Política Bolsonaro convida e Ricardo Barros será líder do governo na Câmara

00:27  13 agosto  2020
00:27  13 agosto  2020 Fonte:   poder360.com.br

Agenda política promete agitar a primeira semana de agosto em Brasília

  Agenda política promete agitar a primeira semana de agosto em Brasília Enquanto os parlamentares têm até amanhã para decidir a ampliação das retiradas do Fundo de Garantia durante a pandemia da covid-19, Judiciário prevê, na volta dos trabalhos, discussões polêmicas sobre foro privilegiado e Lava-JatoCaso o plenário da Câmara aprove as mudanças feitas pelo Senado no texto, tanto quem foi demitido quanto quem deixou o trabalho por vontade própria terá direito de retirar dinheiro da conta para reforçar o orçamento. Mas, se retomar a versão original, só ficará garantido o saque único de R$ 1.045, até 31 de dezembro, que pode ser feito por todos que tiverem contas vinculadas ao FGTS, ativas ou inativas.

Ricardo Barros (PP-PR) foi ministro da Saúde de maio e 2016 a março de 2018 © Sérgio Lima/Poder360 Ricardo Barros (PP-PR) foi ministro da Saúde de maio e 2016 a março de 2018

O deputado Ricardo Barros (PP-PR) anunciou nesta 4ª feira (12.ago.2020) em sua conta no Twitter que será o novo líder do governo na Câmara. Ele ocupará o lugar de Major Vitor Hugo (PSL-GO).

“Agradeço ao presidente Jair Bolsonaro pela confiança do convite para assumir a liderança do governo na Câmara dos Deputados com a responsabilidade de continuar o bom trabalho do Líder Vitor Hugo, de quem certamente terei colaboração. Deus me ilumine nesta missão”, escreveu o deputado.

Governo Bolsonaro é aprovado por 45% e desaprovado por outros 45%

  Governo Bolsonaro é aprovado por 45% e desaprovado por outros 45% Tendência pró-Bolsonaro confirmada. Avaliação pessoal também tem alta. Leia o levantamento do PoderDataO levantamento mostra que a atual administração federal tem 45% de aprovação e 45% de desaprovação. A avaliação positiva do governo ficou 2 pontos percentuais acima da verificada na última pesquisa, realizada há 15 dias, de 20 a 22 de julho, quando era de 43%. A variação está no limite da margem de erro (2 pontos percentuais).

  Bolsonaro convida e Ricardo Barros será líder do governo na Câmara © Fornecido por Poder360


Há semanas fala-se em Brasília sobre a possível troca de Vitor Hugo por Ricardo Barros. A alteração é parte do esforço do governo para melhorar a coordenação política no Congresso.

Também é mais 1 passo na aproximação entre governo e Centrão. O partido de Barros, o PP, é 1 dos principais do grupo.

Vitor Hugo é muito próximo de Jair Bolsonaro. Aliados do presidente já relataram ao Poder360 que o presidente da República o tem quase como filho. Havia reclamações, porém, sobre sua capacidade de organizar o apoio ao governo na Câmara.

Ricardo Barros é político experiente. No governo Temer, foi ministro da Saúde. Seu nome chegou a ser ventilado para voltar à pasta depois da saída de Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS).

Atualmente ele é vice-líder do governo no Congresso. Ajuda em articulações como votações de vetos presidenciais.


Veja mais no MSN Brasil

Doria nega que tenha recebido vacina chinesa contra covid-19 (Poder360)


Bolsonaro aciona Maia e cobra Centrão para manter veto a reajustes de servidores .
Segundo fontes, o presidente da Câmara se comprometeu a ajudar o governo a articular a manutenção do veto presidencial na sessão desta quinta-feiraO Ministério da Economia calcula que, se confirmada pelos deputados federais, a derrubada do veto presidencial aprovada por senadores compromete uma economia fiscal entre R$ 121 bilhões e R$ 132 bilhões.

usr: 1
Isto é interessante!