Política: Em carta, governadores do Nordeste defendem Paulo Câmara após crítica de Bolsonaro - - PressFrom - Brasil

Política Em carta, governadores do Nordeste defendem Paulo Câmara após crítica de Bolsonaro

07:25  19 outubro  2019
07:25  19 outubro  2019 Fonte:   estadao.com.br

Vazamento de petróleo no Nordeste 'veio de navio estrangeiro', diz Ricardo Salles

  Vazamento de petróleo no Nordeste 'veio de navio estrangeiro', diz Ricardo Salles Vazamento de petróleo no Nordeste 'veio de navio estrangeiro', diz Ricardo SallesO ministro participa de uma audiência pública na Câmara, para debater o desmatamento na região amazônica. “Esse óleo veio de um navio estrangeiro, ao que tudo indica”, disse Salles.

BRASÍLIA - Oito governadores do Nordeste assinaram nesta sexta-feira, 18, uma carta em solidariedade ao colega de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), chamado de "espertalhão" pelo presidente Jair Bolsonaro por fazer propaganda da versão estadual do décimo terceiro salário do

BRASÍLIA - Oito governadores do Nordeste assinaram nesta sexta-feira, 18, uma carta em solidariedade ao colega de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), chamado de “espertalhão” pelo presidente Jair Bolsonaro por fazer propaganda da versão estadual do décimo terceiro salário do

Governadores do Nordeste em reunião em julho deste ano © Reprodução/Twitter.com/Costa_Rui Governadores do Nordeste em reunião em julho deste ano

BRASÍLIA - Oito governadores do Nordeste assinaram nesta sexta-feira, 18, uma carta em solidariedade ao colega de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), chamado de “espertalhão” pelo presidente Jair Bolsonaro por fazer propaganda da versão estadual do décimo terceiro salário do Bolsa Família, um programa federal. Em mensagem publicada no Twitter, Bolsonaro atacou Câmara.

“A desonestidade ainda persiste na política. O espertalhão da vez agora é o governador de Pernambuco, do PSB. Mas o povo de bem reage às mentiras”, escreveu ele, que também postou um vídeo de um homem criticando a iniciativa do governador.

Deputados do PSL tomam lado de Bolsonaro, mas minimizam chance de debandada

  Deputados do PSL tomam lado de Bolsonaro, mas minimizam chance de debandada Deputados do PSL tomam lado de Bolsonaro, mas minimizam chance de debandadaNo texto, os congressistas cobram “renovação” nas práticas da direção do partido para que a legenda possa contribuir para o estabelecimento de uma “nova política“.

PAULO CÂMARA – Governador do Estado de Pernambuco. 9 de Julho de 2019. Nós governadores do Nordeste , em respeito à Constituição e à democracia, sempre buscamos manter produtiva relação institucional Bolsonaro se defende de críticas a declaração sobre o Nordeste .

Oito governadores do Nordeste assinaram na última sexta-feira (18), uma carta em solidariedade ao colega de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), chamado de "espertalhão" pelo presidente Jair Bolsonaro por fazer propaganda da versão estadual do décimo terceiro salário do Bolsa Família

Câmara respondeu que, em abril, antes de Bolsonaro assinar a Medida Provisória que instituiu o pagamento do décimo terceiro para beneficiários do Bolsa Família, o projeto já havia sido aprovado em Pernambuco pela Assembleia Legislativa. A MP de Bolsonaro foi assinada nesta semana.

“A campanha eleitoral terminou. Em qualquer tempo, não faz sentido dedicar energia apenas para fabricar intrigas. É hora de governar. Fomentar falsas polêmicas só gera mais atraso. O Brasil tem 12 milhões de desempregados, com aumento da informalidade”, disse Câmara, também pelo Twitter.

Os governadores saíram em sua defesa, sob o argumento de que, “além de inverídica”, a mensagem publicada por Bolsonaro possuía um “tom inaceitável” e tornava-se ainda mais grave por ser assinada pela mais alta autoridade do Executivo. “É profundamente lamentável que a missão confiada ao atual presidente seja transformada em um vergonhoso exercício de grosserias e, neste caso, também na propagação de falsidades”, afirma a carta, classificada pelos signatários como “nota de repúdio”.

Descontentes, senadores concordam em aprovar critérios da Câmara para divisão do leilão

  Descontentes, senadores concordam em aprovar critérios da Câmara para divisão do leilão Descontentes, senadores concordam em aprovar critérios da Câmara para divisão do leilãoNa avaliação de parlamentares ouvidos pelo Broadcast Político, é impossível aprovar no Congresso uma divisão do leilão do pré-sal quebeneficie mais o Norte e o Nordeste, como queriam. Se o impasse continuasse, sem um texto fechado entre Câmara e Senado, governadores e prefeitos poderiam ficar sem receber o dinheiro.

O presidente Jair Bolsonaro tentou se defender neste sábado, 20, das críticas que tem recebido após um áudio vazado mostrar ele falando de forma pejorativa de governadores do Nordeste . O presidente negou ter ofendido os nordestinos e disse que as declarações foram distorcidas.

Oito governadores do Nordeste assinaram nesta sexta-feira, 18, uma carta em solidariedade ao colega de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), chamado de "espertalhão" pelo presidente Jair Bolsonaro por fazer propaganda da versão estadual do décimo terceiro salário do Bolsa Família

Para os governadores, a “verdade dos fatos” prevaleceu na resposta de Câmara a Bolsonaro. “O Brasil precisa de seriedade, solidariedade, espírito público e entendimento. O país precisa de reunião de esforços para superar enormes desafios. É fundamental que este compromisso, que todos esperamos ver cumprido pelos gestores públicos, não seja debochadamente ignorado por alguém que deveria ser uma de suas maiores referências”, diz o texto.

A carta é assinada pelos governadores Rui Costa (Bahia), Renan Filho (Alagoas), Camilo Santana (Ceará), Flávio Dino (Maranhão), João Azevedo (Paraíba) e Wellington Dias (Piauí), Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte) e Belivaldo Chagas (Sergipe).

________________________________

Alcance limitado ‘esfria’ medidas populares de Bolsonaro .
Alcance limitado ‘esfria’ medidas populares de BolsonaroUm desses casos foi a Medida Provisória (MP) 894/2019, que concedeu pensão a crianças com a síndrome do vírus zika. Diante da expectativa criada antes de sua divulgação, a MP foi vista como muito limitada. As famílias reclamaram que, para receber o benefício, seria preciso desistir de ações na Justiça. Além dessa condição, o benefício ficou restrito a pessoas de baixa renda.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 3
Isto é interessante!