Política: Parlamentares e líderes políticos reagem à soltura de Lula - - PressFrom - Brasil

Política Parlamentares e líderes políticos reagem à soltura de Lula

01:10  09 novembro  2019
01:10  09 novembro  2019 Fonte:   estadao.com.br

Lágrimas e buzinas agitam o entorno de carceragem onde Lula está preso em Curitiba

  Lágrimas e buzinas agitam o entorno de carceragem onde Lula está preso em Curitiba Lágrimas e buzinas agitam o entorno de carceragem onde Lula está preso em CuritibaA corte decidiu no começo da noite desta quinta-feira (07/11) proibir por 6 votos a 5 o início do cumprimento da pena antes de esgotados todos os recursos dos réus, o chamado trânsito em julgado. A decisão poderá levar à soltura de até 4.895 presos, segundo dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), entre eles o petista.

No entanto, como já foi condenado por duas instâncias, petista não pode concorrer a cargos públicos em razão da Lei da Ficha Limpa.

Direito de imagem Felipe Souza/BBC News Brasil. Image caption Estrutura para montagem de palco começa a chegar à região da PF em Curitiba; militância espera soltura de Lula . "Não há respaldo jurídico para manter o ex-presidente Lula preso por uma hora sequer", afirmou a jornalistas quando

Parlamentares e lideranças partidárias repercutiram a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta sexta-feira, 8. Ele foi libertado um dia após o Supremo Tribunal Federal (STF) proibir a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância. Lula ficou preso por 580 dias.

João Amoêdo, presidente do partidoNovo e candidato derrotado à Presidência em 2018, disse que a libertação do ex-presidente significa um retrocesso na luta contra a impunidade. Ele defende a prisão em segunda instância e pede mobilização por um Brasil “admirável, seguro e sem impunidade”.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, lamentou a decisão do Supremo. “Pedem prisão p[para] assassinos de Marielle, mas querem soltar bandidos de seus partidos. Piada”, disse pelo Twitter. Eduardo ainda escreveu que “quem trabalha sente no dia de hoje um tapa na cara”.

Defesa de Lula entra com pedido de liberdade após decisão do STF, diz Gleisi

  Defesa de Lula entra com pedido de liberdade após decisão do STF, diz Gleisi Defesa de Lula entra com pedido de liberdade após decisão do STF, diz Gleisi"A defesa já pediu a soltura imediata de Lula e estamos entrando para conversar com ele. Esperamos que ainda hoje Lula esteja na vigília #LulaLivre, abraçando e agradecendo todos que durante estes 580 dias ficaram ao seu lado, no maior exemplo de solidariedade e resistência", disse a deputada em publicação no Twitter. O ex-presidente está preso em Curitiba desde abril no ano passado em decorrência de condenação no âmbito da operação Lava Jato.

Líderes partidários comentaram a soltura do ex-presidente Lula nesta sexta-feira, 8. O Ele falou que a soltura de Lula é uma “vergonha”. “Definitivamente estão tirando sarro da nossa cara” A decisão do STF tem que ser respeitada, mas vamos pressionar os parlamentares para que seja feita

Defesa de Lula vai apresentar pedido de imediata soltura nesta sexta. Caso Lula receba autorização da Vara de Execuções Penais para sair do cárcere, não será impedido de viajar pelo País nem de participar de atos políticos , segundo o que é previsto no Código de Processo Penal (CPP).

O coordenador do MTST, Guilherme Boulos (PSOL), falou que Lula será recepcionado no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP). O encontro entre o petista e seus apoiadores ocorre no sábado, 9, a partir do meio-dia.

A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ), líder da minoria na Câmara, falou que a justiça foi feita porque Lula é “um estadista, um homem muito respeitável”. A parlamentar disse que ele deveria estar se despedindo “com muito respeito e carinho” dos funcionários da PF em Curitiba.

Paulo Pimenta, deputado federal pelo PT do Rio Grande do Sul e líder do partido na Câmara, narrou os momentos anteriores à soltura do ex-presidente. Ele disse que aguardava pelo momento em que Lula seria solto e poderia abraçar as pessoas que estavam em vigília desde o dia em que o líder petista foi preso.

Mourão sobre decisão do STF: 'Onde está o Estado de Direito no Brasil?'

  Mourão sobre decisão do STF: 'Onde está o Estado de Direito no Brasil?' Mourão sobre decisão do STF: 'Onde está o Estado de Direito no Brasil?'"O Estado de Direito é um dos pilares de nossa civilização, assegurando que a Lei seja aplicada igualmente a todos. Mas, hoje, dia 8 de novembro de 2019, cabe perguntar: onde está o Estado de Direito no Brasil? Ao sabor da política?", postou Mourão em sua conta oficial no Twitter, em alusão à decisão dos minsitros.

CENÁRIOS-Sob sombra de Lula , STF deve concluir julgamento de revisão sobre prisão em 2ª instância. Discutimos muito essa questão da segunda instância tendo como pano de fundo o caso Lula . O caso Lula , de alguma forma, contaminou todo esse debate, tendo em vista essa politização.

Decisão do juiz Danilo Pereira Júnior, da 12ª Vara Federal de Curitiba, se baseou em julgamento do STF sobre prisão após 2ª instância.

Orlando Silva, presidente do PCdoB em São Paulo, comemorou a soltura de Lula. Pelo Twitter, o deputado federal desejou boas-vindas ao ex-presidente e disse que a força dele é “contagiante”. “A democracia e o Estado Democrático de Direito tiveram uma vitória histórica”, comentou.

Segunda instância no Congresso

O senador Álvaro Dias (PR), líder do Podemos, disse que, depois da decisão do STF, a missão do Congresso é inserir a prisão em segunda instância na Constituição. Ele manifestou apoio à PEC 5/2019, que trata do assunto. Pelo Twitter, Álvaro Dias também falou que o PT já havia montado um palanque em frente à sede da PF e questionou: “Já sabiam que ele seria solto hoje?”.

O deputado federal Marcel Van Hattem (Novo-RS) disse que vai fazer pressão para que a PEC 410, da prisão em segunda instância, seja aprovada no Congresso e afirmou que a soltura de Lula é uma “vergonha”. “Definitivamente estão tirando sarro da nossa cara”, comentou no Twitter o líder de seu partido na Câmara. O político também divulgou um protesto contra a libertação do ex-presidente e disse que “com certeza” estará presente.

_______________________

MBL pede prisão preventiva de Lula e Dirceu por ‘incitação ao crime’ .
Lindbergh também é alvo. Representação criminal . Protocolada junto ao MPFPara o MBL, Lula e Dirceu “incitaram a luta armada, a desordem e depredação de patrimônio público e privado, atos atentatórios conta a ordem pública, incitação ao crime e formação de organização criminosa” desde que foram postos em liberdade, na última 6ª feira (8.nov.2019). A soltura dos petistas foi autorizada pela Justiça após o STF (Supremo Tribunal Federal) decidir que é inconstitucional o início do cumprimento de penas antes do trânsito em julgado do processo.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 3
Isto é interessante!