 'Desafio é dialogar com a sociedade e acolher os arrependidos de votar em Bolsonaro', diz Guimarães

18:11  02 junho  2020
18:11  02 junho  2020 Fonte:   estadao.com.br

Bolsonaro é "burro demais", diz prefeito de Manaus

  Bolsonaro é Bolsonaro é "burro demais", diz prefeito de Manaus“Ele é responsável. Seu sonho é fazer uma ditadura, mas ele é burro demais”, disse o prefeito de Manaus. “Não sei explicar como um homem de tão baixa qualificação se tornou presidente de um país de 210 milhões”, acrescentou.

Nando moura se arrepende de ajudar bolsonaro ? SEGURA essa FLÁVIO BOLSONARO !!! Pegaram o QUEIRÓZ!!! - Продолжительность: 11:30 Nando Moura 410 981 просмотр.

Me Arrependi de Votar em Bolsonaro . Entenda os Fatos Desconhecidos com Valeria Bernardo, aqui pelo Deep StateV. Considere nos apoiar com qualquer valor

O sociólogo Fernando Guimarães, coordenador do 'Direitos Já!', durante o lançamento do movimento, em 2019. © Reprodução/ Facebook/ Direitos Já O sociólogo Fernando Guimarães, coordenador do 'Direitos Já!', durante o lançamento do movimento, em 2019.

Pioneiro na defesa da democracia após a eleição de Jair Bolsonaro, ainda em 2018, o movimento Direitos Já! vê agora nascer outros grupos dentro da sociedade civil com a mesma intenção de assegurar a manutenção do Estado de Direito em meio a uma escalada autoritária da retórica bolsonarista.

Neste sábado, 6, a partir das 16h, o movimento realiza uma live com representantes de vários espectros políticos, do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) ao governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), com participação ainda do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM). A mediação será de Fernando Guimarães, coordenador do grupo, que comemora o advento de novos manifestos em oposição ao governo Bolsonaro.

Maia diz que Bolsonaro ‘desorganiza’ e gera ‘insegurança’ em entrevistas

  Maia diz que Bolsonaro ‘desorganiza’ e gera ‘insegurança’ em entrevistas Presidente da Câmara diz que o ‘ideal’ é que a relação entre os Poderes tenham ‘mais harmonia e menos conflito’“Como presidente do Brasil, cada vez que ele vai para o enfrentamento, ele desorganiza e gera insegurança. Quando se conversa pessoalmente com ele a conversa é muito boa, o diálogo é positivo, mas quando ele vai para entrevista, ele acaba gerando insegurança”, disse Maia, em live pela internet nesta manhã, organizada pelo professor e advogado Fernando Passos.

Em sociologia, uma sociedade (do termo em latim societăs, que significa "associação, reunião, grupo, sociedade humana") é qualquer associação de indivíduos que se relacionam a fim de conseguir objetivos comuns por meio do próprio grupo social.

Como a sociedade humana é uma sociedade inquieta, cheia de interesses contraditórios, violenta, muitas vezes, cheia de preconceitos, desde a Grécia você tinha E a performance de Bolsonaro tem sido tremendamente pobre. Nos primeiros momentos dessa pandemia, ele se limitou a imitar Donald

Nesta entrevista ao Estadão, Guimarães afirma que "o grande desafio é dialogar com a sociedade. Ciscar pra dentro, com humildade acolher quem está arrependido de ter acreditado no Bolsonaro, e cada vez mais isolar as vozes do autoritarismo." Leia os principais trechos:

O Direitos Já! foi criado há um ano e meio. De lá pra cá você percebe uma necessidade maior de lutar pela democracia?

O Direitos Já! Fórum pela Democracia surgiu em novembro de 2018 e foi lançado em setembro de 2019 em um ato no TUCA, que reuniu Dom Claudio Hummes, Noam Chomsky, lideranças de 16 partidos políticos e centenas de organizações da sociedade civil, entre elas a UNE, UBES, Centrais Sindicais, ABI, religiosos, movimento negro, indígena, feminista, LGBT e diversos artistas e intelectuais. Desde o primeiro momento já tínhamos a compreensão da urgência de defender a democracia da agenda anticivilizatória desse governo. O alinhamento de todos os campos democráticos em defesa do Estado Democrático de Direito é mais do que nunca um imperativo histórico.

Bolsonaro diz que não pode ser responsabilizado por nomeações do centrão no governo

  Bolsonaro diz que não pode ser responsabilizado por nomeações do centrão no governo Bolsonaro diz que não pode ser responsabilizado por nomeações do centrão no governoBRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro tentou se eximir da responsabilidade pelas nomeações no governo de indicados por partidos do centrão, que já ocupam pelo menos uma dezena de cargos de segundo escalão em um momento em que o governo, em crise, tenta ampliar sua base política.

De acordo com o levantamento, 39% dos entrevistados acham ruim ou péssima a gestão de Bolsonaro na crise do coronavírus e 33% que consideram a atuação dele boa ou ótima. William Bonner sofre campanha de intimidação com uso de dados de sua família, diz Globo.

Bolsonaro entrega vídeo ao stf! SHOW DE NOTÍCIAS COM AQUIAS SANTAREM E JOÃO ANTONIO - Продолжительность: 1:31:36 Aquias Santarem A visita surpresa de Bolsonaro , Guedes e empresários ao STF - Продолжительность: 23:09 Os Pingos nos Is 446 428 просмотров.

O que propõe o grupo? E como as ações são realizadas? Encontros, agora lives?

O Direitos Já! é um movimento de resistência e resposta aos permanentes ataques que são desferidos aos valores fundamentais expressos na Constituição Brasileira. Atuamos em duas frentes, uma menos visível, mas absolutamente fundamental, que é a ação de bastidor. Temos um conselho político com a participação de lideranças dos mais diversos partidos e um fórum de organizações da sociedade civil, que são poderosos instrumentos para estreitar os diálogos, construir convergências e influenciar respostas orgânicas e institucionais. Já a parte visível da nossa ação, além de manifestos, debates e lives, é a realização de grandes atos públicos. O nosso lançamento em São Paulo foi seguramente o mais amplo e significativo ato dos últimos 30 anos. Em função da pandemia, tivemos que suspender o ato que se realizaria em São Luís no dia 30 de março e a nossa programação em outras capitais. Nesse mês de junho, temos duas datas muito significativas, dia 6, às 16h, faremos uma live com o presidente da Câmara dos deputados, Rodrigo Maia; o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso; e o ex-presidente do STF Nelson Jobim; além dos governadores Flávio Dino e Camilo Santana. E, no dia 26, às 19h, faremos outra live com cem das mais representativas lideranças da política e da sociedade.

Basta, Bolsonaro!

  Basta, Bolsonaro! Basta, Bolsonaro!

Assistam um Bosominion arrependido pedido perdão. Como funciona o processo de construção dos pensamentos da Mente Humana | Augusto Cury - Продолжительность: 1:06:47 Augusto Cury 2 384 910 просмотров.

# Bolsonaro #EduardoCosta #LeoDias. Eduardo costa desabafa e diz que está arrependido de ter apoiado bolsonaro e diz O cantor Eduardo Costa deu entrevista ao colunista Leo Dias e desabafou sobre está arrependido de ter apoiado e votado em Bolsonaro , o

O fato de reunir representantes da direita, esquerda e centro aproxima o grupo do movimentos das Diretas Já? É por isso a semelhança no nome?

Sem dúvida. O momento é extremamente delicado e exige demonstrações de responsabilidade histórica. Não é hora de olharmos para o retrovisor, remoer diferenças ou fazer cálculos eleitorais. Precisamos unir todos os democratas em seus gestos de grandeza no firme propósito de salvaguardar a democracia, afinal, é justamente ela e somente ela que pode assegurar a liberdade para as disputas dos distintos projetos de sociedade. Temos obtido muito sucesso nessa permanente construção. Nos últimos dias promovemos colóquios com economistas dos mais diversos partidos e participação de importantes setores da sociedade, alcançamos importantes consensos e vamos em breve apresentar ao Congresso Nacional uma importante contribuição de saídas econômicas para a crise e proteção social. A defesa da democracia passa por assegurar a vida e a dignidade das pessoas.

O sociólogo Fernando Guimarães, coordenador do 'Direitos Já!'. © Reprodução/ Facebook/ Direitos Já! O sociólogo Fernando Guimarães, coordenador do 'Direitos Já!'.

Na avaliação dos integrantes do grupo, a democracia corre perigo hoje no Brasil? De que forma a sociedade deve se mobilizar contra avanços autoritários?

José Roberto Guimarães participa de encontro online sobre os desafios do vôlei

  José Roberto Guimarães participa de encontro online sobre os desafios do vôlei Desde o dia 28 de maio, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) iniciou uma série de lives com profissionais da modalidade. Na quinta-feira, foi a vez de José Roberto Guimarães, técnico da Seleção feminina. Mediado pelo diretor executivo da CBV, Radamés Lattari, o encontro virtual teve como tema “Desafios da nova geração”. A live contou […]Mediado pelo diretor executivo da CBV, Radamés Lattari, o encontro virtual teve como tema “Desafios da nova geração”. A live contou com a participação de 166 profissionais, entre eles Renan Dal Zotto, treinador da Seleção masculina, Giovane Gávio, técnico da Seleção sub-21 masculina, e Hylmer Dias, comandante da Seleção sub-18 feminina.

É difícil”, disse Eduardo. “O que eu sei é que tem muita gente ainda que foi indicada desde os Tentar convencer os deputados para que votem de maneira contrária, falar com as pessoas “ Eu estou tranquilo, eu não cometi crime nenhum. Eu desafio qualquer pessoa a mostrar a fake news

Dentre os eleitores arrependidos de terem votado em Bolsonaro , a preocupação com a crise é maior do que a média geral da população.

A democracia vem sendo minada a cada dia por esse governo, cujo líder exercita a sua forte vocação autoritária. Seu projeto é o enfrentamento permanente das instituições republicanas, dos limites constitucionais do exercício da Presidência da República, do desmonte de todos os avanços democráticos e civilizatórios conquistados pela sociedade. Estamos certos que, se não fosse a pandemia, o povo estaria aos milhões tomando as ruas em defesa da democracia e em reação ao descaso com que Bolsonaro tem tratado as dezenas de milhares de mortes, que tomam essa proporção pela sua necropolitica. A sociedade deve estar permanentemente mobilizada e articulada na resistência. Precisamos agir com firmeza e muita sabedoria. É preciso fortalecer respostas orgânicas, defender e apoiar o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal nos seus sistemas de freios e contrapesos sempre que o poder executivo ultrapassar seus limites.

De que forma esses outros grupos que estão surgindo podem ajudar nessa defesa da democracia? A tendência é que todos se tornem uma coisa só?

Todos os movimentos que surgirem em defesa da democracia são muito bem-vindos. Esperamos contar com a participação de todos eles no nosso grande ato dia 26. Cada um tem as suas características e não há razão para que se tornem uma coisa só. O fundamental é que todos tenhamos um processo permanente de diálogo para avaliarmos as consequências de cada ato ou iniciativa. O momento é perigoso e não permite erros. Não podemos nos permitir agir por impulso. A pior coisa que pode ocorrer nessa hora é uma gincana de proativismo em busca de curtidas e popularidade nas redes sociais. Cada movimento dos que orquestram esse projeto autoritário busca uma determinada reação do campo democrático. Não devemos morder a isca nem jogar no campo deles. O nosso grande desafio é dialogar com a sociedade. Ciscar pra dentro, com humildade acolher quem está arrependido de ter acreditado no Bolsonaro, e cada vez mais isolar as vozes do autoritarismo.

Maia sugere cortar salário dos três Poderes para bancar prorrogação de auxílio de R$ 600 .
Maia, contudo, ressaltou que o salário dos parlamentares não seria suficiente para cobrir as despesas . “O salário dos parlamentares em relação aos custos tem uma diferença um pouco grande. Vai ficar distante para cobrir, mas se todos os três Poderes estiverem de acordo para cortar salários por alguns meses, para garantir os R$ 600, o Parlamento está disposto a sentar na mesa e conversar”, argumentou. Sobre o debate relacionado à renda mínima, Maia afirmou que é uma discussão fundamental, mas que a mudança não é feita "da noite para o dia". "Renda mínima é um debate fundamental.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 23
Isto é interessante!