Política Toffoli e Lewandowski discutem sobre fechamento da Esplanada para o Brics

01:35  08 novembro  2019
01:35  08 novembro  2019 Fonte:   correiobraziliense.com.br

Congresso tem semana curta por Brics e 2ª Instância ressurge em comissões

  Congresso tem semana curta por Brics e 2ª Instância ressurge em comissões Congresso tem semana curta por Brics e 2ª Instância ressurge em comissõesO evento, com a presença dos chefes de Estado dos países do bloco, se estende até a 5ª feira (14.nov). O acesso à Esplanada dos Ministérios, onde se localiza o Congresso, estará interditado no período.

Para o ministro, não podemos abandonar o que diz a lei primária: além da Constituição, diversos artigos do “ Lewandowski é o primeiro ministro a considerar que a decisão que possibilita a prisão de Lula após Até agora, ela falou sobre o papel do poder Judiciário para fazer valer a Constituição.

Significado de Fechamento no Dicio, Dicionário Online de Português. Obama e Merkel falaram ainda das discussões sobre quantos prisioneiros de Guantánamo a Alemanha deverá receber, nos esforços para o fechamento da controversa prisão para suspeitos de terrorismo em Cuba.

  Toffoli e Lewandowski discutem sobre fechamento da Esplanada para o Brics © Fellipe Sampaio/SCO/STF

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, informou, no plenário, durante a sessão desta quinta-feira (7/11) na Corte, que discute a constitucionalidade da prisão em segunda instância, que a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, será fechada nos dias 13 e 14 deste mês em razão da reunião da cúpula do Brics.

No entanto, o que devia ser um informativo comum, se tornou uma acalorada discussão entre ele e o ministro Ricardo Lewandowski. Toffoli anunciou que o acesso a Esplanada será interditado pelas Forças Armadas, que estão autorizadas a atuar por um decreto do presidente Jair Bolsonaro.

40 aviões da FAB irão reforçar segurança durante a cúpula do Brics

  40 aviões da FAB irão reforçar segurança durante a cúpula do Brics Reunião conta com a participação de diversos chefes de Estado e ocorre durante dois dias na EsplanadaEm terra, a Esplanada dos Ministérios terá o acesso de automóveis restrito para autoridades envolvidas no evento e o acesso a diversos prédios será interditado. Pelo ar, 40 aeronaves vão patrulhar os céus prontas para repelir qualquer ameaça. Ao todo, 1600 militares vão participar da operação de defesa área.

Dúvidas quanto a uma receita de empadão geraram uma acalorada discussão na Assembleia da República. PPA: Tânia Ribeiro.

Os ministros Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski protagonizaram uma discussão sobre o decreto da GLO que afeta o funcionamento do STF. Voltar para CAPA do 247. É que o Executivo anunciou o fechamento da Esplanada dos Ministérios por conta de um encontro dos Brics .

Lewandowski acusou o Executivo de interferir no funcionamento do Judiciário. “Isso me parece estranho. Um decreto do presidente da República impedir o funcionamento do Supremo, da cúpula do Poder Judiciário?”, disse Lewandowski.

O ministro Marco Aurélio chegou a questionar se a exigência da apresentação de documentos para acessar o prédio da Corte também seria exigido aos ministros, ouvindo uma resposta negativa do presidente do Tribunal. Toffoli respondeu dizendo que apenas estava comunicando servidores e advogados em razão de eventual dificuldade em acessas às dependências do Supremo. O decreto não está em votação", afirmou Toffoli.

Lewandowski afirmou que já participou de outras reuniões com chefes de Estado e não havia tais exigências. Para por fim a discussão, Toffoli anunciou que publicaria uma portaria decretando ponto facultativo no Supremo. "Vou dar ponto facultativo e suspendendo os prazos processuais, para que os advogados que não conseguirem acesso não sejam prejudicados".

Após os debates, a sessão foi suspensa por 10 minutos. O placar do julgamento está empatado em 5 a 5.

____________________

Embaixada russa 'esquece' de Bolsonaro em foto do Brics .
Imagem postada no Twitter é de cúpula com Michel TemerNa mensagem, a representação diplomática cita uma declaração do mandatário Vladimir Putin sobre energia nuclear e diz que Moscou está pronta para expandir a cooperação no setor com Brasil, Índia, China e África do Sul.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!