Política: Sob pressão de Bolsonaro, PSL cria ‘filtro’ ideológico - PressFrom - Brasil

PolíticaSob pressão de Bolsonaro, PSL cria ‘filtro’ ideológico

14:16  14 agosto  2019
14:16  14 agosto  2019 Fonte:   estadao.com.br

Bolsonaro diz que cabe a Guedes promover mudanças no Coaf

Bolsonaro diz que cabe a Guedes promover mudanças no Coaf Presidente garante que ministro da Economia é livre para indicar e vetar pessoas dentro do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), Roberto Leonel, que pertence ao ministério passou a ser questionado devido a críticas que ele teria feito ao Supremo Tribunal Federal (STF), de suspender investigações que usem informações do Coaf, da Receita Federal e do Banco Central sem autorização judicial. "Eu dei carta branca a todos os ministros para, vamos assim dizer, indicar as pessoas e o poder de veto. O Coaf, na medida provisória da reestruturação estava com (o Ministério da) Justiça.

Último a falar, o presidente Jair Bolsonaro ( PSL ) começou o discurso sem abordar a questão, o que acabou Seguindo a agenda descrita por Bolsonaro , a ida de Brasília às duas capitais no sábado Já a fórmula à qual Bolsonaro se referiu é o Teorema de Pitágoras. A regra geométrica se refere a

O deputado Jair Bolsonaro durante discurso no plenário da Câmara — Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil. O deputado Jair Bolsonaro (RJ) e o presidente nacional do PSL (Partido Social Liberal), Luciano Bivar, divulgaram nesta sexta-feira (5)

Sob pressão de Bolsonaro, PSL cria ‘filtro’ ideológico© Foto: Adriano Machado/Reuters

O PSL vai implantar uma espécie de “filtro” ideológico para definir quem serão seus candidatos nas próximas eleições e evitar que nomes considerados desalinhados ao governo Jair Bolsonaro representem a sigla. A medida ocorre após cobrança do próprio presidente, que exige o “enquadramento” de parlamentares que discordem de ações da sua gestão. Nesta terça-feira, 13, um desses dissidentes, o deputado Alexandre Frota (PSL-SP), foi expulso da legenda.

A medida foi vista internamente como um gesto de “purificação” do partido, que tenta se associar ainda mais à imagem do presidente da República. Além de “filtrar” novos filiados, o partido quer “enquadrar” os que não seguirem à risca as diretrizes do partido.

Quem vai substituir Dony de Nuccio no Jornal Hoje?

Quem vai substituir Dony de Nuccio no Jornal Hoje? Depois da saída de Dony de Nuccio da TV Globo, já começou a especulação de quem vai ficar na bancada do Jornal Hoje. Os mais cogitados para fazer dupla com Sandra Annenberg são César Tralli, Rodrigo Bocardi, Murilo Salviano, Márcio Gomes e até o moço do tempo Tiago Scheuer. © Reprodução/Instagram Dony de Nuccio não é mais âncora ao lado de Sandra Annenberg O pedido de demissão do jornalista aconteceu na última quinta-feira, 1º de agosto, após ele entrar em uma polêmica em função de sua empresa prestar serviços ao Banco Bradesco, chegando a faturar cerca de R$ 7 milhões.

No início de agosto, Alexandre Frota assinou uma carta aberta a Bolsonaro , na qual critica ampla e abertamente a “O PSL é dividido entre a tropa de choque, os olavos amestrados e os coisas. Querem saber quando vamos nos entender? Todos os dias temos que ficar limpando as cagadas do

Jair Bolsonaro ( PSL ) é entrevistado no Jornal Nacional. William Bonner: Nós já estamos a postos para receber o convidado dessa noite, o candidato Jair Bolsonaro , do PSL . Renata Vasconcellos: Olá, candidato. Seja muito bem-vindo. Boa noite. William Bonner: O nosso segundo entrevistado. Boa noite.

Ainda não está definido como e quem fará o pente-fino nos nomes que poderão concorrer pelo PSL. Um grupo do partido defende a contratação de uma consultoria externa especializada em compliance, enquanto outro quer a criação de uma espécie de conselho, formado por nomes da própria sigla. Compliance é um termo empresarial que se refere a uma série de regras adotadas para certificar que funcionários estão agindo em conformidade com a legislação e os códigos de ética da empresa.

“É uma medida para dar uma cara de novo ao PSL. A gente tem de saber quem está vindo se candidatar pelo partido. Temos de saber se ele é ficha-limpa, qual o passado político dele. Se não, daqui a pouco, vamos ver um esquerdista querendo se lançar só porque o partido cresceu e virou viável”, afirmou a deputada federal Carla Zambelli (SP).

Bolsonaro diz que Anvisa ‘cria dificuldade para vender facilidade’

Bolsonaro diz que Anvisa ‘cria dificuldade para vender facilidade’ Bolsonaro diz que Anvisa ‘cria dificuldade para vender facilidade’

A indicação de Eduardo Bolsonaro para a Embaixada dos EUA não foi o único episódio estrelado pelo filho do presidente e criticado por Frota. Ele também declarou publicamente que se opunha à indicação do colega para o comando do PSL em São Paulo, aderindo ao grupo que apoiava a escolha de Joice

Partido oficializou a expulsão do deputado na manhã desta terça-feira, 13, após ele ter criticado indicação de Eduardo Bolsonaro à Embaixada.

No início do mês, o presidente do partido, o deputado Luciano Bivar (PE), se reuniu com Bolsonaro no Palácio do Planalto a portas fechadas. Lá, o dirigente do PSL foi cobrado a “enquadrar” os deputados do partido que discordam do governo. O presidente disse ainda a Bivar que era necessário afinar o discurso da bancada e cobrou “unidade”. Em troca, Bolsonaro sinalizou ficar na sigla até 2022.

“Nós somos um partido do governo. O presidente é nosso filiado. Então, é óbvio que o partido tem de manter seus filiados e seus partidários em cima das orientações do governo. Quem não estiver satisfeito que...”, afirmou Bivar, fazendo com as mãos o sinal de sair.

Antes de Bolsonaro se filiar, o partido era considerado nanico e elegeu apenas um deputado em 2014. No ano passado, foram 52.

Além da defesa do bolsonarismo, o candidato terá de assumir a pauta conservadora nos costumes, ser a favor da reforma do Estado e condenar o aborto e a chamada “ideologia de gênero”. Os filiados passam também por uma investigação do seu passado político e pelas publicações feitas em redes sociais.

Bolsonaro diz que Brasil não tem como alimentar o mundo sem usar agrotóxicos

Bolsonaro diz que Brasil não tem como alimentar o mundo sem usar agrotóxicos Bolsonaro diz que Brasil não tem como alimentar o mundo sem usar agrotóxicos

Jair Messias Bolsonaro OMM (Glicério, 21 de março de 1955) é um capitão reformado, político e atual presidente do Brasil. Filiado ao Partido Social Liberal ( PSL ), foi deputado federal por sete mandatos entre 1991 e 2018, sendo eleito através de diferentes partidos ao longo de sua carreira.

"O PSL é dividido entre a tropa de choque, os olavos amestrados e os coisas. Querem saber quando vamos nos entender? Todos os dias temos que ficar A indicação de Eduardo Bolsonaro para a Embaixada dos EUA não foi o único episódio estrelado pelo filho do presidente e criticado por Frota.

“Não poderá ter ligação com a esquerda. Do PT, jamais”, afirmou o deputado Coronel Tadeu (PSL-SP). Questionado sobre o caso do apresentador José Luiz Datena, cotado para disputar a Prefeitura de São Paulo pelo partido, mas que já foi filiado ao PT, Tadeu disse que a regra vai prever exceções. “Hoje, ele é declaradamente de direita.”

As mudanças representam o fortalecimento das alas ideológicas e militares, que, desde o início do governo, cobravam uma maior fidelidade dos deputados ao governo e a Bolsonaro. O próprio líder da bancada na Câmara, Delegado Waldir (GO), já criticou abertamente o presidente.

Expulsão

A expulsão de Frota já estava sendo articulada desde o mês passado. O PSL recebeu três pedidos contra o parlamentar, protocolados pela deputada Carla Zambelli, pelo senador Major Olímpio (SP) e pelo próprio Bivar, que iniciou o processo interno após o encontro com Bolsonaro. Com a expulsão, o PSL ficou com a segunda maior bancada da Câmara – 53 deputados, um a menos do que o PT.

Terceiro deputado mais votado do PSL em São Paulo, com 155 mil votos, Frota foi eleito com base na defesa enfática de Bolsonaro e em ataques ao PT. Após a eleição, as críticas passaram a ser feitas também ao próprio presidente e ao governo.

PGR cria força-tarefa para investigar fundo de pensão dos Correios

PGR cria força-tarefa para investigar fundo de pensão dos Correios PGR cria força-tarefa para investigar fundo de pensão dos Correios

A indicação de Eduardo Bolsonaro para a Embaixada dos EUA não foi o único episódio estrelado pelo filho do presidente e criticado por Frota. Frota foi um dos principais articuladores e estrategistas do PSL durante o primeiro turno de votações da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados.

Partido oficializou a expulsão do deputado na manhã desta terça-feira, 13, após ele ter criticado indicação de Eduardo Bolsonaro à Embaixada dos EUA e acusado o governo de fazer 'velha política'.

A situação do parlamentar na sigla se agravou após ele afirmar que Bolsonaro é a sua “maior decepção” e que a indicação de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, para a embaixada brasileira em Washington representa a “velha política”. O deputado também entrou em disputa pelo comando de diretórios do PSL em São Paulo.

No sábado, o parlamentar desativou seus perfis nas redes sociais. A medida foi vista como uma “prevenção” aos ataques que poderia vir a sofrer com a expulsão. No Facebook, Frota tinha 1,1 milhão de seguidores. No Twitter, somava 170 mil.

Procurado, o deputado não quis se manifestar.

___________________

Vídeo: Bolsonaro sugere forma inusitada de preservar o ambiente (AFP)

Indicação de Eduardo atrapalha Previdência e cria má vontade, diz relator.
Indicação de Eduardo atrapalha Previdência e cria má vontade, diz relator

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!