Política Witzel defende maior liberdade de ação das polícias

20:50  27 novembro  2019
20:50  27 novembro  2019 Fonte:   estadao.com.br

Inquérito aponta que PM causou morte da menina Ágatha

  Inquérito aponta que PM causou morte da menina Ágatha Inquérito aponta que PM causou morte da menina ÁgathaÁgatha retornava para casa de Kombi com a mãe, no Morro da Fazendinha, no Complexo do Alemão, quando foi atingida.

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel , defendeu nesta quarta-feira, 27, que as policias militares e civis tenham, por parte dos governos No evento, Witzel falou dos avanços de sua gestão na área de segurança do Rio de Janeiro. Citou o elevado número de apreensão de drogas, armas de

A entrevista de Witzel durou cerca de 1h30. Veja, abaixo, os principais temas abordados pelo governador e algumas de suas declarações Independência da DH. Secretário de Polícia Civil, o delegado Marcos Vinicius destacou o trabalho da polícia na investigação dos crimes no Rio de

SÃO PAULO - O governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), defendeu nesta quarta-feira, 27, que as polícias militares e civis tenham, por parte dos governos, garantias de que os não serão punidos no exercício do dever. Witzel discursou para uma plateia de delegados e policiais federais e civis no II Fórum Nacional da Inteligência Aplicada para o Combate à Criminalidade, em São Paulo.

Este mês a gestão Jair Bolsonaro enviou ao Congresso projeto de lei que prevê eliminar ou abrandar a punição de policiais ou militares em operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) - proposta chamada de excludente de ilicitude. A ideia, segundo o governo federal, é ter essa garantia para agentes que ajam em legítima defesa.

Bolsonaro diz que Witzel ‘usa a Polícia Civil do Rio’ para destruir sua família

  Bolsonaro diz que Witzel ‘usa a Polícia Civil do Rio’ para destruir sua família Bolsonaro diz que Witzel ‘usa a Polícia Civil do Rio’ para destruir sua famíliaBolsonaro falou que Witzel “vinha manipulando o processo”, que corre em segredo de Justiça. De acordo com o presidente, Witzel o avisou sobre a subida do caso para o STF (Supremo Tribunal Federal) a partir da aparição do nome dele.

Ao tratar dos atiradores de elite das corporações, Witzel respondeu a pergunta sobre uma de suas propostas que buscou enfatizar durante a Witzel lembrou, então, o flagrante na manhã desta terça, no qual o Globocop registrou homens armados de fuzil disparando contra um blindado da polícia na

O governador Witzel cumpriu o que prometeu e não deu oportunidade para que pessoas fossem feridas. No ônibus havia 37 pessoas pessoas que foram salvas pela ação rápida da polícia .

Governador do Rio, Wilson Witzel (PSC) © Wilton Junior / Estadão Governador do Rio, Wilson Witzel (PSC)

"No meu Estado, dou esta garantia (de dar maior autonomia) aos policiais", disse Witzel, para quem esta decisão de maior autonomia das polícias tem de ser um projeto de Estado e não apenas de governo. O governador ainda destacou resultados de dez meses de gestão no Rio, como o menor número de homicídios para o período desde 1991.

"A maior liberdade de ação das polícias está dando resultado em todo o País", acrescentou. Por outro lado, a letalidade da polícia fluminense bateu recorde na série histórico, que se iniciou em 1998. De janeiro a outubro deste ano, 1.546 civis foram mortos em confrontos com as polícias. Já é maior do que os 1.534 óbitos registrados em 2018, que era o recorde até então.

Witzel defende o confronto com criminosos e advoga a ação de atiradores de elite. Em entrevista ao Estado antes da posse, afirmou que esses snipers atirariam “na cabecinha” dos bandidos.

_____________________________

Witzel defende maior liberdade de ação das polícias .
Você recicla há anos e acha que é bom nisso? Bem, nunca é tarde para aprender mais! Confira algumas dicas.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 1
Isto é interessante!