Política: Deputado do PSL arranca cartaz sobre exposição contra o racismo na Câmara - - PressFrom - Brasil

Política Deputado do PSL arranca cartaz sobre exposição contra o racismo na Câmara

00:02  20 novembro  2019
00:02  20 novembro  2019 Fonte:   estadao.com.br

Maia critica deputado por arrancar placa de exposição na Câmara

  Maia critica deputado por arrancar placa de exposição na Câmara Deputado do PSL quebrou obra de arte. Parte de exposição da consciência negra“Não é porque nós divergimos da posição da outra pessoa que nós devemos agredi-la verbalmente e fisicamente ou retirar de forma violenta, de uma exposição, uma peça que foi autorizada pela presidência da Câmara”, afirmou Rodrigo Maia.

Deputado que conseguiu se manter no comando da sigla na Câmara ganhou destaque com estilo imprevisível e foi gravado em reunião do partido aos berros Image caption Bolsonaro (foto) reforçou movimento para tentar destituir Waldir e colocar seu filho, Eduardo, na liderança do PSL na Câmara .

Direito de imagem Câmara dos Deputados . Image caption Deputados a favor da reforma agitaram O texto precisa ser aprovado ainda em uma segunda votação na Câmara , por ser uma proposta de Deputados de oposição ao governo de Jair Bolsonaro carregavam cartazes que diziam "Essa não

Deputado do PSL arranca cartaz em exposição contra o racismo na Câmara © Gabriela Biló/Estadão Deputado do PSL arranca cartaz em exposição contra o racismo na Câmara

BRASÍLIA – Uma exposição que trata do racismono Brasil virou motivo de bate-boca na tarde desta terça-feira, 19, na Câmara dos Deputados. O deputado federal Coronel Tadeu (PSL-SP) arrancou da parede da exposição uma imagem em que aparecia um policial, de arma na mão, e um rapaz negro estendido no chão, com a camisa do Brasil e algemado. No cartaz, lia-se a frase “O genocídio da população negra”.

O ato do deputado provocou reação imediata de deputados presentes na Casa. Houve bate-boca na saída da exposição e gritos de “racista” em direção a Tadeu. “Ele não suportou uma exposição que registra a presença negra na história do Brasil nos diversos campos. E veio aqui e arrancou parte da exposição, onde havia a denúncia de um genocídio negro no Brasil”, afirmou a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ).

''Não há arrependimento'', diz deputado que arrancou cartaz sobre racismo

  ''Não há arrependimento'', diz deputado que arrancou cartaz sobre racismo ''Não há arrependimento'', diz deputado que arrancou cartaz sobre racismoNa imagem, um policial de arma na mão e um rapaz negro estendido no chão, com a camisa do Brasil e algemado. No cartaz, lia-se a frase "O genocídio da população negra". O ato do deputado provocou reação imediata de deputados que acusaram o militar de racista. Tadeu se defende elogiando a exposição e negando qualquer tipo de preconceito.

Mensagens, pensamentos e frases curtas Contra o Racismo . A frase que procura Contra o Racismo para ler e compartilhar. E de pai pra filho o racismo passa, em forma de piadas que teriam bem mais graça se não fosse o retrato da nossa ignorância, transmitindo a discriminação desde a infância.

Há menos de duas semanas do segundo turno das eleições, o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro ( PSL ) Segundo publicações nas redes sociais, durante seu mandato como deputado federal, Bolsonaro teria votado contra a aprovação da Lei Maria da Penha, que trata sobre a questão

“Ele arrancou tudo, destruiu tudo e cometeu o crime de racismo e quebra de decoro”, acrescentou. Jandira e outros parlamentares, como a deputada Benedita da Silva (PT-RJ), prometeram levar o caso ao Conselho de Ética da Câmara.

Desde o início do dia, a imagem arrancada por Tadeu vinha causando desconforto aos deputados da chamada “bancada da bala”. Mais cedo, o deputado federal Capitão Augusto (PL-SP) já havia encaminhado ao presidente da Casa, deputadoRodrigo Maia (DEM-RJ), um pedido para que o cartaz fosse retirado da exposição.

“Conforme se verifica do conteúdo da imagem, há a absurda atribuição da responsabilidade pelo genocídio da população negra aos policiais militares, prestando-se, assim, verdadeiro desserviço junto à população que trafega pelas dependências da Câmara, retratando negativamente o salutar papel dos policiais militares para a manutenção da ordem pública no nosso país”, disse Augusto em seu pedido a Maia.

O deputado é presidente da Frente Parlamentar da Segurança Pública e da Comissão de Segurança Pública.

Após arrancar o cartaz, o coronel Tadeu voltou a criticou a imagem. “Colocar a PM como responsável pelo genocídio é inaceitável”, afirmou ao Estadão/Broadcast.

_____________________

‘Precisava estancar a ofensa’, diz deputado que destruiu placa contra racismo .
‘Precisava estancar a ofensa’, diz deputado que destruiu placa contra racismoEm seu 1º mandato como congressista, Coronel Tadeu, de 54 anos, é também policial militar. Disse,  em entrevista no estúdio do Poder360, que o quadro ofendia sua categoria. Outros 2 deputados, disse ele, tinham pedido “providências pela curadoria [da exposição], pelo presidente [da Câmara], sei lá qual trâmite administrativo seria adotado”.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 0
Isto é interessante!