Política: Maia critica deputado por arrancar placa de exposição na Câmara - - PressFrom - Brasil

Política Maia critica deputado por arrancar placa de exposição na Câmara

05:20  20 novembro  2019
05:20  20 novembro  2019 Fonte:   poder360.com.br

Maia diz que não pautará aumento de impostos ‘pelo menos até janeiro de 2021’

  Maia diz que não pautará aumento de impostos ‘pelo menos até janeiro de 2021’ Maia diz que não pautará aumento de impostos ‘pelo menos até janeiro de 2021’Maia ainda disse que o “desafio agora é controlar gastos públicos e aprovar uma reforma tributária”, já que a reforma da Previdência –principal pauta econômica deste ano– já foi promulgada.

Placa de exposição da Câmara quebrada pelo deputado Coronel Tadeu (PSL-SP) — Foto: Gabriela Biló / Estadão Conteúdo. Maia anuncia pacote de medidas para combater a desigualdade. Confusão na Câmara . Deputado do PSL quebra placa em exposição da Consciência Negra.

Uma exposição na Câmara dos Deputados , em Brasília, em alusão ao Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro (nesta quarta-feira) no Brasil, causou polêmica na tarde desta terça-feira. O incômodo de alguns parlamentares foi tanto que um deles, o deputado federal Coronel

Maia disse que a divergência política não pode permitir uma reação como a do deputado do PSL © Luis Macedo/Câmara dos Deputados Maia disse que a divergência política não pode permitir uma reação como a do deputado do PSL

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou a destruição de uma placa sobre genocídio negro pelo deputado Coronel Tadeu (PSL-SP) nesta 3ª feira (19.nov.2019), na Câmara dos Deputados. A peça fazia parte de uma exposição “(Re)existir no Brasil: Trajetórias Negras Brasileiras” em homenagem ao Dia da Consciência Negra, celebrado no dia 20 de novembro.

“Não é porque nós divergimos da posição da outra pessoa que nós devemos agredi-la verbalmente e fisicamente ou retirar de forma violenta, de uma exposição, uma peça que foi autorizada pela presidência da Câmara”, afirmou Rodrigo Maia.

CCJ da Câmara adia votação da PEC da segunda instância

  CCJ da Câmara adia votação da PEC da segunda instância CCJ da Câmara adia votação da PEC da segunda instânciaA redação original proposta por Manente encontra resistência entre os deputados da Comissão e líderes partidários, inclusive do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), porque altera uma cláusula pétrea da Constituição. O texto propõe mudança no artigo 5º que diz que o réu só pode ser considerado culpado após o trânsito em julgado.

O deputado Coronel Tadeu (PSL-SP) quebrou uma placa com charge que compunha exposição em homenagem ao Dia da Consciência Negra na O presidente da frente parlamentar de segurança pública, Capitão Augusto (PL-SP), havia pedido ao presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a

Deputados da oposição se revoltaram e prometem registrar ocorrência e levar o caso ao Conselho de Ética da Casa. Ele foi cercado pelos Veja o deputado destruindo a placa : Um absurdo! O Deputado Coronel Tadeu vandaliza exposição na Câmara dos Deputados sobre o Mês da Consciência Negra.

A mostra apresenta a história de diversas personalidades negras do país e está montada no túnel que faz ligação entre as comissões e o plenário principal e será exibida por duas semanas. A placa tinha uma charge do cartunista Carlos Latuff, com um policial de costas com revólver na mão e um jovem negro caído no chão com a legenda ‘O genocídio da população negra’.

“Não é um dia que marca de maneira positiva esta Casa, muito pelo contrário. Deveríamos estar defendendo a inclusão de negros na política, a igualdade de oportunidade. Não é agredindo um cartaz que pode até ser injusto com parte da polícia, mas poderia ter uma solução que não fosse retirando pessoalmente a peça”, declarou o presidente da Câmara.

Assista (55seg):

Antes de ser criticado por Rodrigo Maia, congressistas de partidos da oposição afirmaram que vão entrar com representações no Conselho de Ética. Em um ato de repúdio, deputados se retiraram do plenário contra Coronel Tadeu.

CCJ da Câmara adia votação da PEC da segunda instância

  CCJ da Câmara adia votação da PEC da segunda instância CCJ da Câmara adia votação da PEC da segunda instânciaA redação original proposta por Manente encontra resistência entre os deputados da Comissão e líderes partidários, inclusive do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), porque altera uma cláusula pétrea da Constituição. O texto propõe mudança no artigo 5º que diz que o réu só pode ser considerado culpado após o trânsito em julgado.

Um deputado acabou de arrancar um quadro da exposição (Re)Existir no Brasil – Trajetórias negras brasileiras, aqui na Casa. A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) afirmou que irá acionar o Conselho de Ética da Câmara pela atitude do parlamentar.

O presidente da Câmara , o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), deu sermão no Coronel Tadeu "Hoje aconteceu com uma exposição em relação à Consciência Negra, amanhã pode acontecer com Em ofício enviado ao presidente da Câmara , o deputado pediu a retirada da peça e a classificou como

Outro lado

Em resposta à crítica de Maia, o deputado Coronel Tadeu subiu à tribuna do plenário para afirmar que considerou a placa ofensiva aos policiais. Ao lado do parlamentar estavam outros deputados também de corporações policiais.

“Talvez não tivesse sido, naquele momento, a melhor forma de se tratar aquela agressão”, disse. “Naquele momento, me veio simplesmente o ato de retirar aquele cartaz e continuar a bater palma pelo Dia da Consciência Negra. Espero que os senhores até reflitam sobre a minha atitude, mas principalmente coloquem acima a minha posição”, completou.

Assista ao momento em que o deputado arranca a placa da parede de 1 dos corredores da Câmara (53seg):

(Com informações da Agência Brasil).

Paulo Guedes tem que procurar AI-5 no Google, diz Rodrigo Maia .
Paulo Guedes tem que procurar AI-5 no Google, diz Rodrigo MaiaMaia disse que o ministro deveria procurar informações no Google sobre o período. Guedes deu a declaração na esteira do filho do presidente da República Eduardo Bolsonaro. No mês passado, Eduardo disse que 1 “novo AI-5” seria uma opção caso a esquerda radicalize.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 7
Isto é interessante!