Política Maia critica deputado por arrancar placa de exposição na Câmara

05:20  20 novembro  2019
05:20  20 novembro  2019 Fonte:   poder360.com.br

Maia: 'Não podemos achar que segunda instância é a única urgência do Brasil'

  Maia: 'Não podemos achar que segunda instância é a única urgência do Brasil' Maia: 'Não podemos achar que segunda instância é a única urgência do Brasil'O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que a discussão sobre a prisão após condenação em segunda instância “não é a única urgência do Brasil” e defendeu cautela na análise do assunto pelo Congresso.

O presidente da Câmara , Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou durante sessão do plenário a destruição de uma placa sobre genocídio negro pelo deputado Coronel

O presidente da Câmara , Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou durante sessão do plenário a destruição de uma placa sobre genocídio negro pelo deputado Coronel Tadeu (PSL-SP) nesta terça-feira (19), na Câmara dos Deputados . A peça fazia parte de uma exposição "(Re)existir no Brasil: Trajetórias

Maia disse que a divergência política não pode permitir uma reação como a do deputado do PSL © Luis Macedo/Câmara dos Deputados Maia disse que a divergência política não pode permitir uma reação como a do deputado do PSL

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou a destruição de uma placa sobre genocídio negro pelo deputado Coronel Tadeu (PSL-SP) nesta 3ª feira (19.nov.2019), na Câmara dos Deputados. A peça fazia parte de uma exposição “(Re)existir no Brasil: Trajetórias Negras Brasileiras” em homenagem ao Dia da Consciência Negra, celebrado no dia 20 de novembro.

“Não é porque nós divergimos da posição da outra pessoa que nós devemos agredi-la verbalmente e fisicamente ou retirar de forma violenta, de uma exposição, uma peça que foi autorizada pela presidência da Câmara”, afirmou Rodrigo Maia.

Ciro Gomes: “Meu pescoço já valia ouro, agora vale muito mais”

  Ciro Gomes: “Meu pescoço já valia ouro, agora vale muito mais” Ciro Gomes: “Meu pescoço já valia ouro, agora vale muito mais”Mas Ciro tem urgência para um momento de “combustão” brasileira. Em São Paulo, bate cartão de 15 em 15 dias. Nesta terça, esteve na redação do EL PAÍS para uma conversa de duas horas e meia. Quando a entrevista caminha para o final, o fotógrafo Fernando Cavalcanti, que acompanha o encontro, se atreve a provocar Ciro num momento de descontração: “O senhor tem inveja do Lula?”. “Eu? Nenhuma”, responde ele, sem titubear. “Por que teria inveja de um cara preso e condenado? Eles esculhambam o carteiro para não ler a carta”, diz Ciro.

Maia critica deputado por arrancar placa de exposição na Câmara - Продолжительность: 2:56 Poder360 68 913 просмотров. Emocionante discurso sobre deputado que quebrou exposição em homenagem à Semana da Consciência Negra - Продолжительность: 8:29 Canal da Resistência

O deputado Coronel Tadeu (PSL-SP) se manifestou hoje na Câmara dos Deputados ao rasgar Alguns deputados de esquerda reagiram fortemente à atitude do Coronel. Áurea Carolina e David Emsua conta no Twitter, o deputado postou um vídeo do momento em que arranca o quadro da

A mostra apresenta a história de diversas personalidades negras do país e está montada no túnel que faz ligação entre as comissões e o plenário principal e será exibida por duas semanas. A placa tinha uma charge do cartunista Carlos Latuff, com um policial de costas com revólver na mão e um jovem negro caído no chão com a legenda ‘O genocídio da população negra’.

“Não é um dia que marca de maneira positiva esta Casa, muito pelo contrário. Deveríamos estar defendendo a inclusão de negros na política, a igualdade de oportunidade. Não é agredindo um cartaz que pode até ser injusto com parte da polícia, mas poderia ter uma solução que não fosse retirando pessoalmente a peça”, declarou o presidente da Câmara.

Assista (55seg):

Antes de ser criticado por Rodrigo Maia, congressistas de partidos da oposição afirmaram que vão entrar com representações no Conselho de Ética. Em um ato de repúdio, deputados se retiraram do plenário contra Coronel Tadeu.

Com a saída do presidente Bolsonaro, PSL prepara repaginada

  Com a saída do presidente Bolsonaro, PSL prepara repaginada Com a saída do presidente Bolsonaro, PSL prepara repaginadaNo próximo ano, o PSL terá R$ 358 milhões a gastar no pleito de 2020, dos quais são R$ 245 milhões do Fundo Eleitoral e R$ 113 milhões do Fundo Partidário. Até 2022, o valor contabilizado será próximo de R$ 1 bilhão. Contudo, embora o apoio financeiro e o tempo de televisão para as eleições sejam fatores que não podem ser desprezados, não são os únicos elencados por aliados de Bivar como motivos para a expectativa de sucesso e de uma vida próspera para a legenda no cenário “pós-Bolsonaro”.

Maia critica deputado por arrancar placa de exposição na Câmara - Продолжительность: 2:56 Poder360 72 928 просмотров. Emocionante discurso sobre deputado que quebrou exposição em homenagem à Semana da Consciência Negra - Продолжительность: 8:29 Canal da Resistência 61

É lamentável, [ocorrer em] uma exposição que a Câmara autorizou. Sobre a recolocação da placa na exposição , o presidente da Câmara disse que está avaliando o caso com a diretoria responsável pela exposição . Maia dá sermão na Câmara após deputado destruir cartaz. UOL Notícias.

Outro lado

Em resposta à crítica de Maia, o deputado Coronel Tadeu subiu à tribuna do plenário para afirmar que considerou a placa ofensiva aos policiais. Ao lado do parlamentar estavam outros deputados também de corporações policiais.

“Talvez não tivesse sido, naquele momento, a melhor forma de se tratar aquela agressão”, disse. “Naquele momento, me veio simplesmente o ato de retirar aquele cartaz e continuar a bater palma pelo Dia da Consciência Negra. Espero que os senhores até reflitam sobre a minha atitude, mas principalmente coloquem acima a minha posição”, completou.

Assista ao momento em que o deputado arranca a placa da parede de 1 dos corredores da Câmara (53seg):

(Com informações da Agência Brasil).

‘Precisava estancar a ofensa’, diz deputado que destruiu placa contra racismo .
‘Precisava estancar a ofensa’, diz deputado que destruiu placa contra racismoEm seu 1º mandato como congressista, Coronel Tadeu, de 54 anos, é também policial militar. Disse,  em entrevista no estúdio do Poder360, que o quadro ofendia sua categoria. Outros 2 deputados, disse ele, tinham pedido “providências pela curadoria [da exposição], pelo presidente [da Câmara], sei lá qual trâmite administrativo seria adotado”.

Vídeos temáticos:

usr: 1
Isto é interessante!