Política: Em meio à crise no PSL, Centrão quer endurecer punição a quem mudar de legenda - - PressFrom - Brasil

Política Em meio à crise no PSL, Centrão quer endurecer punição a quem mudar de legenda

22:20  15 outubro  2019
22:20  15 outubro  2019 Fonte:   estadao.com.br

Kaiku: criação de pigmentos à base de frutas e vegetais quer mudar a arte para sempre

  Kaiku: criação de pigmentos à base de frutas e vegetais quer mudar a arte para sempre Da natureza para as telas, tecidos, papeis, paredes e superfícies, a manipulação de cores em tintas e pigmentos sempre foi uma grande amiga de nossos olhos e apreços estéticos na mesma medida em que se tornou uma inimiga literalmente mortal de nossa saúde e do meio-ambiente. Feitas atualmente a partir de derivados do petróleo, as cores que utilizamos, das artes aos produtos em geral, podem causar problemas respiratórios e ferir a camada de ozônio. Para resolver esse paradoxo entre beleza e veneno, o designer sueco Nicole Stjernswärd desenvolveu o Kaiku, uma máquina e um sistema de criação de pigmentos a partir de sobras e restos vegetais, como plantas e alimentos.

BRASÍLIA - A crise no PSL animou o Centrão , grupo que planeja criar dificuldades para o presidente Jair Bolsonaro “patrocinar” a formação de outro partido. Em reunião na Câmara, na última quarta-feira, dirigentes desse bloco começaram a discutir as linhas gerais de um projeto de lei que endurece a

A crise no PSL animou o Centrão , grupo que planeja criar dificuldades para o presidente Jair Bolsonaro "patrocinar" a formação de outro partido. Em reunião na Câmara, na última quarta-feira, dirigentes desse bloco começaram a discutir as linhas gerais de um projeto de lei que endurece a

O presidente Jair Bolsonaroe seu filho Eduardo ao fundo © Wilton Junior/Estadão O presidente Jair Bolsonaroe seu filho Eduardo ao fundo

BRASÍLIA - A crise no PSL animou o Centrão, grupo que planeja criar dificuldades para o presidente Jair Bolsonaro “patrocinar” a formação de outro partido. Em reunião na Câmara, na última quarta-feira, dirigentes desse bloco começaram a discutir as linhas gerais de um projeto de lei que endurece a punição para deputados que mudarem de legenda.

Não sem motivo: certos de que Bolsonaro deixará o PSL mais cedo ou mais tarde, políticos de centro-direita querem impedir que ele tire dividendos do racha e carregue os dissidentes para uma sigla em construção.

‘Briga de marido e mulher’, diz Bolsonaro sobre embates no PSL

  ‘Briga de marido e mulher’, diz Bolsonaro sobre embates no PSL ‘Briga de marido e mulher’, diz Bolsonaro sobre embates no PSL“Por enquanto, tudo bem”, respondeu o presidente ao ser questionado se continuaria ou não na legenda. “Briga de marido e mulher. De vez em quando acontece. Está tudo bem”, disse.

O presidente chileno, Sebastián Piñera, anunciou que prepara um projeto que vai trazer mudanças na Constituição promulgada na ditadura de Augusto Pinochet (1937-1990), uma demanda dos manifestantes em meio à crise social no país.

De acordo com a assessoria de imprensa da primeira-dama, ela continua a integrar o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, mas agora em outras funções. Centrão quer lei que endurece punição para deputado que mudar de legenda . A crise no PSL animou o Centrão , grupo

Alinhavada sob medida para atazanar a vida dos bolsonaristas, a proposta prevê que mesmo quem abandonar o partido pelo qual foi eleito para se filiar a outro recém-criado perde o mandato. Atualmente, parlamentares “infiéis” correm esse risco se não esperarem a chamada “janela partidária” - período permitido para o troca-troca, de seis meses antes da eleição -, mas há exceções. Uma delas é justamente a migração para uma legenda que acabou de nascer. A outra é a saída “por justa causa”.

Nos bastidores, aliados de Bolsonaro dizem que a operação deflagrada nesta terça-feira, 15, pela Polícia Federal para cumprir mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao presidente do PSL, deputado Luciano Bivar, no Recife (PE), pode dar “motivo” para que deputados tentem salvar seus mandatos na Justiça, mesmo mudando de partido. Bivar é alvo de uma investigação sobre candidaturas laranjas, que teriam sido usadas para desviar recursos do fundo eleitoral, na campanha do ano passado.

Bolsonaro recebe novo convite para se juntar ao Patriota

  Bolsonaro recebe novo convite para se juntar ao Patriota Bolsonaro recebe novo convite para se juntar ao PatriotaApesar de amenizar a possibilidade de se desfiliar do PSL, Jair Bolsonaro continua sem esconder a insatisfação com a gestão interna da sigla e voltou a criticar a legenda na quarta-feira (9/10). Segundo ele, “o partido está estagnado”. Mesmo diante das reclamações, pelo menos pelos próximos dias, o presidente garantiu que permanecerá como pesselista.

Na política do Brasil, Centrão refere-se a um conjunto de partidos políticos que não possuem uma orientação ideológica específica e tem como objetivo assegurar uma proximidade ao poder executivo de modo que este lhes garanta vantagens e lhes permita distribuir privilégios por meio de redes

Eu não to nada bem, vi minha ex beijando outro dentro do carro. Não sei por que me ligou com saudade Chorando, carente, implorando querendo voltar Eu não fiquei com ninguém te esperando Confiei demais, me enganei, de novo quebrei á cara. Mais uma vez tomei um porre por você Mais

Bolsonaro e seus seguidores buscam, na prática, uma brecha jurídica para deixar o partido sem que os deputados sejam prejudicados. Não foi à toa que ele cobrou a abertura da “caixa-preta” do PSL e pediu uma auditoria nas contas da legenda. “A gente quer transparência. Eu não quero que estoure um problema e depois a imprensa me culpe (dizendo) “Ah, você não sabia?”, afirmou o presidente no sábado, em São Paulo. A declaração está sendo interpretada agora por discípulos de Bivar como um “recado” de que o chefe do PSL seria alvo de retaliações e chumbo grosso.

Na Câmara, porém, o Centrão - que reúne partidos como DEM, PP, PL, PRB e Solidariedade - promete colocar uma casca de banana no caminho do presidente para impedir que ele promova um “ataque especulativo” sobre a centro-direita e leve os rebeldes do PSL para outra sigla. Em conversas reservadas, parlamentares desse bloco - que controla cerca de 230 dos 513 deputados - dizem que deixar Bolsonaro promover a “dieta da engorda” de uma nova legenda, às vésperas de um ano eleitoral, seria um “tiro no pé”.

Bolsonaro flerta com saída do PSL enquanto busca forma de levar deputados com ele

  Bolsonaro flerta com saída do PSL enquanto busca forma de levar deputados com ele Bolsonaro flerta com saída do PSL enquanto busca forma de levar deputados com eleNesta quarta-feira, Bolsonaro debateu a saída do PSL com deputados e com ao menos dois advogados, o ex-ministro do TSE Admar Gonzaga e Karina Kufa, sua advogada eleitoral que até essa semana era a responsável pelo departamento jurídico do Diretório Nacional do PSL. O presidente quer buscar alternativas para que os cerca de 30 deputados que pretendem acompanhá-lo no novo partido não percam o mandato. As regras eleitorais permitem que presidente, governadores e senadores que mudam de legenda não sofram nenhuma punição.

Compartilhar zona oeste de São Paulo: Onda de verticalização muda pontos tradicionais do Itaim, que ganha até hotel cápsula. Outras novidades vão ser prédio de autor assinado e empreendimentos de luxo.

David Émile Durkheim (Épinal, 15 de abril de 1858 — Paris, 15 de novembro de 1917) foi um sociólogo, antropólogo, cientista político, psicólogo social e filósofo francês. Formalmente, tornou a sociologia uma ciência e, com Karl Marx e Max Weber

O desfecho das disputas municipais de 2020 é considerado o primeiro teste para o projeto de poder do presidente, que quer a reeleição. O maior desafio está em São Paulo, Estado governado por seu adversário João Doria, pré-candidato do PSDB ao Palácio do Planalto. Longe dos holofotes há um forte movimento de bolsonaristas para pôr de pé o “Conservadores”, partido que deve surgir sob o guarda-chuva da antiga União Democrática Nacional (UDN), extinta após o golpe militar de 1964.

Mesmo assim, Bolsonaro e seus apoiadores tentam primeiro destituir Bivar para controlar o PSL, os recursos do fundo eleitoral e partidário e escolher os candidatos da sigla. Somente se essa estratégia naufragar é que eles apostarão na nova legenda.

“Quem quiser sair do PSL que saia, que Deus o leve, mas deixe o mandato com a gente”, reagiu o líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP). Para o senador, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho “zero três” do presidente, estimulou uma “conspiração” para implodir o PSL. “Eduardo é um dos cabeças desse projeto de poder esquizofrênico”, criticou ele. “Querem arrancar o Bivar da presidência do PSL e destituir a Executiva para deixar lá só os arianos, a raça pura”, emendou, em tom de ironia.

Cúpula do PSL ameaça expulsar deputados bolsonaristas da legenda

  Cúpula do PSL ameaça expulsar deputados bolsonaristas da legenda Cúpula do PSL ameaça expulsar deputados bolsonaristas da legendaNesta segunda-feira (14/10), o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, disse que, no entender do presidente, “qualquer casamento é passível de divórcio”. “Eventualmente, chega-se à situação de que é preciso que haja divórcio. Mas ele não qualificou que este momento, ou que este casamento, vai gerar divórcio. Ao menos neste momento”, afirmou.

Eu disse que eu não “tava” bem, logo em seguida ela vem, e faz melhorar Oh, meu Deus! Eu quero me entregar também, porque ela me faz tão bem, hoje eu vou pirar Oh, meu Deus! Copacabana É uma vida num fim de semana Nosso jantar romântico é pastel com caldo de cana Eu digo Oh, meu Deus!

Demolição é o ato de se destruir de forma deliberada alguma construção a fim de dar outro destino ao espaço antes ocupado por ela. Implosão é uma técnica de

O senador disse não ter dúvidas de que um projeto de lei para punir “com mais rigor” os infiéis terá apoio no Congresso. “Isso junta esquerda, centro, maioria da direita e passa rapidinho. É caixão e vela na porta”, comparou. Na sua avaliação, criar um partido agora seria apenas uma manobra para abrigar os “traidores” do PSL, que, para ele, “devem pagar o preço” de perder o mandato. “São espertalhões, inocentes úteis e bobalhões, que alimentam a teoria da conspiração contra o presidente Bolsonaro e querem depurar a espécie, seja lá o que é isso”, provocou.

Major Olímpio comandava o PSL de São Paulo, mas foi substituído há quatro meses por Eduardo Bolsonaro. Até agora, o deputado determinou o afastamento dos presidentes de 73 dos 280 diretórios do PSL no Estado. “Estão destruindo o partido em São Paulo. Se dependesse de mim, ele (Eduardo) seria tirado de lá hoje mesmo.”

Embora a ideia do projeto de lei para impor novo revés às pretensões de Bolsonaro e de seu grupo ainda não tenha saído do papel, o tema já começou a provocar polêmica. “Toda lei de conveniência eleitoral é sempre perigosa”, argumentou o deputado Marcelo Ramos (PL-AM), que é advogado. “Eu até acho correto debater esse assunto, mas não como instrumento para inviabilizar a eventual saída de parlamentares do PSL. Por que ninguém falou disso há um ano atrás? É que nem falar de parlamentarismo agora. Sou contra mudar a regra do jogo para atrapalhar o presidente.”

Bivar convocou uma convenção extraordinária do partido para a próxima sexta-feira. A reunião foi chamada para referendar mudanças no estatuto da sigla, que desidratam a ala bolsonarista. Além do controle do PSL, o duelo também envolve dinheiro. O partido deixou de ser nanico e foi o mais votado nas eleições de 2018, na esteira da eleição de Bolsonaro. Com essa credencial, poderá receber algo próximo de R$ 1 bilhão em recursos públicos até 2022, ano da sucessão no Planalto. (COLABOROU RENATO ONOFRE)
__________________________

PSL avalia suspensão de Eduardo Bolsonaro e outros 18 deputados .
PSL avalia suspensão de Eduardo Bolsonaro e outros 18 deputadosDe acordo com o líder do PSL no Senado, Major Olimpio (SP), o grupo de deputados terá cinco dias para se defender antes que a sigla determine a suspensão. No caso de ser suspenso, Eduardo terá que deixar a liderança, e a Executiva também analisa a questão do diretório estadual de São Paulo, onde o deputado detém a presidência.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 2
Isto é interessante!