Política Após ofensas, discurso de Arthur do Val é interrompido por briga generalizada na Alesp

05:35  05 dezembro  2019
05:35  05 dezembro  2019 Fonte:   estadao.com.br

Velório de Gugu Liberato será na Alesp e aberto ao público

  Velório de Gugu Liberato será na Alesp e aberto ao público A data ainda não está confirmada, mas a previsão é de que o corpo do apresentador chegue ao Brasil na próxima quinta-feira (28). Ele será sepultado no jazigo da família no Cemitério Getsêmani, no Morumbi, também na capital paulista.A assessoria de imprensa de Gugu Liberato informou que o corpo dele foi liberado hoje (25) pelo instituto responsável por necrópsias e laudos (equivalente ao IML, no Brasil). O próximo passo é a retirada do corpo pela funerária, que vai prepará-lo para o traslado aéreo.A família decidiu doar todos os órgãos.

Depois de chamar petistas e esquerdistas de "vagabundos" reiteradas vezes, o deputado estadual Arthur do Val (sem partido), conhecido como Mamãe Falei, teve seu discurso interrompido por empurrões e agressões físicas no plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo ( Alesp ).

> Lei de líder de Doria na Alesp beneficia empresa da qual é sócio. Barba foi puxado pelo paletó e afastado da tribuna, enquanto a cena se transformou em uma confusão generalizada . Macris chegou a interromper a fala de Arthur , após diversas provocações direcionadas à plateia, e pediu

O deputado Arthur do Val (sem partido) no plenário da Alesp, momentos antes de uma briga interromper seu discurso © Reprodução/TV Alesp O deputado Arthur do Val (sem partido) no plenário da Alesp, momentos antes de uma briga interromper seu discurso

Depois de chamar petistas e esquerdistas de "vagabundos" reiteradas vezes, o deputado estadual Arthur do Val (sem partido), conhecido como Mamãe Falei, teve seu discurso interrompido por empurrões e agressões físicas no plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

"Levanta a mão quem é machão. Levanta a mão do líder sindical aí. Quem é lider sindical aí? Levanta a mão. Ta com medo? Quero ver me encarar, ô líder sindical. Eu quero pegar você. Eu quero pegar você, que toma o dinheiro dos trabalhadores. Bando de vagabundo", discursou o deputado. Em seguida, o plenário foi invadido por um grupo de parlamentares e apoiadores, com o deputado Teonílio Barba (PT) à frente.

Polarização já resultou em 19 denúncias ao Conselho de Ética da Alesp em 2019

  Polarização já resultou em 19 denúncias ao Conselho de Ética da Alesp em 2019 Polarização já resultou em 19 denúncias ao Conselho de Ética da Alesp em 2019"Levanta a mão quem é machão. Levanta a mão do líder sindical aí. Quem é líder sindical aí? Levanta a mão. Tá com medo? Quero ver me encarar, ô líder sindical. Eu quero pegar você. Eu quero pegar você, que toma o dinheiro dos trabalhadores. Bando de vagabundo", discursou o deputado. Em seguida, o plenário foi invadido por um grupo de parlamentares e apoiadores, com o deputado Teonílio Barba (PT) à frente.

Velório de Gugu Liberato será na Alesp e aberto ao público. A data ainda não está confirmada, mas a previsão é de que o corpo do apresentador chegue ao Brasil na próxima quinta-feira (28). Ele será sepultado no jazigo da família no Cemitério Getsêmani, no Morumbi

A sessão da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo terminou com cenas lamentáveis, quando um grupo de sindicalistas invadiu o recinto para agredir o deputado estadual Arthur do Val , conhecido como “Mamãefalei”. Houve agressões generalizadas no local. A deputada Janaína Paschoal

Os dois chegaram a erguer os punhos, indicando que trocariam socos. Barba foi puxado pelo paletó e afastado da tribuna, enquanto a cena se transformou em uma confusão generalizada. Arthur foi defendido pelo deputado do Novo, Heni Ozi Cukier, que levou empurrões e até uma mordida. Dezenas correram em direção ao grupo para apartar a briga.

"O contexto é o seguinte: o Enio Tatto subiu na tribuna e falou que a Janaína Paschoal sentou no colo do governador João Doria, o que é (uma afirmação) inadmissível", disse ao Estado o deputado Arthur do Val. "Subi na tribuna para defender ela e expus algumas coisas que incomodaram", disse, se referindo ao fato de que o tucano Cauê Macris, presidente da Alesp, foi eleito com o apoio do PT.

Macris chegou a interromper a fala de Arthur, após diversas provocações direcionadas à plateia, e pediu que o deputado não usasse termos como "vagabundo". O presidente da Alesp manteve Arthur com a palavra, que seguiu com o discurso.

Árbitro relata na súmula ofensas de funcionários do São Paulo após jogo contra o Inter

  Árbitro relata na súmula ofensas de funcionários do São Paulo após jogo contra o Inter Bráulio da Silva Machado, árbitro do jogo entre São Paulo e Internacional desta quarta-feira, relatou ofensas de dois funcionários do Tricolor paulista na súmula da partida. Segundo o relatado, Márcio Carlomagno Araújo teria se dirigido a equipe de arbitragem, mostrado o dedo do meio e dito que os árbitros teriam tentado favorecer o Colorado, com […]Segundo o relatado, Márcio Carlomagno Araújo teria se dirigido a equipe de arbitragem, mostrado o dedo do meio e dito que os árbitros teriam tentado favorecer o Colorado, com palavras de baixo calão.

🔴 Arthur do Val xinga de “bando de vagabundos” na ALESP e quase apanha!!! 05:41. Entrevista exclusiva ao MBL. com Arthur do Val após quase foi agredido na Alesp . 00:24. Verme Mamãe Falei que mama 40 mil de dinheiro público, chama Policial e professor/SP de vagabundos.

Depois de chamar petistas e esquerdistas de "vagabundos" reiteradas vezes, o deputado estadual Arthur do Val (sem partido), conhecido como Mamãe Falei, teve seu discurso interrompido por empurrões e agressões físicas no plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo ( Alesp ).

Teonílio Barba

O primeiro da fila no grupo que correu em direção a Arthur, ao invadir a tribuna, Teonílio Barba disse que sua intenção não era agredi-lo - e sim retirá-lo do púlpito. Barba criticou o presidente da Alesp, ao não retirar a palavra do deputado. Ele classificou a postura de Cauê Macris como "omissa", "permissiva" e "conivente" com as ofensas.

"Eu não subi para agredir o deputado, ele que ergueu os punhos", justificou o petista. "O deputado subiu só para provocar a plateia, não discutiu o tema e passou o tempo todo ofendendo as pessoas, chamando de vagabundo, dizendo que a plateia foi paga para estar ali. Chega um momento em que tem limite."

Barba disse que entrará com um pedido de cassação do mandato de Arthur Mamãe Falei, por quebra de decoro, no Conselho de Ética da assembleia. Se concretizado, este será o segundo processo disciplinar ao qual ele respoderá na Casa - em outubro, ele foi advertido pelo conselho por se referir a deputados como "vagabundos". Arthur também já foi expulso do DEM no mês passado. Ele foi punido pelas críticas que vinha fazendo no plenário e nas redes sociais ao vice-governador, Rodrigo Garcia, presidente estadual do partido.

Procurada, a presidência da Alesp não se manifestou até a publicação deste texto.

______________________________

Treta! Torcedores de PSG e Galatasaray criam cenário de guerra nas ruas de Paris; assista .
O PSG goleou o Galatasaray nesta quarta-feira (11) por 5 x 0, no Parc des Princes, com direito a show Treta! Torcedores de PSG e Galatasaray criam cenário de guerra nas ruas de Paris; assista - Torcedores.com.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 11
Isto é interessante!