Política Deputado quer ouvir William Bonner e cúpula da Globo na CPI das Fake News

16:05  31 outubro  2019
16:05  31 outubro  2019 Fonte:   correiobraziliense.com.br

Meghan Markle lamenta fake news, preconceito por ser negra na realeza e mais!

  Meghan Markle lamenta fake news, preconceito por ser negra na realeza e mais! No MSN você encontra uma curadoria das principais notícias do dia, fotos e vídeos, selecionados dos melhores jornais e sites do Brasil: esportes, famosos, horóscopo, entretenimento, saúde, estilo, receitas, dinheiro, carros e tempo, combinados com Outllook/Hotmail, Facebook, Twitter, Skype e mais

O deputado federal José Medeiros (Podemos-MT) quer ouvir William Bonner e a cúpula da Globo , Ali Kamel, Carlos Henrique Schroder, Roberto Irineu No requerimento, apresentado nessa quarta-feira (30/10), o deputado disse que o convite é para "debater sobre "ataques midiáticos" e "métodos

William Bonner tem reunião com executivos de emissora - Продолжительность: 6 Record humilha Globo com reportagem e desmantela mentiras sobre Bolsonaro Shooting inside New York police precinct leaves one injured: reports - Продолжительность: 0:50 Fox News Recommended for you.

  Deputado quer ouvir William Bonner e cúpula da Globo na CPI das Fake News © Divulgação

O deputado federal José Medeiros (Podemos-MT) quer ouvir William Bonner e a cúpula da Globo, Ali Kamel, Carlos Henrique Schroder, Roberto Irineu Marinho e o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), na CPI das Fake News.

No requerimento, apresentado nessa quarta-feira (30/10), o deputado disse que o convite é para "debater sobre "ataques midiáticos" e "métodos jornalísticos" da TV Globo. "Eles estão querendo criar um clima de balbúrdia que não existe no Brasil", disse o deputado no Twitter nesta quarta-feira.

Em depoimento revelado pelo Jornal Nacional, na terça-feira (29/10), um porteiro do condomínio Vivendas da Barra, onde morava Ronnie Lessa, um dos acusados de matar a vereadora Marielle Franco, afirmou à Polícia Civil que um homem chamado Elcio entrou no local dizendo que iria à casa 58, onde mora Bolsonaro.

Governo orienta depoimentos de assessores na CPI das Fake News

  Governo orienta depoimentos de assessores na CPI das Fake News Governo orienta depoimentos de assessores na CPI das Fake NewsA lista dos que foram chamados inclui pessoas que trabalharam na comunicação da campanha eleitoral de 2018 e agora ocupam cargos no Palácio do Planalto, como integrantes do chamado “gabinete do ódio”. O termo é usado internamente no governo para se referir ao núcleo composto pelos assessores especiais da Presidência Tércio Arnaud Tomaz e José Matheus Sales Gomes, além de Mateus Diniz, lotado na Secretaria de Imprensa. Os três são ligados ao vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro (PSC), filho do presidente.

O deputado José Medeiros (Pode-MT) pediu à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News que convide o governador do Rio de Janeiro Os alvos do deputado são o apresentador e editor-chefe do Jornal Nacional, William Bonner , o diretor de jornalismo da Globo , Ali Kamel, o

Jornal GGN – O deputado federal José Medeiros (Podemos-MT) encaminhou requerimento à CPI das Fake News para ouvir o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), e a cúpula da TV A convocação envolve o apresentador e editor do Jornal Nacional, William Bonner , além de Ali Kamel

Segundo o porteiro, quem teria atendido o interfone foi "seu Jair", que teria autorizado a entrada. Registros da Câmara, no entanto, mostram que Jair Bolsonaro estava em Brasília nesse dia.

Nesta quarta-feira, o Ministério Público do Rio (MP-RJ) afirmou que quem autorizou a entrada de Élcio Vieira de Queiroz no condomínio em que moram Ronnie Lessa e o presidente Jair Bolsonaro foi o próprio Lessa, acusado de matar a vereadora Marielle Franco. Élcio é quem teria dirigido o carro durante o ato do crime.

_________________

Diretor da Globo diz que advogado de Bolsonaro omitiu informação .
Diretor da Globo diz que advogado de Bolsonaro omitiu informaçãoKamel sugere que algumas das fontes consultadas próximas ao presidente da República poderiam ter preparado uma cilada para a emissora. Entre os indícios, ele destaca o fato de que uma pessoa próxima aos Bolsonaros teria procurado a Globo em Brasília para dizer que em breve estouraria uma grande bomba no caso Marielle e que a investigação poderia ser transferida para Brasília.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 1
Isto é interessante!