Política: Após fala de Bolsonaro, Portugal diz que entrega do Prêmio Camões a Chico acontece em 2020 em Lisboa - PressFrom - Brasil

Política Após fala de Bolsonaro, Portugal diz que entrega do Prêmio Camões a Chico acontece em 2020 em Lisboa

22:05  09 outubro  2019
22:05  09 outubro  2019 Fonte:   brasil.rfi.fr

Chico Buarque: ‘A não assinatura do Bolsonaro é um segundo Camões’

  Chico Buarque: ‘A não assinatura do Bolsonaro é um segundo Camões’ Chico Buarque: ‘A não assinatura do Bolsonaro é um segundo Camões’Ao ser questionado se assinaria o documento, Bolsonaro disse nesta terça-feira, 8, que a decisão era “segredo”, segundo informações da Folha de S.Paulo. Em seguida, declarou: “até 31 de dezembro de 2026, eu assino”. A cerimônia está prevista para abril de 2020.

  Após fala de Bolsonaro, Portugal diz que entrega do Prêmio Camões a Chico acontece em 2020 em Lisboa © MAURO PIMENTEL / AFP

O ministério da Cultura de Portugal tenta ser diplomático após a declaração do presidente Jair Bolsonaro de que só assinará o diploma do Prêmio Camões ao escritor Chico Buarque em dezembro de 2026. A premiação internacional é patrocinada conjuntamente por Portugal e pelo Brasil e o ministério da Cultura português disse à RFI nesta quarta-feira (9) que “a cerimônia de entrega acontece em 2020, em Portugal”.

A assessora de imprensa do ministério da Cultura português, Rita Guerra, repete a mesma informação aos inúmeros jornalistas que não pararam de ligar à instituição nesta quarta-feira em busca de informações. Como a reunião de escolha do escritor premiado de 2019 aconteceu no Rio de Janeiro, manda a regra que a cerimônia de entrega do Prêmio Camões aconteça em Portugal.

Bolsonaro sobre prêmio a Chico Buarque: ‘Até 31 de dezembro de 2026 eu assino’

  Bolsonaro sobre prêmio a Chico Buarque: ‘Até 31 de dezembro de 2026 eu assino’ Bolsonaro sobre prêmio a Chico Buarque: ‘Até 31 de dezembro de 2026 eu assino’Questionado por jornalistas na portaria do Palácio da Alvorada sobre o que faria com o documento, Bolsonaro disse: “Até 31 de dezembro de 2026 eu assino”. A data citada pelo presidente seria o último dia de 1 eventual 2º governo. O mandato dele termina em dezembro de 2022.

“Neste momento, estamos tentando encontrar uma data conveniente para todas as partes”, afirmou Rita Guerra. A data de abril de 2020, informada pela imprensa brasileira, foi uma indicação inicial de Chico Buarque, mas ainda não foi confirmada. A assessora do ministério da Cultura não quis falar mais nada, mas deu a entender que a não assinatura do diploma pelo presidente Jair Bolsonaro não impediria a realização da cerimônia.

Chico comemorou

O presidente brasileiro não esconde seu desafeto com Chico Burque, um dos defensores dos governos do PT, militante pela libertação do ex-presidente Lula e crítico ao governo de Bolsonaro.

O escritor e compositor de esquerda não se abalou com a ameaça do presidente, muito pelo contrário. “A não assinatura de Bolsonaro no diploma é para mim um segundo Prêmio Camões”, declarou Chico Buarque em sua conta no Instagram.

Em jogo do Palmeiras, Bolsonaro diz que não trocará ministros

  Em jogo do Palmeiras, Bolsonaro diz que não trocará ministros Em jogo do Palmeiras, Bolsonaro diz que não trocará ministros"Os técnicos cansam. O Felipão (ex-técnico do Palmeiras) é um grande técnico, mas cansou. Parece uma tradição no Brasil ficar trocando de técnico", disse Bolsonaro. "No meu caso, não é (o caso de) agradar. É questão de dar conta do recado. O ministro tem meta definida e tem de se virar nessa meta. Hoje é difícil, porque ministro não tem verba e orçamento. Mas estou muito feliz com meus 22 ministros. Os que tinham de ser trocados, já foram trocados", disse.

O Prêmio Camões de Literatura é o mais importante da língua portuguesa. Ele foi instituído em 1988 pelos governos português e brasileiro, mas recompensa também autores de Angola, São Tome e Príncipe, Moçambique, Guiné Bissau ou Timor Oriental. A cada ano um escritor lusófono é consagrado pelo conjunto de sua obra.

O anúncio do prêmio a Chico Buarque foi feito em maio deste ano. Ele foi escolhido por um júri formado por Antônio Carlos Hohlfeldt e Antônio Cicero Correia Lima pelo Brasil; Clara Rowland e Manuel Frias Martins por Portugal; Nataniel Ngomane por Moçambique e Ana Paula Tavares por Angola.

Além do diploma, simbólico, o Camões oferece € 100 mil ao vencedor, cerca de R$ 447 mil. A recompensa é dividida entre os governos português e brasileiro. Portugal já depositou seus 50% e o Brasil teria depositado sua parte em junho deste ano.

_____________________

Bolsonaro sanciona limite de gastos de campanha para eleição de 2020 .
Bolsonaro sanciona limite de gastos de campanha para eleição de 2020O projeto da lei foi aprovado esta semana por Câmara e Senado. O texto determina que o limite de gastos nas campanhas dos candidatos às eleições para prefeito e vereador, na respectiva circunscrição, será equivalente ao limite para os respectivos cargos nas eleições de 2016, corrigido pelo índice oficial da inflação, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 0
Isto é interessante!