Política Associação Brasileira de Imprensa apresenta notícia-crime contra Bolsonaro no STF

22:05  15 novembro  2019
22:05  15 novembro  2019 Fonte:   poder360.com.br

Bolsonaro: ''Espero que seja apenas um grande ensinamento essa CPMI''

  Bolsonaro: ''Espero que seja apenas um grande ensinamento essa CPMI'' Bolsonaro: ''Espero que seja apenas um grande ensinamento essa CPMI''“Espero que seja apenas um grande ensinamento essa CPMI, para mostrar que se viermos a depender apenas de uma imprensa, nós corremos o risco de ser réu sem crime e perdemos os nossos direitos sem termos direito à defesa”. O presidente ainda falou sobre a época em que se tornou militar e exaltou o período ditatorial de 74, o qual caracterizou como um ano de ‘paz e prosperidade’.

A ABI ( Associação Brasileira de Imprensa ) protocolou no STF (Supremo Tribunal Federal) uma notícia - crime contra o presidente da República, Jair O pedido foi encaminhado em 8 de novembro ao presidente do STF , Dias Toffoli e tornou-se público hoje (15.nov). O relator do caso será o ministro

O Partido dos Trabalhadores (PT) apresentou , nesta segunda-feira (4/11), no Supremo Tribunal Federal ( STF ), uma notícia - crime contra o presidente da Ao se identificar na guarita, Élcio teria dito que iria para a casa de Jair Bolsonaro , mas ao entrar se dirigiu a residência de Ronnie Lessa, outro

No início de novembro, partidos de oposição já tinham registrado uma notícia-crime com base no mesmo caso© Sérgio Lima/Poder360 No início de novembro, partidos de oposição já tinham registrado uma notícia-crime com base no mesmo caso

A ABI (Associação Brasileira de Imprensa) protocolou no STF (Supremo Tribunal Federal) uma notícia-crime contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, no caso do assassinato da vereadora Marielle Franco (Psol-RJ).

A petição (íntegra) foi motivada pela informação, dada por Bolsonaro, de que ele e o filho Carlos Bolsonaro pegaram a gravação das ligações da portaria do condomínio Vivendas da Barra, no Rio de Janeiro, onde ambos têm casa. De acordo com o presidente, a ação foi feita para “evitar adulteração do conteúdo”.

Italiana é condenada por associação ao terrorismo

  Italiana é condenada por associação ao terrorismo Lara Bombonati pegou 2 anos e 8 meses de detençãoBombonati viajou para a Síria em 2016 com seu marido, Francesco Cascio. Os dois se converteram ao Islã, com o objetivo de ajudar o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) como combatentes.

A pedido de Jair Bolsonaro , a AGU requeria nessa ADPF a suspensão dos prazos de tramitação das MPs. O pedido do governo –negado pelo STF – era para que a contagem do prazo de tramitação fosse suspensa inicialmente por 30 dias, conforme ocorre no recesso do Congresso.

Em novembro de 2011, o capitão do Bope (Batalhão de Operações Especiais) Adriano Magalhães da Nóbrega comandava uma operação noturna com o ABI entra com ação no STF contra Bolsonaro por "obstrução" no caso Marielle. A ABI ( Associação Brasileira de Imprensa ) apresentou uma

O pedido foi encaminhado em 8 de novembro ao presidente do STF, Dias Toffoli e tornou-se público hoje (15.nov). O relator do caso será o ministro Alexandre de Moraes.

A associação afirma que Bolsonaro e Carlos “acessaram, em data ainda imprecisa, por meios impróprios, elementos probatórios de uma investigação criminal sigilosa e em andamento, os quais poderiam elucidar o iter criminis percorrido pelos principais suspeitos do assassinato”.

A ação do presidente e de seu filho 02 “carece de investigação”, segundo a ABI. Diz ainda que “é imperioso verificar quando e de que modo ocorreu o acesso” aos áudios, e também se a Polícia já havia realizado a perícia do material, “o que até o momento segue sem razoáveis esclarecimentos“.

Partidos da oposição (PT, PDT e Psol) já haviam protocolado uma notícia-crime contra Bolsonaro em 5 de novembro. À época, argumentaram que a ação de Bolsonaro ao pegar as gravações trata-se de crime de responsabilidade não só dele, como do ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública), além de improbidade administrativa de Moro e do vereador Carlos Bolsonaro. “Trata-se de uma clara tentativa de destruição e/ou manipulação de provas”, completaram.

Caso Marielle: associação pede ao Supremo para investigar Bolsonaro por obstrução de Justiça

  Caso Marielle: associação pede ao Supremo para investigar Bolsonaro por obstrução de Justiça Caso Marielle: associação pede ao Supremo para investigar Bolsonaro por obstrução de JustiçaO relator do caso no STF é o ministro Alexandre de Moraes.

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal — Foto: Nelson Jr./SCO/ STF . O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal ( STF ), foi sorteado nesta segunda-feira (4) relator da notícia - crime apresentada por 18 parlamentares contra o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

O pedido de investigação partiu da Associação Brasileira de Imprensa , após Bolsonaro ter dito publicamente que A voz não é minha", disse Bolsonaro no início de novembro. Um dia depois, após ser criticado A ABI ( Associação Brasileira de Imprensa ) apresentou uma notícia - crime ao STF

O CASO

As gravações tratam sobre a visita de Élcio de Queiroz, 1 dos acusados de matar a vereadora Marielle Franco (Psol-RJ), ao condomínio no dia do crime, em março de 2018. Élcio visitou o ex-policial Ronnie Lessa, acusado de ter sido o autor dos disparos que mataram Marielle e o motorista Anderson Gomes. Segundo depoimento do porteiro do condomínio, alguém com a voz que ele julgou ser de Bolsonaro autorizou a entrada de Élcio no condomínio.

Há, no entanto, registros de presença do Bolsonaro na Câmara dos Deputados no dia 14 de março de 2018, quando ainda atuava como deputado. O MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro), que atua no caso, diz que o porteiro mentiu ao mencionar o nome do presidente em seu depoimento à polícia.

As gravações da portaria do condomínio Vivendas da Barra, já periciadas, foram divulgadas no Twitter pelo vereador Carlos Bolsonaro (PSC), filho 02 do presidente e que também mora no condomínio na zona sul do Rio.

“Nós pegamos, antes que fosse adulterada, ou tentasse adulterar. Pegamos toda a memória da secretária eletrônica que é guardada há mais de ano. A voz não é a minha”, disse o presidente.

Bolsonaro nega intenção de trocar ministros da Casa Civil, Educação e Turismo .
Bolsonaro nega intenção de trocar ministros da Casa Civil, Educação e TurismoAs informações sobre as possíveis quedas dos chefes dos órgãos ministeriais foram divulgadas pelo site Vortex nessa 5ª feira (21.nov.2019). De acordo com a reportagem, a informação havia sido confirmada por “2 interlocutores do presidente que acompanham de perto os novos rumos do governo”.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 0
Isto é interessante!