Política: Bolsonaro inicia viagem pela Ásia que durará duas semanas - - PressFrom - Brasil

Política Bolsonaro inicia viagem pela Ásia que durará duas semanas

15:25  20 outubro  2019
15:25  20 outubro  2019 Fonte:   correiobraziliense.com.br

Bolsonaro sobre Eduardo: ''Ele é maior de idade e decide o próprio futuro''

  Bolsonaro sobre Eduardo: ''Ele é maior de idade e decide o próprio futuro'' Bolsonaro sobre Eduardo: ''Ele é maior de idade e decide o próprio futuro''Em meio ao racha no PSL, Bolsonaro pai tentou convencer deputados a assinar um requerimento para destituir o deputado Delegado Waldir (GO) da liderança do PSL na Câmara. No lugar, entraria o filho número “03”. Após uma rodada de listas de apoio, Waldir continua no cargo.

Depois de algumas tensões pelo alinhamento com o presidente dos Estados Unidos, atualmente em guerra comercial com a China, Bolsonaro quer aproximar o país de nações importantes economicamente, a fim de atrair novos investimentos.

Em recente viagem a Ásia , Jair Bolsonaro , junto com seus filhos, Flávio Bolsonaro , Carlos Bolsonaro e Eduardo Bolsonaro , reuniu-se com autoridades e especialistas em setores como educação e tecnologia, a fim de conhecer BOLSONARO NA ÁSIA | Japão, Coreia do Sul e Taiwan.

  Bolsonaro inicia viagem pela Ásia que durará duas semanas © Minervino Junior/CB/D.A Press.

O presidente Jair Bolsonaro iniciou neste sábado (19/10) viagem rumo à Ásia e ao Oriente Médio. Durante 12 dias em que ficará fora, visitará oficialmente cinco países, sem contar as escalas em Portugal e no Cazaquistão, na ida; e na Espanha, na volta. O roteiro é importante pelo poder econômico das regiões. Com a viagem, Bolsonaro busca reafirmar laços comerciais e ampliar parcerias.

O chefe do Executivo tem demonstrado entusiasmo com a turnê ao exterior. “A expectativa é a melhor possível. Vários contatos foram feitos. Muitos acordos serão assinados. Há interesse da parte deles, não é nossa apenas. O Brasil está aberto para o mundo, não temos mais o viés ideológico para fazer negócios. E a gente espera que seja uma viagem proveitosa”, disse o presidente, recentemente, em frente ao Palácio da Alvorada.

Bolsonaro inicia neste sábado giro de 10 dias por Japão, China e Oriente Médio

  Bolsonaro inicia neste sábado giro de 10 dias por Japão, China e Oriente Médio Bolsonaro inicia neste sábado giro de 10 dias por Japão, China e Oriente MédioO presidente viaja às 22h deste sábado, a partir da Base Aérea de Brasília. Primeiro, chega a Lisboa (Portugal) às 11h de domingo (20.out). Serão 9h de voo. Depois, parte para Nursultan (Cazaquistão), onde deve chegar às 1h15 de 2ª feira (21.out). De lá, parte para Tóquio (Japão), cidade na qual deve desembarcar já na 3ª feira (22.out).

Dois anos depois, o Ministério do Turismo chegou a propor o fim da exigência de visto de maneira definitiva, mas o Ministério das Relações Exteriores foi contra por entender que deveria prevalecer o princípio da reciprocidade Bolsonaro inicia hoje viagem de 2 semanas pela Ásia e Oriente Médio.

Internação de Bolsonaro deve durar pelo menos uma semana , diz médico. Cinco cirurgiões e dois anestesistas trabalharam na operação. Bolsonaro inicia hoje viagem de 2 semanas por Ásia e Oriente Médio. Viagem a 5 países começa pelo Japão; comitiva tem 6 ministros e 1 governador.

Não há, entretanto, grandes expectativas de que novos acordos comerciais sejam firmados no momento. Fontes próximas a empresários que participarão de alguns trechos da viagem consideram que as incertezas no mercado externo devem dificultar avanços. A expectativa é de que os encontros internacionais sirvam para aproximar culturas e economias. Para isso, acreditam as fontes, o presidente terá de agir com muita diplomacia e traquejo, uma vez que visitará países culturalmente muito diferentes do Brasil.

Quando desembarcar em Tóquio, amanhã, Bolsonaro e a comitiva formada por sete ministros vão cumprir uma série de compromissos oficiais do roteiro que termina na Arábia Saudita, passando por China, Emirados Árabes e Catar, sede da Copa do Mundo de futebol em 2020. Os cinco países do roteiro presidencial, juntos, têm Produto Interno Bruto (PIB) de US$ 19,6 trilhões, a valores de 2018, sendo que a China responde por US$ 13,4 trilhões. Por conta disso, a Ásia está com destaque no cronograma.

‘Pergunta para eles’, diz Bolsonaro ao ser questionado se permanecerá no PSL

  ‘Pergunta para eles’, diz Bolsonaro ao ser questionado se permanecerá no PSL ‘Pergunta para eles’, diz Bolsonaro ao ser questionado se permanecerá no PSLEnquanto deixava o Palácio da Alvorada na noite para embarcar para viagem de 10 dias por Japão, China e Oriente Médio, o militar foi questionado sobre se ao retornar ainda continuará filiado à sigla. Respondeu: “Pô, cara. Pergunta pra eles”.

Bolsonaro inicia viagem pela Ásia que durará duas semanas . Briga do PSL tem como centro Fundo Partidário. Brasil. Morre 4º bombeiro que combateu incêndio em boate. Acidente com caminhão e dois carros deixa 10 feridos em Uberaba. Celulares adiantam relógio mesmo sem horário de verão.

Durante o encontro, os governos brasileiro e chinês assinaram atos de cooperação em diversas áreas. Bolsonaro destacou que o futuro do Brasil conta com a parceria com a China. “Os acordos assinados, bem como os protocolos de intenção, serão potencializados por nós para o bem dos nossos povos.

Todavia, no entender de analistas, Bolsonaro precisará dar atenção especial também ao países árabes, para aparar arestas e melhorar as relações, depois da saia justa diplomática com o anúncio da mudança da embaixada brasileira, em Israel, de Tel Aviv para Jerusalém, cidade alvo de disputas religiosas entre israelenses e palestinos. A transferência, entretanto, não ocorreu. Foi aberta apenas uma representação comercial na Terra Santa, a partir da ameaça de palestinos e árabes de suspender importações de carnes brasileiras.

A promessa do presidente em atrair investimentos sem viés ideológico é elogiada por analistas. Eles esperam pragmatismo de Bolsonaro para fazer negócios. “O país precisa de investimento, mas o sucesso vai depender de como essa missão foi preparada. Não poderá ser uma coisa improvisada para dar uma boa impressão aos investidores”, diz a economista e especialista em comércio internacional Lia Valls Pereira, pesquisadora do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV). “Primeiro, o presidente precisa tentar reverter a imagem do Brasil na região árabe, a fim de colaborar com o trabalho que a diplomacia tem feito para reverter o estrago do início do ano”, opina.

Bolsonaro nega crise política e diz que está tranquilo com aprovação da Previdência

  Bolsonaro nega crise política e diz que está tranquilo com aprovação da Previdência Bolsonaro nega crise política e diz que está tranquilo com aprovação da Previdência"É o Senado que resolve amanhã. Eu estou tranquilo e o Parlamento está tranquilo também. A responsabilidade é de todos nós", disse o presidente a jornalistas durante um passeio pelas ruas de Tóquio, primeira parada de uma viagem de 10 dias pela Ásia e o Oriente Médio.

Revista Veja encontra os dois porteiros do condomínio na Barra da Tijuca. Governo tenta acelerar reformas econômicas e espera ‘ semana de ouro’. Jair Bolsonaro encerra viagem de 12 dias pela Ásia . Em viagem aos Emirados Árabes, Bolsonaro visita a Grande Mesquita do Xeque Zayed.

Internação de Bolsonaro deve durar pelo menos uma semana , diz médico. O candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) não deverá receber alta hospitalar antes de "uma semana ou 10 dias", disse em coletiva de imprensa na noite desta quinta-feira (6) o médico Luiz Henrique Borsato

Tensão

Além da questão com os árabes, existe uma preocupação sobre como o presidente lidará com as tensões comerciais entre Estados Unidos e China. “Há tensões delicadas nos países que serão visitados pelo presidente. É uma viagem de alcance grande e difícil, porque tem múltiplos destinos e interlocutores diferenciados”, avalia Marcos Azambuja, conselheiro emérito do Centro Brasileiro de Relações Exteriores (Cebri) e ex-embaixador do Brasil na França e na Argentina.

Por ser uma viagem longa e bastante delicada, é importante que o presidente evite novas polêmicas, como pede a boa diplomacia, ao longo dos cerca de 18 mil quilômetros entre Brasília e Tóquio, aconselham os analistas. “O governo ainda não encontrou uma linguagem ou discurso que fosse pela inclusão e pela harmonização para atrair os objetivos de investimento”, completa Azambuja.

Os compromissos de Bolsonaro durante a viagem vão desde cerimônias políticas, como a entronização do novo imperador japonês Naruhito, a encontros bilaterais com o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, com o presidente chinês, Xi Jinping, e com príncipes e xeques dos demais países árabes do roteiro.

Marco Feliciano, aliado de Bolsonaro, pode ser expulso do Podemos

  Marco Feliciano, aliado de Bolsonaro, pode ser expulso do Podemos Marco Feliciano, aliado de Bolsonaro, pode ser expulso do PodemosA informação foi divulgada nesta 3ª feira na coluna da jornalista Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo, e confirmada pelo Poder360.

Procedimento durou cerca de 1 hora e foi realizado com sucesso, segundo os médicos; candidato passou a madrugada sem náusea nem dores. O procedimento durou cerca de 1 hora e terminou por volta das 23h30. Segundo os médicos, a nova intervenção foi bem-sucedida e o candidato passa bem.

Bolsonaro tem ressaltado em entrevistas que a proteção ambientel precisa dialogar com o desenvolvimento do país. Ele disse que as duas decisões liminares da Justiça sobre alterações no plano de manejo da Área de Proteção Ambiental (APA) do Tietê foram favoráveis Viagem pela Ásia .

A agenda está cheia, prevendo também eventos empresariais e mesas redondas na China, nos Emirados Árabes, no Catar e na Arábia Saudita. A ideia é apresentar o “novo Brasil de reformas”, capaz de consolidar e estabelecer novas relações comerciais.

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) organizou a missão empresarial nesses quatro países. Até sexta-feira, havia  200 inscritos, de 120 empresas de setores, como alimentos e bebidas, defesa, biotecnologia, calçados e couro, energia, engenharia, máquinas, papel e celulose e produtos químicos. “Buscamos aproveitar a oportunidade para promover novos negócios e atrair investimentos diretos para o Brasil”, aposta o presidente da Apex-Brasil, Sergio Segovia.

Entre os integrantes das missões estão os presidentes da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, e do Sistema Firjan, Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira, que participam separadamente de eventos e encontros com Bolsonaro, em Pequim, e em Abu Dhabi, respectivamente. A Confederação Nacional da Indústria (CNI), que costumava coordenar esse tipo de evento em governos anteriores, não tem representantes na viagem.

De acordo com o  Itamaraty, o objetivo da viagem é mostrar que o Brasil está aberto para negócios e apresentar a carteira de 117 projetos em andamento do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), gestado durante o governo Michel Temer, que podem atrair R$ 1,3 trilhão em investimentos. Os analistas alertam, no entanto, que os estrangeiros só virão quando houver menos turbulência interna e regras mais claras.

Alcolumbre vai esperar Bolsonaro voltar ao Brasil para promulgar Previdência

  Alcolumbre vai esperar Bolsonaro voltar ao Brasil para promulgar Previdência Alcolumbre vai esperar Bolsonaro voltar ao Brasil para promulgar Previdência“Vou esperar o presidente voltar. Daqui a 10 dias. Vou esperar porque eu acho que é importante ele estar no dia da promulgação. É uma proposta do governo também”, afirmou.

Jair Bolsonaro encerra viagem de 12 dias pela Ásia . Bolsonaro sanciona dois projetos que alteram Lei Maria da Penha para ampliar proteção. Agenda da semana : STF deve concluir julgamento que pode ter impacto na Lava Jato.

Vamos para a Ásia ? Montamos cinco roteiros de viagem pelo sudeste asiático. É toda a região da Ásia que fica abaixo da China e da Índia, a área amarela no mapa abaixo. Estou planejando uma viagem para o Sudeste Asiático com mais 06 amigas e vamos fechar o roteiro na próxima semana .

Foco é mostrar país mais atrativo

Os países do roteiro da viagem do presidente Jair Bolsonaro são importantes destinos de commodities e de carnes brasileiras. Juntos, respondem por quase 32% das exportações brasileiras, sendo a China o principal destino. Um dos focos principais do governo com essa viagem é justamente a Ásia.

Destino de 40,5% das exportações nacionais entre janeiro e setembro deste ano, o continente surge como um importante mercado para o país viabilizar a assinatura de acordos internacionais, segundo a diplomacia do governo. Em 2019, os asiáticos importaram US$ 67,8 bilhões do Brasil até setembro. China e Japão, países onde Bolsonaro participará da maior quantidade de eventos, representam 73,5% das transações.

O secretário de Negociações Bilaterais na Ásia, Pacífico e Rússia do Ministério das Relações Exteriores, embaixador Reinaldo José de Almeida Salgado, na China, explica que a estratégia será otimizar setores prioritários ao Executivo. “São três áreas principais: exportações de produtos nacionais, atração de investimentos, entre elas mostrar o trabalho no Brasil nas PPPs (Parcerias Público-Privadas) e na parte empresarial, e também melhorar o aproveitamento da ciência, tecnologia e informação”, garante.

A China é o maior parceiro comercial do Brasil. Responde por 27,6% das exportações brasileiras, com destaque para soja, minério de ferro e petróleo. O presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro, lembra que 96% dos produtos embarcados são commodities e o país tem dificuldade para conseguir exportar manufaturados para lá. “O Brasil não consegue vender produtos de maior valor agregado para os chineses, porque não é competitivo devido aos custos logísticos e tributários, que encarecem 30% as vendas para o exterior. Por isso, vamos continuar vendendo apenas para a América do Sul, que é mais próxima. A China é um grande importador global, mas não temos competência para vender para esse mercado”, lamenta.

Bolsonaro inicia giro por países árabes

  Bolsonaro inicia giro por países árabes Presidente desembarcou neste sábado em Abu Dhabi    De acordo com a agenda oficial, Bolsonaro deverá participar hoje de apenas uma cerimônia de oferenda de flores. Os compromissos com autoridades locais e empresários ocorrerão no domingo (27), com o objetivo de atrair investimentos, sobretudo no setor agropecuário e de infraestrutura.

Последние твиты от Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro). Capitão do Exército Brasileiro, eleito 38° Presidente da República Federativa do Brasil. Geração de emprego e produção. Trabalho da @Min_Agricultura @TerezaCrisMS em nossa viagem ao Oriente Médio e Ásia .

Se a gente não se controla, acaba dividindo a viagem entre templos e aeroportos. Do alto da sua experiência e no auge de uma renovada paixão pela Ásia , a querida Sylvia Lemos nos presenteia com reflexões e dicas valiosas para montar um roteiro bem-sucedido (ou vários!) pelo Sudeste Asiático.

Em relação às nações árabes, que costumam comprar bastante carne, milho e soja do Brasil, Castro vê algum potencial de crescimento. “O comércio com esses países tem perspectivas para crescer, mas são campos minados. O governo não pode emitir opiniões durante a viagem”, alerta Castro.

Como o país tem boas relações diplomáticas com o Japão, o objetivo é expandir a sintonia para que as partes entrem em consenso quanto a uma proposta de livre-comércio, que torne as relações bilaterais mais dinâmicas, diz Salgado. “A expectativa é mostrar um país aberto e atrativo para investimentos. O governo brasileiro tem feito esforço de pensar em um lançamento de um diálogo mais estruturado de livre-comércio. Se a gente não correr atrás, tende a declinar (essa relação)”, avalia.

Fontes próximas aos negociadores adiantaram que está difícil conseguir fechar acordos com os chineses. Vários empresários convidados desistiram de embarcar rumo a Pequim e há um certo risco de esvaziamento do evento organizado pelos brasileiros lá. A maior empolgação em relação ao roteiro entre integrantes da comitiva está nos Emirados Árabes, onde há bastante interesse de investidores no Brasil. “A expectativa é mostrar um país aberto e atrativo para investimentos. O governo brasileiro tem feito esforço de pensar em um lançamento de um diálogo mais estruturado de livre- comércio. Se a gente não correr atrás, tende a declinar (essa relação)” Reinaldo José de Almeida Salgado, secretário de Negociações Bilaterais na Ásia, Pacífico e Rússia do MRE

________________________________________________________________________


Ateus processam Bolsonaro, Davi e Maia por viagem a canonização .
Ateus processam Bolsonaro, Davi e Maia por viagem a canonizaçãoPara a associação, isso teria acontecido com a viagem de autoridades para a canonização de Irmã Dulce no Vaticano. Na ação civil pública, protocolada na última terça-feira (22) na Justiça Federal da 1ª Região, reivindicam que o presidente Jair Bolsonaro (PSL), Davi Alcolumbre (DEM-AP) e Rodrigo Maia (DEM-RJ) sejam obrigados a devolver aos cofres públicos a verba gasta com a permissão deles. Além do reembolso dos gastos, a associação pede também que a Justiça proíba o governo federal de custear novas viagens para cerimônias de canonização.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 1
Isto é interessante!