Política: Bolsonaro aciona AGU contra líder do PSL que o chamou de ‘vagabundo’ - - PressFrom - Brasil

Política Bolsonaro aciona AGU contra líder do PSL que o chamou de ‘vagabundo’

01:25  19 outubro  2019
01:25  19 outubro  2019 Fonte:   poder360.com.br

Doria é vaiado e discute com manifestantes: ‘Vai pra casa, vagabundo’

  Doria é vaiado e discute com manifestantes: ‘Vai pra casa, vagabundo’ Doria é vaiado e discute com manifestantes: ‘Vai pra casa, vagabundo’Assista abaixo:

Presidente Jair Bolsonaro acionou AGU para estudar processo contra Waldir© Sérgio Lima Presidente Jair Bolsonaro acionou AGU para estudar processo contra Waldir

O presidente Jair Bolsonaro acionou nesta 6ª feira (18.out.2019) a AGU (Advocacia Geral da União) para estudar meios de processar o líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO), que o chamou de “vagabundo” e disse que ia “implodir o presidente. A informação foi confirmada pelo Poder360. A AGU não se pronuncia oficialmente sobre o assunto.

Bolsonaro foi xingado pelo Delegado Waldir. A 1ª delas se deu em reunião com colegas de partido e foi revelada em áudio vazado nessa 5ª feira (17.out.2019). Waldir recuou após a repercussão negativa do áudio divulgado. “Nós somos Bolsonaro. Nós somos que nem mulher traída. Apanha, não é? Mas mesmo assim ela volta ao aconchego”, disse. O congressista, no entanto, voltou a chamar o presidente de “vagabundo” nesta 6ª feira.

Eduardo Bolsonaro é anunciado líder do PSL na Câmara

  Eduardo Bolsonaro é anunciado líder do PSL na Câmara Eduardo Bolsonaro é anunciado líder do PSL na CâmaraAgora, o documento precisa ser assinado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Ocorre que outro grupo de deputados do PSL assinou uma lista paralela, devolvendo a liderança do partido ao Delegado Waldir. Esse 2º documento é patrocinado por aliados do presidente nacional da sigla, deputado Luciano Bivar (PE), que tem travado confronto com Bolsonaro.

Os ataques de Delegado Waldir e o iminente revide do presidente ocorre em meio a momento de disputas internas do PSL. Bolsonaro foi gravado articulando para que o líder do partido na Câmara fosse destituído do posto. No lugar, entraria seu filho 03, o deputado Eduardo Bolsonaro (SP).

A tentativa não foi bem-sucedida. Houve uma “guerra de listas”, e Delegado Waldir conseguiu se manter na liderança da bancada com o aval da Mesa Diretora da Câmara.

DIVISÃO NO PSL

O racha no PSL foi aprofundado nesta 6ª feira, quando foi realizada uma convenção extraordinária da legenda que fortaleceu a ala que apoia o presidente da sigla, deputado Luciano Bivar (PE). Foi ampliado o número de delegados com direito a voto nas decisões do partido, como a eleição para o diretório nacional.

'Eu vou implodir o presidente', diz líder do PSL na Câmara

  'Eu vou implodir o presidente', diz líder do PSL na Câmara Áudio de reunião da ala ligada a Bivar, gravado por um dos presentes, foi obtido pelo Estado; ouça"Eu vou implodir o presidente. Aí eu mostro a gravação dele. Não tem conversa. Eu implodo ele. Eu sou o cara mais fiel. Acabou, cara. Eu sou o cara mais fiel a esse vagabundo. Eu andei no sol em mais de 246 cidades para defender o nome desse vagabundo”, afirma Waldir. Logo em seguida, alguém não identificado o alerta. "Cuidado com isso, Waldir.

Depois da reunião, ainda foram anunciados 5 deputados que terão suas ações na Câmara limitadas, dificultando ainda mais eventual troca na liderança do partido, como pretendia a ala bolsonarista.

Os 5 nomes são: Alê Silva (MG), Aline Sleutjes (PR), Bibo Nunes (RS), Carla Zambelli (SP) e Carlos Jordy (RJ). Uma vez suspensos, os congressistas perdem o direito, por exemplo, de participarem de comissões da Casa.

“Suspensão de todos os direitos. De qualquer manifestação em plenário, suspensão do direito de colocar nome em listas representando o PSL de escolha do líder do partido. O partido só está usando a legislação”, afirmou Waldir ao sair da convenção.

O motivo alegado para as sanções foi o de que esses deputados atacaram repetidamente o partido e o presidente Bivar. Ainda cabe recurso. “Existe amplo material probatório de ataques que eles fazem ao partido, aos parlamentares do partido, ao presidente Bivar”, justificou Waldir.

_____________________

'Não sei se neste momento sou líder', diz Eduardo Bolsonaro .
'Não sei se neste momento sou líder', diz Eduardo Bolsonaro“Neste momento eu não sei se a lista que está valendo é a minha lista. Se houve ou não houver qualquer tipo de acordo Não posso me posicionar como sendo ou não o líder do partido”, afirmou Eduardo Bolsonaro.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 0
Isto é interessante!