Política Janaina critica Toffoli e diz que só Alcolumbre pode contê-lo

13:45  16 novembro  2019
13:45  16 novembro  2019 Fonte:   poder360.com.br

Toffoli nega recurso de Aras e amplia pedido de acesso a dados do antigo Coaf

  Toffoli nega recurso de Aras e amplia pedido de acesso a dados do antigo Coaf Toffoli nega recurso de Aras e amplia pedido de acesso a dados do antigo CoafBRASÍLIA - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, rejeitou o pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras, e ampliou a solicitação de acesso aos relatórios financeiros de 600 mil pessoas produzidos nos últimos três anos pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), rebatizado Unidade de Inteligência Financeira (UIF). Agora, Toffoli quer saber, também, quem no Ministério Público Federal e no órgão de controle tem acesso a essas informações sigilosas.

A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) criticou na 6ª feira (15.nov.2019) o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli . Segundo ela, Toffoli “vem numa crescente de ações questionáveis”

Janaina critica Toffoli e diz que só Alcolumbre pode " conter " chefe do STF. Os ministros do Supremo vão julgar em quais circunstâncias órgãos como a Receita Federal e o antigo Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) podem enviar informações sobre suspeitas de crimes ao

Janaina protocolou pedido de impeachment contra Toffoli. Ela alega que o ministro do STF cometeu crime de responsabilidade ao suspender investigações que usam dados do Coaf e da Receita Federal© Geraldo Magela/Agência Senado Janaina protocolou pedido de impeachment contra Toffoli. Ela alega que o ministro do STF cometeu crime de responsabilidade ao suspender investigações que usam dados do Coaf e da Receita Federal

A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) criticou na 6ª feira (15.nov.2019) o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli. Segundo ela, Toffoli “vem numa crescente de ações questionáveis”, em referência à decisão do ministro que determinou ao Banco Central o repasse de dados sigilosos de 600 mil pessoas.

Na 6ª feira, o ministro do Supremo negou pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras, para revogar a entrega e o acesso de dados financeiros.

Após julgamento do STF, parlamentares pressionam por PEC, mas Alcolumbre resiste

  Após julgamento do STF, parlamentares pressionam por PEC, mas Alcolumbre resiste Após julgamento do STF, parlamentares pressionam por PEC, mas Alcolumbre resisteEm seu voto decisivo, o presidente do Supremo, Dias Toffoli, lembrou que o Congresso tem autonomia para mudar o entendimento que garante um acusado responder em liberdade até o fim da tramitação de um processo na Justiça. Na quarta-feira, 6, um dia antes do término do julgamento, Alcolumbre já deu o recado. "Isso aí não tem nem perspectiva", afirmou.

O tuíte de Alcolumbre foi publicado por volta de 16h. Até duas horas antes, Bolsonaro estava em É agora o povo no poder . Mais do que um direito, vocês têm obrigação de lutar pelo país de vocês. Apesar dos pedidos de volta da ditadura, no discurso, Bolsonaro disse que é preciso "manter a

Janaina Paschoal pediu a saída do presidente Bolsonaro. Em discurso na Alesp, a deputada exigiu que tirem Bolsonaro do poder . Em Brasília, Rodrigo Maia, Davi Alcolumbre e Dias Toffoli se reuniram sem Bolsonaro para decidir o futuro do país.

Janaina afirmou ainda que só o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, é quem tem poder para “conter o presidente do STF”. De acordo com a deputada paulista, os ministros do Supremo “não são eleitos”, mas o “presidente do Senado sim”.

As declarações foram publicadas em seu perfil no Twitter. Leia as mensagens:

  Janaina critica Toffoli e diz que só Alcolumbre pode contê-lo © Fornecido por Poder360 Jornalismo e Comunicação S/S LTDA.

Toffoli é alvo de pedidos de impeachment no Senado, 1 deles da própria Janaina Paschoal. O presidente do Supremo é acusado de cometer crime de responsabilidade por suspender todas as investigações que usaram informações de órgãos de controle, como a Receita Federal e o antigo Coaf, sem autorização da Justiça.

Diante de possível soltura de Lula, atuação do PT se divide entre enfrentamento e conciliação .
Diante de possível soltura de Lula, atuação do PT se divide entre enfrentamento e conciliaçãoAo longo dos últimos 18 meses, o PT, partido que governou o país por 14 anos, adotou pauta única e exclusiva: "Lula Livre". A mensagem foi espalhada com relativo sucesso nas Américas e obteve endosso em figuras tão diversas quanto o presidente recém-eleito na Argentina, Alberto Fernández, e o pré-candidato democrata americano Bernie Sanders.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 1
Isto é interessante!